Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

The Killers homenageiam Andy Williams

Por Fabian Chacur

Todos os dias são dias para nascimentos e mortes. Em um já distante 25 de setembro (o de 1961), eu vim ao mundo. Na mesma data, só que em 1980, foi desta para a tal melhor John Bonham, baterista do Led Zeppelin. E quis o destino que novamente nessa data outro mestre da música desse seu adeus.

O cantor Andy Williams, conhecido mundialmente pelo hit Moon River, saiu de cena em 25 de setembro de 2012. Nesta quarta-feira (26), durante seu show no The Fonda Theater, em Los Angeles, o festejado grupo pop americano The Killers homenageou o crooner ao reler Moon River, música que entrou em seu set list há algum tempo.

A homenagem arrancou aplausos do público, que estava lá para conferir os sucessos do quarteto de rock americano e também algumas das músicas de Battle Born, novo trabalho da banda que estreou esta semana no terceiro posto da parada da Billboard, a bíblia da indústria fonográfica mundial.

Nascido em 3 de dezembro de 1927, Andy Williams começou a se destacar no mundo da música nos anos 50. Dono de uma voz doce e extremamente melodiosa, ele emplacou diversos hits em sua longa carreira, entre eles Butterfly, Lonely Street e Can’t Get Used To Loving You.

Sua ligação com o cinema lhe rendeu hits como a já citada Moon River (1962), tema do filme Breakfast At Tiffany’s (no Brasil, Bonequinha de Luxo), (Where Do I Begin) Love Story (1971), tema de Love Story, e Speak Softly Love (1972), do filme O Poderoso Chefão, esta última regravada no Brasil pelo impagável Wanderlei Cardoso como Fale Baixinho.

Entre 1962 e 1971, o cantor americano comandou na TV americana The Andy Williams Show, programa no qual mostrava grandes nomes da música. Uma de suas atrações foi ninguém menos do que Tom Jobim, com direito a dueto entre os dois. Aliás, Williams regravou com sucesso, em 1965, um dos grandes hits de Tom no mercado internacional, Quiet Nights Of Quiet Stars, versão em inglês para Corcovado..

Ah! Vale lembrar que Andy Williams é o ídolo do Nelson, amigo barra pesada do Bart Simpson no absolutamente genial e icônico The Simpsons. Há um episódio da animação no qual eles vão ver um show de Andy em Las Vegas, quando o garoto fortinho comemora o fato de seu ídolo ter cantado Moon River. Os brutos também amam, Nelson?

Ouça Moon River ao vivo com The Killers:

Ouça Moon River com Andy Williams:

Ouça Quiet Nights Of Quiet Stars, com Andy Williams:

3 Comments

  1. Quantas lembranças boas Andy Williams me traz. Os discos da década de 60 são os melhores, mas ele gravou “Something” e “My Sweet Lord” no disco “Love Story” (que também traz “Your Song” e “Fire and Rain”). Aliás, ele era chegado no George, pois gravou também “That is All”, faixa que fecha o disco “Living in the Material World”. Não podemos dizer que foi uma escolha óbvia. Harrison certamente era um de seus compositores favoritos.

  2. admin

    October 1, 2012 at 4:13 pm

    Não sabia que Andy Williams havia regravado That is All, Neder. Além de não ter sido uma escolha óbvia, o cara ainda demonstrou muito bom gosto, pois essa música é linda. E vamos combinar: a voz do cara era realmente belíssima, de uma suavidade envolvente, de veludo mesmo. Grande abraço e obrigado pela visita qualificada de sempre!

  3. E na versão de Andy Williams para “That is All” tocam Nicky Hopkins, Jim Keltner e Klaus Voormann, dentre outros (o arranjo é de Gene Page). Hopkins, Keltner e Voormann tocam em quase todo o disco (“Solitaire”). Ele devia estar apaixonado pela música de George Harrison na época. No youtube tem o áudio:

    http://www.youtube.com/watch?v=ksS6OMw_kgw

    Na wikipedia gringa tem informações sobre o disco (dá uma espiada no time de músicos):

    http://en.wikipedia.org/wiki/Solitaire_(Andy_Williams_album)

    Easy Listening também é cultura….

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑