Jorge Ben Jor promete aos fãs tocar álbum clássico A Tábua de Esmeralda ao vivo na íntegra

Por Fabian Chacur

Durante show que realizou no dia 11/2 no Morro da Urca, Jorje Ben Jor deu um aviso aos fãs daqueles de arrepiar.

” Estou ensaiando música por música do álbum A Tábua de Esmeraldas para a gente fazer um show e atender aos pedidos que são muitos.”

Ele até brincou com a plateia presente, pedindo que avisassem aos amigos pelo Twitter.

Outros detalhes de como e quando será esse evento histórico não foram revelados pelo autor de Mas Que Nada.

Dessa forma, a campanha iniciada na internet pelo carioca Bruno Natal no site Facebook pode ter final feliz.

O jornalista criou naquela rede social de relacionamentos o perfil Queremos A Tábua de Esmeraldas ao vivo, na qual já postou dezenas de depoimentos em vídeo de jovens astros da MPB falando da admiração por esse disco.

E não é para menos. Lançado originalmente em 1974, este é um dos melhores trabalhos da história da música brasileira de qualquer tendência.

Poucos discos conseguiram reunir swing irresistível, letras instigantes e de uma elaborada simplicidade, melodias originais e bem encadeadas e canções simplesmente marcantes.

Tudo nele é classico, incluindo maravilhas do naipe de Os Alquimistas Estão Chegando Os Alquimistas, Errare Humanum Est, Minha Teimosia Uma Arma Pra Te Conquistar, Zumbi, Namorado da Viúva e Cinco Minutos.

Quer saber: as 12 faixas são irrepreensíveis.

Dá para se imaginar um CD que você possa rotular como de samba swing rock psicodélico soul esotérico? Eis uma definição possível para ele.

E ainda tem os vocais de apoio mágico dos Golden Boys, verdadeiros gênios nesse quesito.

E os arranjos de cordas iluminados, as linhas de baixa funkeadas e jazzísticas, as guitarras voadoras… Meu Deus!

Esse disco foi recentemente relançado na coleção Grande Discoteca Brasileira, volume 9, em edição com livreto e capa dura ao preço imperdível de R$ 14,90.

Resta saber se outro sonho dos fãs do antes Jorge Ben também irá se realizar: ele voltar a tocar violão acústico com cordas de nylon.

Isso não ocorre desde a segunda metade dos anos 70, quando incorporou de vez a guitarra em sua sonoridade e largou o violão.

Em entrevista coletiva da qual este jornalista teve a honra de participar em 2002, foi feita a pergunta de o porquê Ben Jor largou as seis cordas acústicas de vez.

Na época, ele estava lançando o álbum duplo Acústico MTV, no qual tocou um violão com 12 cordas de aço.

” Não gosto de me repetir, acho que o que tinha de fazer com o violão de cordas de nylon eu já fiz”.

Eu e inúmeros fãs não concordamos. Tomara que nosso sonho possa se realizar nesse projeto A Tabua de Esmeraldas ao vivo…

obs.: tenho carinho especial por A Minha Teimosia Uma Arma Pra Te Conquistar, tema do filme As Moças Daquela Hora, o primeiro “para maiores de 18 anos” que vi na vida, quando ainda tinha tenros 14 aninhos…

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>