Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Guilherme Arantes- Guilherme Arantes (1976-Som Livre)

Por Fabian Chacur

 

A capa mostra um jovem cabeludo e solitário andando por uma rua vazia do centro de uma cidade urbana, indo em direção a um piano. O título leva apenas o nome do tal jovem: Guilherme Arantes. Com 23 anos de idade e um disco anterior no currículo, como líder do grupo Moto Perpétuo, o cantor, compositor e tecladista paulistano iniciava sua carreira solo com força total. E não só pelo fato de o álbum trazer como atrativo Meu Mundo e Nada Mais, canção incluída na trilha da novela global Anjo Mau e certamente a que maior repercussão obteve, entre todas as tocadas naquela “telelágrima”. O LP pode ser considerado uma espécie de pontapé inicial no pop nacional em nível internacional. Tudo aqui é de alta qualidade. Arranjos, músicos participantes (até o célebre flautista Altamiro Carrilho marca presença!), vocais…… Mas o que chama mesmo a atenção é o forte conteúdo e personalidade de cada uma das dez canções. Minha favorita é a intensa Cuide-se Bem, advertência a quem é obrigado a conviver com a violência do dia-a-dia da vida moderna, lançada em 1976 e ainda atual em 2009. Nave Errante evoca a juventude, a coragem e a curiosidade, enquanto A Cidade e a Neblina envereda por rumos semelhantes com um pique rock and roll dançante. Descer a Serra (Sorocabana) é puro bom humor e diversão. E por aí vai. Guilherme as interpreta de forma personalizada, com voz agradável e carismática, e seus teclados são executados de forma madura e swingada, como uma espécie de Elton John brazuca. Guilherme Arantes, o CD, diverte, faz dançar, evoca romantismo e idealismo, mas principalmente nos envolve com sua aura positiva. Era o pontapé inicial de uma carreira brilhante, repleta de momentos luminosos, canções lindas e honestidade de propósitos, sempre. Uma estrada aberta que, felizmente, continua sendo trilhada por este verdadeiro mestre do pop à brasileira.

 

Guilherme Arantes canta Meu Mundo e Nada Mais:

 

HTTP://BR.YOUTUBE.COM/WATCH?V=BG4C91YAX8M

 

2 Comments

  1. Escuto muito as musicas dele.
    Ateh hoje nao me esqueco quando ele perdeu naquela competicao da MPB, se nao me engano, para a Lucinha Lins. O publico presente ficou super insatisfeito e irritado quando anunciaram que ele nao tinha sido o vencedor com a musica “Planeta Agua”, ao inves, anunciaram a musica “Purpurina” da Lucinha Lins com a vitoriosa, o que levou o publico a vaiar sem parar, tanto que a cantora nao conseguiu cantar novamente a sua musica de tanto chorar pela reacao do publico.

  2. Momento histórico da MPB, meu caro Romano! Se não me falha a memória, ocorreu no MPB-Shell de 1981. O Ivan Lins, então marido da Lucinha, até subiu no palco para ajudá-la, mal sabendo que, pouco tempo depois, tomaria o cartão amarelo seguido do vermelho da mesma, que o trocou pelo bailarino Cláudio Tovar……rsrsrsrsrs Mas Planeta Água é de fato muito melhor do que Purpurina……

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2018 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑