Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Yusuf é vaiado por não ser mais Cat Stevens

Cat-StevensPor Fabian Chacur

Essa é digna de torcidas de futebol botocudas. Yusuf Islam, que era conhecido nos anos 70 como Cat Stevens, resolveu voltar a fazer turnês. Ele retomou a carreira como artista pop em 2006, e desde então lançou dois ótimos CDs, An Other Cup (2006) e o recente Road Singer (2009).

Ele também gravou um DVD ao vivo, em show produzido pela BBC de Londres em 2006 e lançado com o título Yusuf’s Café Session. Nele, interpretou as músicas de An Other Cup e também alguns de seus clássicos, como Peace Train e Father & Son.

Pois bem. No primeiro show da tour, em Dublin, na Irlanda, no dia 17 deste mês, uma boa parcela da plateia presente resolveu vaiá-lo, pelo fato de ele não ter tocado músicas do tempo em que ainda não havia adotado o nome e a religião muculmanas.

Bem-humorado, ele continuou o show e foi até o final. Inclusive, foi procurado por alguns fãs que pediram a ele que não se deixasse levar pela atitude extremada desses fãs bobões.

As músicas que Yusuf lançou desde 2006 não devem nada aos grandes hits que ele lançou do final dos anos 60 a 1979, quando saiu do mundo da música pop para se dedicar à religião que resolveu seguir.

No mínimo, o pessoal não teve paciência para ir até o final do show, pois se no DVD ele cantou músicas antigas, porque não haveria de cantar algumas delas agora? Bem dizem por aí que o apressado come cru.

Mas essas coisas me deixa puto da vida. Eu amaria ouvir o cantor, compositor e violonista britânico tocando essas novas e maravilhosas músicas. No entanto, quem tem o privilégio de fazer isso vaia o mestre.

Dá vontade de sequestrar esses caras e obrigá-los a ver um show inteirinho da banda Calypso, com direito a solos do Chimbinha, o “Mark Knopfler do Calypso brasileiro”. Garanto que eles ficariam bonzinhos, bonzinhos…..

4 Comments

  1. “””Dá vontade de sequestrar esses caras e obrigá-los a ver um show inteirinho da banda Calypso, com direito a solos do Chimbinha, o “Mark Knopfler do Calypso brasileiro”. Garanto que eles ficariam bonzinhos, bonzinhos…..”””

    ===============

    Hahahahahaha
    Nossa!!! Prefiro ser literalmente “torturado” em Guantanamo Bay do que assistir a um show inteiro da banda Calypso!!! kkkk

    Pois eh seu Chacur, tem gente que nao sabe apreciar chances unicas.
    Fazer o que ? O mundo eh assim, uns gostam do Verde, outros gostam do vermelho e outros gostam de criticar as duas cores.
    Abs

  2. Alexandre Damiano

    November 26, 2009 at 11:46 am

    hahahahah
    Chacur,
    Concordo em gênero, número e grau.

    um show do calypso ou calcinha preta é o que essas antas merecem.

    abraços

  3. Alexandre Damiano

    November 26, 2009 at 11:48 am

    Fabian,
    pô…dá uma chance pro Sonic Boom vai.
    uma resenhazinha vai…
    rsss

  4. É, meus caros Cláudio e Alexandre, tem gente que recusa filé mignon, provavelmente por não ser obrigado a engolir osso duro…..ehehehehehe Muito obrigado pela visita qualificada dos dois, e voltem sempre!!!! Quando ao Sonic Boom, Alexandre, ouvi trechos de 30 segundos em uma loja e me pareceu ser um disco bem correto, pelo menos. Não sei se vou criticá-lo por aqui porque o mesmo só é vendido em um pacote triplo, e não curto baixar na faixa por aí……mas em breve eu resenharei um disco do Kiss por aqui, aguarde!!!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑