Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Franz Ferdinand divulga capa de seu novo CD

Por Fabian Chacur

O grupo escocês Franz Ferdinand divulgou a capa de seu novo CD. O álbum, intitulado Right Thoughts, Right Words, Right Action, deverá chegar às lojas físicas e virtuais no dia 27 de agosto, pelo selo Domino. Trata-se do quarto álbum da banda, que sairá quatro longos anos após o anterior, Tonight (2009), que atingiu o nono lugar na parada americana no seu lançamento.

Quem comprar a versão física standard do CD levará como brinde um disco adicional gravado ao vivo e intitulado Right Notes Right Words Wrong Order. A gravadora também promete uma edição de luxo, intitulada Passport Edition, que inclui um CD, um LP de vinil e também faixas adicionais e conteúdo exclusivo em relação aos outros formatos.

O quarto álbum do quarteto escocês liderado pelo carismático cantor e guitarrista Alex Kapranos foi gravado em sessões realizadas em estúdios situados na Escócia, Londres, Estocolmo e Oslo. O grupo também promete divulgar em breve em seu site oficial algumas parcerias que teriam ocorrido em faixas deste álbum.

Algumas das novas músicas do Franz Ferdinand (como Fresh Strawberries) fizeram parte do set list apresentado por eles em Sâo Paulo no dia 30 de março de 2013, no Jockey Club, durante sua participação no Lollapaloza Brasil 2013, festival do qual foram um dos destaques em termos de repercussão e reação do público presente.

Eis as músicas da edição standard do novo álbum do Franz Ferdinand:

1. Right Action
2. Evil Eye
3. Love Illumination

4. Stand On The Horizon
5. Fresh Strawberries

6. Bullet

7. Treason! Animals.

8. The Universe Expanded
9. Brief Encounters
10. Goodbye Lovers & Friends

Veja o show do Franz Ferdinand no Lollapalooza Brasil 2013:

14 Comments

  1. Não gosto do som desses caras, mas essa capa do novo disco é sensacional!!! abçs!

  2. A capa é muito legal mesmo, Cláudio. O Franz Ferdinand é de certa forma um belo filhote do Devo com o XTC (em sua fase inicial), com elementos da new wave. Eu curto bastante, principalmente pelo fato de ser desencanado e muito energético, além de contar com melodias bem decentes. Estão acima da média da concorrência de outros grupos de sua geração, na minha opinião. Seja como for, respeito (e muito!) sua opinião. Grande abraço e tuuuuuuudo de bom procê!!!

  3. O que eu quis dizer sobre “esses caras” (o Franz Ferdinand) é que com essa capa eles subiram muito no meu conceito, e quando sair esse novo disco vou pelo menos prestar atenção. E eu nunca tinha reparado na semelhança com os primeiros discos do XTC, você tem toda razão! Acontece que eu gosto do XTC justamente porque fiquei conhecendo eles a partir do “Black Sea”, e quando conheci os discos anteriores me decepcionei! Quem sabe o som desse próximo F.F. (ôôpa! são as iniciais do finzi foá aqui, kkkk) signifique uma virada que justifique a vontade que já manifesto agora de adquiri-lo. 1ab’çãopr’ocê.

  4. Curto bastante o XTC do começo, mas a minha fase favorita é a mesma sua, com destaque para discos como Skylarking, The Big Express e Oranges And Lemons…Quer saber? Todos os que vieram depois eheheheh Bela banda!!! Grande abraço e tuuuudo de bom!!!

  5. Eu gosto bastante do Franz Ferdinand, principalmente do segundo disco “You Could Have It So Much Better”. Vou conferir este novo, sem dúvida.
    Quanto ao nosso velho XTC, curto praticamente todos, mas meus favoritos são “Black Sea”, “English Settlement” e “Oranges & Lemons”.

  6. admin

    May 29, 2013 at 8:22 pm

    Legal saber que você também curte o Franz Ferdinand. Tive a oportunidade de ver dois shows deles, e os caras são muito bons de palco. E acho uma pena o XTC ser tão pouco conhecido aqui no Brasil. Bela banda!!!! Grande abraço e brigadão pela visita qualificada de sempre, Neder!

  7. O que era mais reduzido? O público do XTC ou a tiragem da “Som & Imagem”, talvez o único veículo impresso que publicou matéria sobre eles aqui no BR? ha ha ha

  8. Ah! Me toquei de mais uma coisa nesse novo Franz Ferdinand: sobre o CD que vem como bonus (“Right Notes, Right Words, Wrong Order”), já houve uma proposta parecida (não muito bem sucedida) num CD-interativo do Todd Rundgren chamado “No World Order”. Acontece que o Todd foi o produtor de “Skylarking”, para muitos (eu incluso) a obra-prima do XTC!!! Vamos portanto aguardar um disco do Franz Ferdinand produzido pelo Todd Rundgren??!

  9. admin

    May 30, 2013 at 8:19 pm

    Certamente a tiragem da Som & Imagem, Cláudio. E realmente tivemos a honra de publicar aquela belíssima matéria, do Marcos, com quem trabalhei na gloriosa Editora Imprima, e de quem herdei (graças a indicação dele) o cargo de coordenador de redação de lá. E seria legal uma parceria Franz Ferdinand/Todd Rundgren. Aliás, Mr. Rundgren virá com a All Starr de Ringo Starr ao Brasil em breve, está sabendo dessa? Será histórico! Grande abraço e tuuudo de bom!!!

  10. Você sabe me dizer qual foi a tiragem exata dessa edição com o XTC? Uma parte está aqui em casa, desconfio que aproximadamente 0,2%, ou 0,02%!! Foi assim que a editora me pagou pela minha colaboração como ilustrador, rsrss! A próxima vez que você encontrar aquele editor picareta (brincadeira, viu?) pergunte se ele se lembra de mim! 1 abç

  11. Eu sei que existe esta revista solitária sobre o XTC, mas nunca li. Pedi um exemplar ao Smirkoff mas ele me disse que para encontrar precisaria enfrentar os guardados da casa da mãe (sei o que significa esse tipo de missão). Em compensação, vejam só o que o Marcos me deu de presente de aniversário anos (década?) atrás:

    http://www.amazon.com/Xtc-Eclusive-Authorized-Story-Farmer/dp/0786883383

    O legal do livro é que você pode ler quando está curtindo determinado disco do XTC (“deixa eu ver como foi criada esta faixa” etc…). E os comentários dos caras vocês podem imaginar como são…

    Mas não me peçam emprestado por enquanto porque está nos guardados da casa do pai (sem piada). Quando passar por lá, dou uma procurada.

  12. Belo presente, heim, Neder? Sensacional mesmo! Quanto ao editor, Cláudio, ele não era picareta, não. Não conseguimos ganhar nem uma mísera moedinha com as seis edições da Som & Imagem que lançamos. O que entrou deu para pagar os custos e olhe lá… Sua colaboração merecia um pagamento régio, mas dinheiro era o que não havia naquele tempo… Se você tem mais de um exemplar, porque não presenteia o Neder? Seria legal, pois o texto do Smirkoff é perfeito. Grande abraço aos dois, e viva o XTC!!!!

  13. Caro Chacur, quando fiz minha primeira postagem ao MondoPop (aquela do Suplão pai, tá lembrado?) você se declarou fã do meu “humor sarcástico”. Aqueles idos de 1987, quando fiz aqueles desenhos pra revista, foram muito prazerosos, e muita coisa que aconteceu naquela “redação” foi motivo de muitas risadas entre nós, não é? E agora, passado exatamente um quarto de século, não resisti à tentação de desfiar o anedotário da Som & Imagem. Até escrevi “é brincadeira” entre parênteses, mesmo assim reconheço agora que “ultrapassei o sinal” de uma maneira muito pouco elegante. Peço portanto mil desculpas a você e a quem mais eu tiver ofendido, o que não foi absolutamente minha intenção. Em vez disso, prefiro “ofender” o meu cupincha Neder porque ele vai vir de novo com aquele papo chato de Sincronicidade, hahaha, só porque o que você disse sobre meus exemplares repetidos da S&I já foi dito praticamente com as mesmas palavras esta manhã, em email que enderecei a ele. “We are Spiritus Mundi Living in the Material World.”

  14. admin

    June 3, 2013 at 4:40 pm

    Imagina, Cláudio, você não ofendeu ninguém. É que eu achei legal esclarecer a questão, pois sei como foi difícil para colocar aquelas seis edições da Som & Imagem em circulação, e o quanto gosto daquele projeto, apesar de todos os problemas que teve. E sua colaboração foi simplesmente genial (“senta, senta!!” rsrsrsrss). Grande abraço, tuuuudo de bom e viva Dylan e Echo & The Bunnymen ehehehehe

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑