Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Jack Bruce tocará em SP em outubro

Por Fabian Chacur

Jack Bruce, um dos nomes mais importantes da história do rock, finalmente tocará em São Paulo. A apresentação está marcada para o dia 24 de outubro no Teatro Bradesco (rua Turiassu, nº 2.100 – fone 3670-4100- www.teatrobradesco.com.br), com ingressos de R$ 100 a R$ 250.

O astro britânico terá ao seu lado a Big Blues Band, que conta com ele no baixo, vocal e piano e mais os músicos Tony Remy (guitarra), Paddy Milner (teclados), Winston Rollins (trombone), Frank Tontoh (bateria), Paul Newton (trompete), Nick Cohen (baixo) e Derek Nash (sax tenor).

Nascido na Inglaterra em 14 de maio de 1943, Jack Bruce iniciou a carreira integrando grupos britânicos que se propunham a reler o blues americano, entre os quais a Graham Bond Organization e John Mayall’s Bluesbreaker.

Em 1966, já considerado um dos grandes nomes da cena do blues de Londres como cantor e baixista, uniu-se a dois outros músicos que também brilhavam por lá, o guitarrista Eric Clapton e o baterista Ginger Baker.

Surgia o Cream, que em menos de três anos se tornou um dos melhores e mais infuentes power trios da historia do rock, graças a álbuns como Disraely Gears e Wheels Of Fire e canções como Strange Brew, Sunshine Of Your Love e Badge.

Após o fim do Cream, Jack mergulhou em inúmeras experiências e intercâmbios com outros músicos, além de investir em rica carreira solo que rendeu otimos álbuns como Songs For a Taylor e A Question Of Time.

Investindo em rock, blues e jazz, ele participou do Lifetime, ao lado do saudoso e fantástico baterista Tony Williams, West, Bruce & Laing (power trio com o guitarrista Leslie West e o baterista Corky Laing) e BBM (outro power trio, desta vez com Gary Moore na guitarra e o velho amigo Ginger Baker na bateria), além de tocar na All Star Band de Ringo Starr.

Ele também gravou e fez shows com nomes do porte de Lou Reed, Frank Zappa, Mitch Mitchell e Robin Trower. Em 2005, participou do breve e mais do que histórico retorno do Cream, que rendeu um DVD/CD gravado ao vivo no mesmo Royal Albert Hall que presenciou a despedida do célebre grupo, em 1968.

Seu mais recente álbum é Seven Moons, gravado em dobradinha com Robin Trower, ex-guitarrista do Procol Harum. Outros lançamentos recentes são a caixa retrospectiva Can You Follow?, com seis CDs, e o documentário sobre sua carreira Rope Ladder To The Moon.

Valeu pelo toque, Cláudio Foá, amigo que me deu essa ótima notícia e a quem dedico este post!

Born Under a Bad Sight, ao vivo em 2011, com Jack Bruce e banda:

8 Comments

  1. Então tá! Vamos juntar uma boa turma pra ir nesse teatro da rua Turiassu. Você, que tem algum alcance na midia, por favor trate de convidar os vizinhos ilustres: César Maluco, Oberdan Cattani, Luís Pereira, Ademir da Guia… esses são os mocinhos; o bandido será o Emerson Leão, chama ele também, e chama o Ugo Giorgetti pra dirigir esse western imaginário.

  2. Seria um western imaginário dos bons ehehehe Grande abraço, Cláudio, e obrigado pelo toque do show!!!

  3. Fernando Lazzari

    July 2, 2012 at 5:40 pm

    Olá Fabian,
    Leio sempre o seu blog e gostaria de enviar um Cd de minha banda. Se possível, me passe por e-mail o endereço para correspondência. Abraço.

  4. admin

    July 3, 2012 at 4:10 pm

    Oi, Fernando! Muito obrigado pela audiência. Mande-me um e-mail que eu te passo o meu endereço de correspondência. Anote aí: fabianchacur@uol.com.br . Grande abraço e tuuuudo de bom!!!

  5. A noite passada sonhei que vi o Bruce e sua banda dando uma canja num canteiro central da Avenida São João!!!!! E que eu não sabia se ficava assistindo ou se corria pra minha casa na Barão de Limeira (onde de fato morei há quase 40 anos) para buscar meus LPs “Out of the Storm” e “Songs for a Taylor” e trazê-los de volta a tempo de serem autografados!!!
    A música que eles tocavam nesse sonho era um instrumental, e ouvi nitidamente as linhas do contrabaixo… uma composição raríssima da famosa dupla Jack Bruce-Claudio Foá rsrsrrsrs

  6. admin

    July 9, 2012 at 6:22 pm

    Sensacional esse seu sonho, Cláudio!!!Quem sabe não seja uma dica de que ao menos um desses “fatos”, o autógrafo nos discos, irá se tornar realidade em breve? Uma coisa é certa: esse tem tudo para ser um dos show do ano!!! Grande abraço e tuuuuudo de bom!!!!

  7. Claudio Finzi Foá

    October 31, 2014 at 11:34 pm

    Pois é, caro Chacur, eu fiz o maior rebu aqui no Mondo Pop prevendo que eu ia assistir o gajo e, no fim, necas (ainda bem que você foi). Agora não tem choro, ou melhor dizendo, tem choro sim, o que não tem mais é Jack Bruce (nem Oberdan Cattani – por falar nisso, quem vai defender o gol que dá para o Conjunto Aquático? O Paul McCartney?)

  8. admin

    December 5, 2014 at 7:28 pm

    Uma pena você não ter ido, Cláudio, pois o show foi muito legal. Coisas da vida. Grande abraço e tudo de bom!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑