Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Signe Anderson nos deixa no mesmo dia de Paul Kantner!

jefferson airplane 1966-400x

Por Fabian Chacur

A vida às vezes nos prega umas peças duras de serem aceitas. No dia 28 de janeiro de 2016, ou seja, há apenas cinco dias, lamentei profundamente a morte de Paul Kantner, fundador de uma de minhas bandas favoritas, a Jefferson Airplane (leia aqui). Pois aquele dia ainda teve outra surpresa lamentável para mim. Só agora fiquei sabendo que outro integrante da mesma banda se foi na mesma data de Kantner. Trata-se de Signe Anderson, a primeira vocalista do grupo. Dá para encarar?

Signe Toly Anderson morreu no mesmo dia 28 de janeiro de 2016 em que Paul Kantner se foi, e com a mesma idade. Ambos nasceram em 1941 e faleceram com 74 anos, sendo que o criador do Airplane fazia aniversário no dia 12 de março, e a cantora no dia 15 de setembro. Ela, que durante a vida teve de lutar contra vários e sérios problemas de saúde, incluindo um câncer ainda nos anos 1970, foi vítima de problemas envolvendo seus pulmões.

Nascida em Seattle e criada em Portland, Oregon, Signe começou seu envolvimento com a música cantando folk e jazz em bandas locais. Ela foi convidada a entrar no Jefferson Airplane quando a banda nem havia ainda sido batizada, em 1965, para ser o grupo residente do bar Matrix, em San Francisco, e provou que tinha muito carisma e uma voz deliciosa e versátil. Em pouco tempo, a banda se destacou no cenário da Bay Area.

Em 1966, o grupo americano lançou seu álbum de estreia, Jefferson Airplane Takes Off, e nele a presença de Signe era marcante. Seus solos vocais em Chauffeur Blues e And I Like It, com fortes pitadas de blues, e na melódica Come Up The Years, com uma vocalização folk e melódica que lembra a dos The Mamas And The Papas, ela mostrou que tinha tudo para se tornar uma das cantoras mais badaladas do rock. Até que….

Ela casou em 1965 e teve sua primeira filha em 1966. Com o tempo, ficou claro que ela não conseguiria cuidar adequadamente da sua garotinha e assumir o posto de cantora de uma das bandas mais solicitadas do rock da época, e em julho anunciou aos colegas que sairia do time. Um pedido do empresário Bill Graham a manteve com eles até outubro, mais precisamente até o dia 15 de outubro.

Naquele dia, Signe fez seus dois derradeiros shows com o Airplane, e um deles foi gravado e lançado apenas em 2010 com o título Live At The Fillmore Auditorium 10/15/1966, como parte da série Collectors Choice Music Live da Sony Music. No dia seguinte, Grace Slick, ex-cantora do grupo The Great Society, assumiu o seu posto, e nos meses seguintes o grupo se tornou um dos mais populares do rock psicodélico.

Enquanto isso, a jovem mamãe voltou para Oregon, cantando com o grupo Carl Smith And The Natural Gas Company, na qual se manteve até os anos 1970. Era uma banda pequena e local, que lhe permitia cuidar da sua menina. E logo viria outra filha. Ainda naqueles anos, teve de lutar contra um câncer, mas felizmente se safou, mas a saúde sempre lhe pregou peças, nos anos que se seguiriam.

Alguns sortudos tiveram a chance de ver canjas eventuais dadas por Signe Anderson com o Jefferson Starship, o Hot Tuna e a KBC Band, o máximo que ela se aproximou novamente do mainstream do rock. Em deliciosa entrevista concedida em 2010 à radialista Iris Harrison (ouça aqui ), Signe se mostrou jovial e nada arrependida de sua decisão. “Você tem de ver as prioridades em sua vida, o que de fato importa, e a minha filha precisava de mim”, comenta, sobre sua saída do Airplane.

Jefferson Airplane: Live at The Fillmore Auditorium 10/15/66 Signe’s Farewell (conheça as músicas incluídas no CD):

1.”Jam” (Signe Anderson, Paul Kantner, Marty Balin, Jorma Kaukonen, Jack Casady, Spencer Dryden)
2.”3/5 of a Mile in 10 Seconds” (Balin)
3.”Runnin Round This World ” (Balin, Kantner)
4.”Tobacco Road” (John D. Loudermilk)
5.”Come Up The Years” (Balin, Kantner)
6.”Go To Her” (Kantner, Irving Estes)
7.”Fat Angel” (Donovan Leitch)
8.”And I Like It” (Balin, Kaukonen)
9.”In the Midnight Hour” (Wilson Pickett, Steve Cropper)
10.”Goodbye To Signe 1″ (Balin)
11.”Chauffeur Blues” (Lester Melrose)
12.”High Flyin’ Bird” (Billy Edd Wheeler)
13.”Goodbye To Signe 2″ (Bill Graham)

Chauffeur Blues– Jefferson Airplane:

And I Like It– Jefferson Airplane:

Come Up The Years– Jefferson Airplane:

2 Comments

  1. Claudio Finzi Foá

    February 4, 2016 at 12:18 pm

    NOS deixou. É muito azar, não dá pra acreditar.
    Ainda ontem, sem saber dessa notícia, escutei meu vinil do Takes Off para homenagear o Kanter… ops, Kantner.
    Junto com esse CD que você cita, Signe’s Farewell, foi lançado, com design semelhante, o CD Grace’s Debut, com o show do dia seguinte em que a Grace Slick estreou na banda. Ambos imperdíveis.

  2. Claudio Finzi Foá

    February 6, 2016 at 11:25 am

    Fabian,
    essa foto P&B do Jefferson Airplane com a qual você ilustrou o post é bem rara! É a única imagem que conheço do Jack Casady (o terceiro a partir da esquerda) SEM ÓCULOS! (só para desanuviar o luto que se abate sobre a gente que curte essa banda)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑