Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Morre Dan Peek, ex-integrante do America

Por Fabian Chacur

Morreu no dia 24 de julho (domingo), de causa não divulgada, o cantor, compositor e músico americano Dan Peek.

Ele tinha 60 anos e fez parte da formação original do grupo America, do qual saiu em 1977 para investir em uma carreira solo no cenário da música cristã contemporânea.

Seus ex-colegas, Dewey Bunnell e Gerry Beckley, que continuaram com a banda e estão na ativa até hoje, lamentaram profundamente a morte do ex-colega através do site site oficial do grupo.

Peek, Bunnell e Beckley criaram o America quando viviam na Inglaterra, onde moravam devido ao fato de os pais, militares, prestarem serviços ao governo americano por lá.

A banda estourou em 1971 com seu excelente primeiro álbum, America, do qual fazem parte os sucessos I Need You, Sandman e A Horse With No Name.

Dan cantava, tocava violão e compunha, sendo o autor de dois sucessos da banda, Lonely People e Don’t Cross The River.

Ele saiu do America afirmando estar cheio da vida desregrada do rock and roll, mas manteve um bom relacionamento com os ex-colegas.

Em seu primeiro disco solo, All Things Are Possible (1979), ele contou com a participação de Bunnell e de Beckley nos vocais da música Love Was Just Another World, última gravação em estúdio feita pelo trio. Mas ele fez algumas participações em shows do America.

Ouça Lonely People, com Dan Peek:

12 Comments

  1. Marcelo Covoes

    July 29, 2011 at 1:20 am

    É sempre triste quando algum dos grandes se vai . Não sei bem porque , mas sempre senti que de um modo geral , o trabalho do America foi subestimado . Pelo menos uns quatro discos são excelentes , daqueles que devem fazer parte de uma coleção bem informada . Talvez , pensando melhor , acho que o próprio nível das bandas top dos anos 70 ( e foram muitas ) , acabou apagando um pouco o trabalho de vários outros grandes nomes . Bom , pelo menos o America , vá lá , teve um reconhecimento razoável . Poderia ser pior , aliás , bem pior , como nos casos do Big Star e do Television , duas bandas monstruosas na minha humilde opinião , desconhecidas por 9 entre 10 pessoas , e olha que até entre algumas bem informadas sobre o cenário roqueiro . Bom , sorte nossa , que ainda podemos descobrir pérolas dos 50 , 60 , 70 , etc , todos os dias .

  2. Assino embaixo de seu excelente comentário, Marcelo. Realmente tivemos muita riqueza artística musical nos anos 70, a ponto de bandas como as citadas por você terem sido realmente colocadas em um imerecido segundo plano. O primeiro disco do America é uma obra prima realmente indiscutível, e vários discos deles são extremamente bons. Dan Peek vai deixar saudades! Grande abraço e obrigado pela visita sempre qualificada!

  3. vladimir rizzetto

    August 6, 2011 at 2:24 pm

    Lamento a morte do Dan Peek.
    E, sobre o America, o máximo que posso dizer é que o primeiro álbum, homônimo, é um clássico da música acústica e pop.
    Melodias maravilhosas em meio a performances vocais e solos igualmente maravilhosos e bem executados.
    Aliás, este disco me traz uma triste lembrança. O amigo que mostrou esta obra para mim, se foi com apenas 46 anos, há exatos 4 anos atrás. Saudades de João Marcos, rockeirão “das antigas”!

    Grande abraço, Fabian e internautas, tudo de bom e vida longa ao Mondo Pop!

  4. admin

    August 7, 2011 at 1:18 am

    Também adoro esse disco, Vladimir, acho ele perfeito, especialmente na versão que inclui A Horse With No Name (tenho uma em vinil que não tinha). Pelo visto, esse João Marcos tinha a mesma idade que eu, e era um belo conhecedor de rock, pois te apresentou a um belíssimo álbum. Saudações a ele! Muito obrigado pela visita sempre qualificada, e é a força de caras como você que me impulsionam a manter Mondo Pop e a procurar melhorá-lo cada vez mais! Eu e o Flávio!!!

  5. He was great …the 3 of then actually …a friend of mine told me , my voice looked like dan peeks voice …then i ve started to listen America, my final conclusion they are faboulous !!!!

  6. Claudio Finzi Foá

    June 4, 2014 at 9:24 am

    Chacur, que edição é essa do America 1st Album que não tem “A horse with no name”????? De que país é???

  7. admin

    June 4, 2014 at 8:03 pm

    Está sentado? Pois lá vai: Brasil!!!!rsrsrsrsrs Eu tenho essa edição em vinil da época, que comprei a preço de banana em uma loja que ficava perto da Cásper Líbero, mais precisamente na galeria da Jovem Pan. Grande abraço e tudo de bom, fera!!!!

  8. admin

    June 4, 2014 at 8:06 pm

    Completando: naquela época (primeira metade dos anos 70), quem lançava o catálogo da WEA no Brasil era a gravadora Continental. Ironicamente, nos anos 90 a Warner acabou comprando o acervo da Continental, invertendo, portando, o que ocorria naqueles hoje distantes anos 70….

  9. Claudio Finzi Foá

    June 5, 2014 at 1:04 pm

    Só acredito vendo!!!!!!!!!! Mais um motivo pra sair logo aquela Happy Hour!!!!!! srrrrrrrrrrrs

  10. fabian chacur

    June 5, 2014 at 7:15 pm

    Vamos combinar, sim. Grande abraço!!!!!

  11. Claudio Finzi Foá

    June 6, 2014 at 1:42 am

    Quando finalmente ocorrer o encontro, lembre-se de levar sua guitarra, eu prometo que não vou convidar o Mario Manga, rsrsrrsrsrrsss (nem o senador Suplicy).

  12. fabian chacur

    June 6, 2014 at 5:48 pm

    Pode levar o Manga, mas quanto ao senador….socorro!!!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑