Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

“Fazemos pop operático”, diz Piero do Il Volo

Por Fabian Chacur

O Il Volo tem suas raízes em um reality show musical realizado na Itália em 2009. Semanas após o encerramento da atração televisiva, Gianluca Ginobile, Ignazio Boschetto e Piero Barone resolveram criar um grupo vocal composto por três jovens tenores. O resultado não poderia ter sido melhor, e os garotos estouraram logo com seu primeiro CD, Il Volo (2010), gravado nos estúdios Abbey Road, em Londres, local eternizado pelos Beatles.

O álbum atingiu o 10º posto na parada americana, impulsionado pela participação do trio em abril de 2011 em um episódio do reality show American Idol, no qual cantaram o clássico da música italiana O Sole Mio. Além de fazerem vários shows com Barbra Streisand, eles lançaram em junho de 2013 We Are Love, álbum no qual contam com participações especiais de Placido Domingo e Eros Ramazzotti.

Em novembro, eles, cujas idades variam entre 18 e 20 anos, farão vários shows no Brasil, incluindo três em São Paulo, no Teatro Bradesco, mesmo lugar onde estiveram em maio de 2012, com boa repercussão. Leia abaixo a entrevista exclusiva realizada via telefone e concedida a MONDO POP por Piero Barone, o integrante de óculos do trio, cujo nome significa “o voo” em português.

MONDO POP – O Il Volo esteve no Brasil em 2012. Como foi para vocês a primeira visita, e como estão se preparando para esse retorno em novembro?
PIERO BARONE– O Brasil é muito grande, e foi maravilhoso ir até aí. Os shows tiveram os ingressos esgotados, e o público foi muito carinhoso conosco. Nossos fãs são o nosso poder, nos apoiam demais, e adoramos ter contato com eles após os shows. Podem esperar um show muito intenso e com novidades!

Piero, você conhece/gosta de algum artista brasileiro, e de alguma música brasileira em particular?
Amo todos os tipos de música. The Girl From Ipanema, amo essa música, ela é de Tom Jobim, não é isso? Adoro as músicas dele. Nosso desejo é aprender português para gravar alguma música dele em um trabalho futuro do nosso grupo.

Vocês gravaram seu primeiro CD nos estúdios Abbey Road, onde os Beatles registraram seus grandes clássicos. Como foi trabalhar em um lugar tão recheado de história? Vocês pensam um dia em gravar músicas dos Fab Four?
Abbey Road é um lugar histórico, você sente algo diferente no ar ao pisar lá. Emocionante mesmo! As músicas dos Beatles são intocáveis, não pensamos em regravar algumas delas atualmente, mas quem sabe no futuro?

O Il Volo está atualmente em plena turnê pelos EUA e depois se apresentará em vários países da América Central e do Sul. Como está sendo essa maratona de shows até o momento?
Serão mais de 50 shows, no total. É mesmo uma maratona dura e puxada, mas nós amamos o que fazemos, e é uma oportunidade de encontrarmos nossos fãs.

Em seu mais recente CD, We Are Love, vocês gravaram músicas de vários estilos musicais, Como vocês definem a música que fazem?
Gravamos músicas de vários gêneros musicais com uma abordagem clássica, com nossas vozes. A música do Aerosmith, por exemplo (I Don’t Want To Miss a ThingQuesto Amore, em versão para o italiano), ficou bem diferente da gravação deles, assim como nossa releitura para Beautiful Day, do U2. Pop operático é o que fazemos, músicas pop com abordagem clássica e música clássica com tempero pop.

Como foi gravar nesse seu mais recente álbum com artistas do gabarito de Placido Domingo e Eros Ramazzotti?
Foi emocionante gravar a canção Il Canto com Placido Domingo, arrepiante mesmo. Ele é um de nossos ídolos, e nos ensinou muito, foi um mestre para nós. Gravar a música Cosi com Eros foi muito divertido, ele nos deixou a vontade no estúdio.

Vocês fizeram recentemente shows ao lado de Barbra Streisand, que se confessou grande fã do trabalho do Il Volo. Fale um pouco sobre essa experiência.
Fizemos 10 shows com ela, uma das melhores experiências que já tivemos em nossa carreira. Ela é tudo de bom, foi uma verdadeira mãe para nós, aprendemos muito com ela. Gravamos junto com ela a música Smile, que saiu no DVD que ela lançou com o show que fez para a emissora de TV americana PBS.

Como foi participar em 2011 do American Idol, um dos programas de maior audiência não só nos EUA, como em termos mundiais? É uma das maiores vitrines para músicos no mundo!
Nossa vida mudou depois de participarmos do American Idol como convidados. Para você ter uma ideia, nosso primeiro álbum acabou atingindo o Top 10 da parada americana após cantarmos a música O Sole Mio lá. Nos ajudou muito em termos de divulgação.

Como tem sido a vida de vocês após esse estouro? Vocês também compõem músicas? Pretendem gravar composições próprias no futuro?
Para ser sincero, vivemos nos aviões da Alitalia (risos). Estamos trabalhando muito, mas nunca temos tédio em nossa carreira. Compomos, sim, mas para nos divertirmos, ainda é cedo para gravarmos nossas próprias canções. Mas no futuro, isso poderá acontecer.

IL VOLO EM SÃO PAULO– shows dias 6 (quarta-feira), 11 (segunda-feira) e 12 (terça-feira) de novembro, sempre às 21h, no Teatro Bradesco (rua Turiassu, nº2.100-3º piso do Bourbon Shopping – fone 4003-1212 www.teatrobradesco.com.br), com ingressos de R$ 70 a R$ 380.

Veja o clipe de O Sole Mio, com Il Volo:

2 Comments

  1. Muito interessante a história do trio. E mais ainda três rapazes enveredando por música clássica com pegada pop operático. Não conhecia, fuçando web já!

  2. admin

    September 26, 2013 at 6:53 pm

    Dum, o trabalho deles é muito interessante. Vale a pena conferir. É pop, sim, mas feito com bom gosto e qualidade. Biscoito fino para as massas. Grande abraço e brigadão pela visita!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑