Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

As belas canções soft rock de Seals & Crofts

Por Fabian Chacur

 

A música tem o poder de nos fazer viajar rumo a eras distantes. Summer Breeze, por exemplo, me proporciona recordar de meus tempos de moleque, quando começava a comprar meus primeiros discos, especialmente os compactos simples, com uma música de cada lado. Com a lírica East Of Ginger Trees do outro lado, o single com Summer Breeze foi um dos primeiros a entrar na minha coleção. Canção doce, com ênfase acústica, bela melodia e harmonizações vocais arrepiantes, proporcionou o meu contato inicial com o trabalho da dupla Seals & Crofts, que ao lado de Crosby Stills Nash & Young, America, James Taylor, The Eagles e Carole King estiveram na linha de frente de um dos estilos mais populares e frutíferos dos anos 70, o soft rock, ou bittersweet rock, mistura de rock, country e folk com ênfase acústica e letras confessionais. James Seals nasceu em 1941 e Dash Crofts em 1940, ambos no estado americano do Texas. Ainda jovens, participaram do grupo The Champs (do hit instrumental Tequila) e tocaram com Glen Campbell até iniciar o trabalho em dupla, a partir de 1969. Só chegaram às paradas com o quarto álbum, Summer Breeze (1972), mas daí até 1978, emplacaram várias outras canções de sucesso. Maravilhas como a swingada Diamond Girl, a intensa Humminbirg, a country rock When I Meet Them, a doce I’ll Play For You, a belíssima balada We May Never Pass This Way (Again) , a misteriosa Castles In The Sand e a influenciada pelo soul Get Closer. A partir dos anos 80, foram cada um pro seu lado, mas se reuniram novamente em 1991/92, e satisfazem os nostálgicos de tempos em tempos com comebacks pontuais. Curiosidades: Summer Breeze teve inspirada releitura por parte do grupo negro The Isley Brothers em 1973, no álbum 3+3; James Seals tem vários parentes no meio musical, incluindo Dan Seals, que fez sucesso como integrante do duo England Dan & John Ford Coley (dos hits I’d Really Love To See You Tonight e Love Is The Answer) e um integrante do grupo country rock Little Texas. A coletânea Greatest Hits saiu no Brasil e é o melhor lugar para se conhecer esse trabalho que até hoje arrepia por sua beleza singela e harmônica.

 

Summer Breeze ao vivo em 1974:

 

http://www.youtube.com/watch?v=TEF470mXqU4

 

2 Comments

  1. Taí uma dupla que se encaixa numa faixa de artistas que me interessam , os chamados songwriters . Aliás , raça em extinção nos dias atuais . Sabe aquele tipo de música feita pela…música ? Como no caso desses citados por você Fabian , entre tantos outros , como o Cat Stevens , o Randy Newman , o Phil Ochs , etc . Eu costumo pensar que em música normalmente você tem algumas chances pra se consagrar . Você pode trazer um conceito inovador , se consagrar como um excelente intérprete , como um músico que cria uma estilo de execução , ou ser reconhecido por uma grande qualidade técnica , essa a mais perigosa , porque precisa ser acompanhada de sentimento , de verdade . No meio disso tudo , alguns fazem a opção pela harmonia , a melodia , enfim , pela música , simples assim . Quer dizer , simples pra quem conhece .

  2. Também sou fã incondicional desse tipo de artista, meu caro Covoes. Bem citado o Cat Stevens, que, aliás, lançou um disco maravilhoso no final de 2006, e está em vias de lançar outro em breve, agora com o nome Yussuf. Além dos outros muito bem citados por você, tem também Jackson Browne, Gilbert O’Sullivan etc. E realmente, simples para quem conhece. Grande abraço, e parabéns pelo bom gosto!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑