Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

You’re Gonna Get It! Tom Petty & The Heartbreakers (1978- Gone Gator Records)

Por Fabian Chacur

No excelente texto assinado pelo jornalista Bill Flanaghan e incluído na reedição de You’re Gonna Get It! lançada em 1991, esse disco é definido como um “grande disco perdido”.

A definição tem razão de ser. O álbum de Tom Petty & The Heartbreakers está situado em termos temporais entre dois álbuns teoricamente mais importantes.

Tom Petty & The Heartbreakers (1976), o trabalho de estreia da banda americana, demorou mais de um ano para conseguir repercutir, com o estouro das faixas Breakdown e American Girl. Já escrevi sobre ele aqui em Mondo Pop.

Por sua vez, Damn The Torpedoes (1979), o terceiro, marca o início da parceria do quinteto com o produtor Jimmy Iovine e o engenheiro de som Shelly Yakus, e também foi o álbum que os elevou ao primeiro time do rock.

You’re Gonna Get It! está ensanduichado entre os dois. Não é a estreia, nem conseguiu elevar a banda rumo ao próximo patamar de sucesso.

E porquê isso não ocorreu?

Uma das razões pode ser o fato de as rádios americanas terem implicado com a palavra cocaine logo nos primeiros versos da primeira faixa de trabalho do álbum, a contagiante Listen To Her Heart, com direito a guitarras de 12 cordas e arranjo matador no melhor estilo Beatles 1964.

Outra razão possível é o fato de o LP de estreia ainda estar obtendo boa repercussão quando este aqui chegou às lojas.

E tem a terceira: trata-se de um disco mais agressivo e  sombrio, o mais próximo que Tom Petty & The Heartbreakers soaram como uma banda punk em toda a sua longa carreira.

Temos aqui 10 faixas certeiras e fortes, alinhadas em uma sequência perfeita que te leva a ouvir de novo, de novo, de novo…

Tudo começa com a energia pura de When The Time Comes. A faixa título vem logo a seguir e é brasa pura, no melhor esquema “morde e assopra”, ou seja, indo de momentos mais calmos aos mais agressivos.

Hurt é um daqueles rocks vibrantes e de acento folk nos quais ecos de Bob Dylan soam no ar, com as notas curtas e certeiras da guitarra de Mike Campbell tornando tudo mais direto e perfeito.

Magnolia tem aquele tempero de balada pop rock dos anos 60 que certamente a poderia ter transformando em um hit, o que, infelizmente, não ocorreu. Um pecado.

Note o teclado de Benmont Tench, sempre incluído com bom gosto e maestria em cada canção.

Too Much Ain’t Enough tem pegada de blues rock acelerado, com direito a belos riffs e solos de Campbell, um verdadeiro mestre ignorado da guitarra.

I Need To Know tem virulência, urgência e agressividade suficientes para rotulá-la como uma espécie de punk rock a la Tom Petty & The Heartbreakers.

Curiosamente, foi o single extraído do álbum com melhor desempenho nas paradas, atingindo a posição de número 41.

Listen To Her Heart já mereceria a alcunha de perfeita só pelos arranjos de guitarra, mas sua melodia perfeita, seus vocais envolventes e sua letra tirando sarro do conquistador riquinho ajudam a tornar a coisa perfeita.

Pensar que essa música chegou apenas ao posto de número 59 da parada americana só por incluir de forma corriqueira a palavra cocaine mostra o quanto às vezes o tal “politicamente correto” é uma verdadeira bosta.

No Second Thoughts é uma espécie de encontro entre Bob Dylan e folk rock psicodélico, cativando com sua levada vianjandona.

Restless equivale ao momento mais funky do álbum, uma mistura de funk rock com bela levada da excepcional cozinha rítmica formada por Ron Blair (baixo) e Stan Lynch (bateria).

A festa é encerrada pelo rockaço Baby’s A Rock ‘N’ Roller, um petardo de riff hard que deixa o ouvinte com gostinho de quero mais, muito mais.

A produção crua e sem muitos requintes do veterano Denny Cordell, conhecido por seus trabalhos com Joe Cocker, Procol Harum e Leon Russell dá ao disco sua moldura perfeita.

Embora tenha se consolidado como uma das grandes bandas da história do rock, nunca mais Tom Petty & The Heartbreakers soaram tão urgentes e vibrantes como em You’re Gonna Get It!, que merece ser rotulado como um dos melhores álbuns de rock que pouca gente conhece. Uma pena.

You’re Gonna Get It!- Tom Petty & The Heartbreakers (em streaming):

2 Comments

  1. Realmente Tom Petty é um dos melhores musicos, não há nada melhor para escutar em uma viagem do que ele

  2. admin

    January 25, 2011 at 12:32 am

    Boa! Realmente o som do Tom Petty é bem bacana para viagem, sim, bela trilha sonora! Muito obrigado pela visita, Daniel, e volta sempre!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑