Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Imagine – John Lennon (Apple/1971)

Por Fabian Chacur

Imagine já tocou tantas vezes e foi regravada por tantos artistas (alguns, detestáveis) que às vezes a gente até mesmo se esquece de o quanto esta canção é bela e importante.

Com sua melodia simples e delicada e seu arranjo original composto apenas por piano, baixo e bateria, Imagine rapidamente se tornou um dos grandes clássicos da carreira de John Lennon.

Os Beatles haviam se separado há apenas um ano, e Lennon vinha do excepcional John Lennon-Plastic Ono Band, um álbum brilhante e visceral que não foi compreendido por todos, talvez por sua agressividade e virulência musical/vocal.

Em Imagine, o álbum, que foi lançado há 40 anos, o astro britânico nos ofereceu canções mais acessíveis, embora algumas tivessem o mesmo espírito pé na porta das do disco anterior.

How Do You Sleep?, por exemplo, era uma agressão direta ao ex-parceiro musical Paul McCartney, com direito aos maldosos versos “aqueles doidos estavam certos quando disseram que você estava morto”, ou “A única coisa que você fez foi Yesterday, e desde que você se foi, é só Another Day“.

Gimme Some Truth é um torpedo direcionado aos políticos picaretas, enquanto a arrastada It’s So Hard traz o tédio do dia a dia como tema.

Mas o repertório é bem servido de momentos mais melódicos, incluindo a belíssima e utópica faixa-título, a maravilhosa balada Oh My Love, a reflexiva How e Jealous Guy, uma das melhores músicas a abordar o eterno tema do ciúme, além da alegrinha Oh Yoko.

O álbum foi basicamente gravado em um estúdio instalado na casa britânica do casal Lennon/Yoko, com coprodução a cargo de Phil Spector e participação de músicos como George Harrison, Nicky Hopkins, Alan White e Klaus Woorman, entre outros.

O último disco de John Lennon gravado no Reino Unido atingiu o topo das paradas americana, britânica e de diversos outros países, transformando-se em um marco na carreira do ex-beatle.

Veja o clipe de Imagine:

5 Comments

  1. este video do Lennon é a imagem que permanece no imaginário coletivo de todo mundo: tocando piano, questionando como seria um mundo em perfeita harmonia, em um clipe minimalista e lindo!

  2. Concordo com você, Carla. Esse clipe é realmente arrepiante!!!! Muito obrigado pela visita e volte sempre!!!

  3. vladimir rizzetto

    September 16, 2011 at 2:49 pm

    40 anos! Puxa, como o tempo passa…
    Bom, depois da “filosófica” constatação, eu queria dizer algums obviedades. Assim acho, pelo menos.
    Imagine é um ótimo disco. Repleto de melodias sensacionais e refrões marcantes, coisas que assobiamos até hoje.
    Quem nunca se pegou assobiando despreocupadamente Jelous Guy? hehehe
    Eu já afirmei aqui, neste ótimo espaço, que o meu preferidíssimo é Plastic Ono Band, mas, nem por isso deixo de gostar, e muito, do Imagine.
    O único senão, e vale para quase todos os ex-Beatles, excessão ao Paul, é que eles nunca inovaram ou trouxeram alguma sonoridade realmente nova, diferente ou coisa que o valha. Sempre tive a impressão que eles repousavam confortavelmente nos louros dos passados, que, diga-se de passagem, é desnecessário comentar…
    Enfim, gosto demais de muita coisa da carreira solo deles. De verdade, mas, sempre achei que eles se tornaram preguiçosos…
    Mas, Imagine é legal à beça e é como a Carla disse: essa imagem mística do John tocando piano numa enorme sala vazia, junto com sua ‘musa’ inspiradora, é algo que está gravado e colado com super bonder nas nossas mentes e, assim será para sempre.

    Grande abraço, Fabian

  4. vladimir rizzetto

    September 16, 2011 at 2:50 pm

    Ah sim…
    Obrigado pela palavras generosas, meu caro, a recíproca é verdadeira.
    Abração!

  5. O tempo passa? Como eu sei sobre a veracidade dessa frase, caro Vladimir…rsrsrsrs Grande abraço, tuuuudo de bom, e você merece essas palavra, sim!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑