Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Author: Fabian Chacur (page 2 of 103)

Arnaldo Brandão relembra seus tempos de Londres em videoclipe

arnaldo brandão 400x

Por Fabian Chacur

Um clipe e uma canção podem nos levar para recantos distantes de nossas capacidades sensoriais habituais. Esse é o dom evidente de Luciana In The Sky, nova gravação solo do lendário Arnaldo Brandão, canção escrita em parceria com o feríssima Tavinho Paes na qual eles recriam de maneira divertida e evocativa tempos vividos na Londres de 1973, mesclando cenas atuais do roqueiro em estúdio com registros da época em super 8 nos quais ele aparece com Claudia O’Reilly e outros amigos.

Incumbindo-se com a classe habitual de vocal, violão, guitarra e piano, Arnaldo é acompanhado nesta gravação por Lourenço Monteiro (bateria), Flavia Couri (baixo), Alberto Mattos (piano e acordeon) e Robson Riva (percussões). O clima é de psicodelia pura, com bem digeridos ecos da criação dos Beatles na fase 1966/1967. As cenas trazem até uma rápida passagem da capa do icônico Aladdin Sane, clássico LP de David Bowie lançado naquele 1973.

Com 68 anos de idade e nascido no Rio de Janeiro em 2 de dezembro de 1951, Arnaldo Brandão começou a se tornar conhecido na cena musical integrando o grupo The Bubbles, que depois virou A Bolha. Após alguns anos morando em Londres, ele tocou (só para citar dois nomes básicos) com Raul Seixas e Caetano Veloso em momentos seminais de suas trajetórias nos anos 1970 e 1980.

Depois, alçou voos autorais em projetos como o Brylho (do megahit Noite do Prazer, da qual é um dos autores) e o Hanói-Hanói, de sucessos como Totalmente Demais e tantos outros. Cantor, compositor, multiinstrumentista, é além disso tudo uma figura de uma simpatia adorável. Que essa faixa seja a amostra de muitas coisas boas a surgirem com a sua assinatura nos próximos tempos.

Luciana In The Sky (clipe)- Arnaldo Brandão:

Duo Aduar lança seu sublime álbum com show em São Paulo

duo aduar 400x

Por Fabian Chacur

Sublime. Essa palavra resume minha opinião acerca de Riachinho das Pedras, álbum de estreia do Duo Aduar e também de um novo selo discográfico, o Lobo Kuarup, fruto de parceria entre o consagrado violeiro mineiro Chico Lobo e a gravadora Kuarup. O álbum será lançado em luxuoso formato CD em São Paulo com pocket show nesta sexta (13) às 19h na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (avenida Paulista, nº 2.073- Cerqueira César- fone 0xx11-3170-4062), com entrada gratuita.

Gabriel Guedez (violão e voz) e Thobias Jacó (viola e voz) deram início ao Duo Aduar em 2017, pouco depois de se conhecerem nas escadarias da escola de música da Universidade Federal de São João Del Rei, histórica cidade mineira. Não demorou para que se tornassem figurinhas carimbadas nos principais festivais de música realizados pelo Brasil afora, tendo conquistado o primeiro lugar em sete edições dos mesmos. Merecidamente.

Seu trabalho de estreia traz oito músicas, sendo seis autorais e duas releituras, a lírica Matança, de Augusto Jatobá, e a icônica A Vida do Viajante (Hervê Cordovil e Luiz Gonzaga), que se encaixa feito luva no espírito estradeiro da dupla.

Valendo-se apenas de suas vozes e de violão e viola, o Duo Aduar construiu tapeçarias sonoras envolventes e de uma doçura mágica. Nas letras, trazem belíssimas e cada vez mais necessárias mensagens ecológicas, protestando de forma incisiva contra a devastação da natureza em nosso país sem, no entanto, jamais perder a ternura. As vocalizações merecem um capítulo à parte, de tão perfeitas, tocantes e bem concatenadas.

A audição do álbum é prazerosa demais, ganhando o ouvinte logo de primeira e tornando-se viciante a partir da segunda. O Silêncio do Rio, Terra Nossa, Sentinela, Riachinho das Pedras, Índia Tuíra e De Que Depende o Perdão? formam, ao lado dos dois covers, um conjunto conciso e tocante de melodias inspiradas na música rural brasileira com muita inspiração e originalidade.

Em tempos tão áridos como os que vivemos atualmente, a audição deste álbum equivale a uma forma encantadora de instigar a consciência das pessoas em torno da importância que a natureza tem para que possamos permanecer vivos de forma saudável e encantadora. Que seja apenas o marcante início de uma bela trajetória desse incrível Duo Aduar.

Veja o clipe de Riachinho das Pedras, do Duo Aduar:

Alexandre Arez interpreta canções românticas em SP

alexandre ares 400x

Por Fabian Chacur

Há cerca de duas décadas na estrada, o cantor e compositor Alexandre Arez tem como marca registrada a categoria ao interpretar canções românticas. Nesse universo sonoro, uma de suas vertentes favoritas é o bolero. E é exatamente este passional gênero musical o tema básico do show que ele proporcionará ao público paulistano nesta sexta-feira (13) às 21h no Paris 6 Burlesque Music Hall (rua Augusta, nº 2.809- Jardins- fone 0xx11-3086-0009), com ingressos ao preço único de R$ 90,00.

Acompanhado por Erick Pontes (violão e guitarra), Marcelo Góis (baixo), Lucas Serra (teclados) e Lukas Felli (bateria), Arez nos apresentará clássicos eternos como Solamente Una Vez, Besame Mucho, Negue, El Dia Que Me Quieras, Sabor a Mi, Jurame e Perfidia, além das autorais Mi Bolero Favorito e Sem Juízo.

Leia mais sobre Alexandre Arez aqui.

Jurame / Sabor a Mi / Perfidia – Alexandre Arez:

Vanguart mostra novas músicas e seus hits com show em São Paulo

vanguart 2020 400x

Por Fabian Chacur

Lá pelos idos de 2003, surgiu em Cuiabá, Mato Grosso, o embrião do que viria a ser o Vanguart. Desde então, muita água passou por debaixo das pontes do Brasil e do mundo, mas o grupo de folk-rock permanece firme e forte. Lógico que com muitas idas e vindas, nesses anos todos. Com duas músicas novas, eles farão um show em São Paulo no dia 15 (domingo) às 19h na Casa Natura Musical (rua Artur de Azevedo, nº 2.134- Pinheiros- fone 0xx11-3031-4143), com ingressos de R$ 30,00 a R$ 120,00.

O Vanguart atualmente é um trio, que traz o seu fundador, Helio Flanders (voz, piano e trompete), seu fiel escudeiro desde o início Reginaldo Lincoln (baixo e vocal) e Fernanda Kostchak (violino), que se incorporou ao time feito uma luva a partir de 2011. No show deste domingo, complementarão a escalação Kezo Nogueira (bateria), Pedro Pelotas (teclados) e Fabricio Ganbogi (guitarra).

O repertório traz como principais atrativos duas canções inéditas em álbuns da banda. Uma é a deliciosa e singela Sente, disponibilizada na internet em dezembro de 2019 e com um clipe muito legal gravado na rua 25 de Março, em São Paulo, agitado centro do comércio popular na cidade. A outra, O Amor é Assim, só entrará nas plataformas digitais no próximo dia 20, sendo assim apresentada ao público deste show em primeira mão.

Lógico que músicas do mais recente álbum de estúdio de inéditas da banda, Beijo Estranho (2017), e de seu projeto especial Vanguart Sings Bob Dylan (2019), dedicado aos clássicos do astro americano que tanto os influenciou, também estarão no repertório do espetáculo, assim como outros hits bacanas.

Sente (videoclipe)- Vanguart:

Feito Gente reúne remasters de dois álbuns de Walter Franco

walter franco feito gente 400x

Por Fabian Chacur

O genial Walter Franco infelizmente nos deixou em outubro de 2019 (leia mais sobre ele aqui). Como forma de resgatar momentos importante de sua carreira, a Warner Music Brasil lança nesta sexta (6) o álbum duplo Feito Gente, curiosamente disponibilizado apenas no formato físico, mais precisamente CD, algo atípico nos tempos do streaming.

Em versões remasterizadas, Tudo Bem traz o conteúdo na íntegra de dois dos mais importantes e influentes álbuns do cantor, compositor e músico paulistano que teria completado 75 anos de idade no último dia 6 de janeiro. São eles Ou Não (1973, o famoso disco da capa branca com uma mosca) e Revolver (1975).

São dois trabalhos envolventes, mesclando com total desenvoltura rock de vários teores, música experimental e ritmos brasileiros, com direito a letras concisas e profundas. Tudo isso amarrado pela voz inconfundível do artista. Cabeça, Revolver, Feito Gente e Me Deixe Mudo são alguns dos pontos altos desses discos cujo termo seminais é o mais adequado para defini-los.

Eis o conteúdo de Feito Gente:

CD 1

Feito Gente
Eternamente
Mamãe D’agua
Partir Do Alto/Animal Sentimental
Pensamento
Toque Frágil
Nothing
Arte E Manha
Apesar De Tudo É Leve
Cachorro Babucho
Bumbo Do Mundo
Pirâmides
Cena Maravilhosa
Revolver

CD 2

Mixturação
Água E Sal
No Fundo Do Poço
Pátio Dos Loucos
Flexa
Me Deixe Mudo
Xaxados E Perdidos
Doido De Fazê-Lo
Vão De Boca
Cabeça

Ouça o álbum Revolver em streaming:

Tom Zé tem seu 2º LP relançado em vinil pela Polysom-Som Livre

CAPA_tomze70.indd

Por Fabian Chacur

Há 50 anos, Tom Zé lançou o seu segundo álbum, autointitulado. O trabalho ajudou a firmar de forma decisiva o nome do cantor, compositor e músico baiano no cenário musical brasileiro como um dos grandes expoentes do movimento tropicalista. Como forma de resgatá-lo, a Polysom, em parceria com a gravadora Som Livre, está relançando este importante disco, integrando sua badalada série Clássicos em Vinil, no melhor estilo LP de 180 gramas.

O relançamento está sendo feito em grande estilo, com reprodução na íntegra dos encartes que acompanhavam o álbum em 1970, incluindo até uma reclamação do artista por ainda não ter, naquela época, recebido da prefeitura de São Paulo o prêmio referente ao festival que venceu dois anos antes com São, São Paulo, um dos maiores sucessos do seu belo songbook.

O repertório traz como destaques as incríveis Jimmy Renda-se e Qualquer Bobagem, esta última uma composição dele em parceria com os Mutantes. Outras faixas bem bacanas são Jeitinho Dela e Passageiro, em um disco que teve direção artística de João Araújo (o pai do saudoso Cazuza) e arranjos assinados por Chiquinho de Moraes, Lagna Fietta e Capacete.

Além de Tom Zé (1970), a Polysom já relançou outros títulos bem bacanas do genial filho mais conhecido da cidade de Irará: Tom Zé-A Grande Liquidação (1968), Tom Zé- Se o Caso é Chorar (1972), Todos os Olhos (1973), Estudando o Samba (1976) e Correio da Estação do Brás (1978).

Ouça Tom Zé (1970) na íntegra em streaming:

Zé Brasil celebra 70 anos em show com convidados em SP

Divulgação - Edgar Franz 2 zé brasil 400x

Por Fabian Chacur

O rock paulistano tem grandes representantes, e Zé Brasil é certamente um deles. Com cinco longas décadas na estrada, este cantor, compositor e músico celebrará seus 70 anos de vida com um show em São Paulo neste domingo (8) às 20h no célebre Café Piu Piu (rua 13 de maio, nº 134- Bela Vista- fone 0xx11-3258-8066), com ingressos a R$ 20,00. Um artista de rock do bom e fortemente ligado à década de 1970, agora setentão. Legal demais da conta!

Como festa boa que se preze precisa ter bons convidados para animar a coisa toda, essa trará, entre outros, figuras do alto calibre de Gerson Conrad (ex-Secos & Molhados), Esméria Bulgari (dos Mutantes) e Marinho (do Casa das Máquinas). Além, é lógico, de sua parceira de música e de vida, a cantora Silvia Helena.

O repertório conta basicamente com faixas de seu mais recente álbum, Povo Brasileiro, que traz canções ótimas como a que dá título ao mesmo e também Festim do Fim, Bicho Grilo e Mistérios Universais, entre outras. Leia mais sobre essa figura seminal do nosso velho e bom rock and roll aqui.

Povo Brasileiro– Zé Brasil:

Thaide e Ana Preta lançam clipe e single sensual Não Me Leve a Mal

ana preta e thaide Crédito_Laura Bap-400x

Por Fabian Chacur

Thaide é um dos nomes mais importantes da história do rap brasileiro. Há mais de 30 anos na estrada, ele marcou época com sua parceria com o DJ Hum e como artista-solo. De quebra, ainda esbanjou talento como ator e apresentador de TV, atuando em vários projetos, como o filme-série de TV Antonia (2006). Agora, o rapper retorna com Não Me Leve a Mal, single do qual ele participa em parceria com a cantora e rapper Ana Preta.

Não se trata de uma colaboração qualquer, pois os dois são casados há dez anos. O clipe foi gravado no litoral norte de São Paulo, e flagra o casal curtindo uma praia paradisíaca e também a paixão que os une nesse tempo todo. A boa voz de Ana tem como base instrumental uma levada no melhor estilo dancehall, e Thaide aparece de forma precisa e sintética, demostrando sua versatilidade e encaixando-se muito bem em um contexto romântico.

Não Me Leve a Mal (clipe)- Ana Preta e Thaide:

Lady Gaga mostra primeira prévia de novo álbum com Stupid Love

lady gaga capa single stupid love-400x

Por Fabian Chacur

Lady Gaga é aquele tipo de artista que gosta de trabalhar. E muito. Após o grande sucesso do filme Nasce Uma Estrela (2018), que além de destacar seu lado atriz também rendeu uma trilha sonora com milhões de cópias e um Oscar de melhor canção abocanhado, ela se mostra longe de dormir em cima dos louros conquistados. Já está disponível o seu novo e explosivo single, com direito a clipe e tudo, Stupid Love, primeira prévia do que será o seu sexto álbum de estúdio, previsto para lançamento em algum momento deste ano.

Sempre versátil, a cantora, compositora, musicista e atriz americana volta ao universo do pop. Sua nova canção mergulha de cabeça em uma sonoridade dançante, potente e com refrão daqueles que gruda rapidamente em nossas memórias, sem no entanto cair na banalidade. O clipe, cujas imagens foram registradas em um iPhone 11 Pro, mostra a cantora em meio a um cenário futurista decadente, em meio a gangues, coreografias bacanas e muita energia.

Stupid Love deve ser apenas a primeira de várias novidades que Gaga nos oferecerá durante 2020. Os shows Lady Gaga Enigma e Lady Gaga Jazz & Piano, que estrearam com exclusividade no Park Theater de Las Vegas em dezembro de 2018, voltam à cena e devem permanecer por lá até maio. São trabalhos bem distintos, provas de que a moça gosta mesmo de explorar sonoridades bem distintas, como fez na trilha de Nasce Uma Estrela, por exemplo, na qual mergulhou no country rock com muita categoria.

Stupid Love (clipe)- Lady Gaga:

Inezita Barroso será celebrada pelos Trovadores Urbanos

inezita-barroso-400x

Por Fabian Chacur

Duas efemérides importantes ligadas à saudosa Inezita Barroso ocorrerão em março: seu aniversário de 95 anos no dia 4 e os cinco anos de sua partida no dia 8. Como forma de celebrar essa figura importante na história da cultura brasileira, o grupo Trovadores Urbanos realizará em São Paulo no dia 4 de março (quarta-feira) a partir das 19h um sarau especial na Casa dos Trovadores (rua Aimberê, nº 651- Perdizes), com entrada gratuita mediante inscrição prévia no site Sympla (saiba mais aqui).

A paulistana Inezita Barroso (1925-2015) teve uma atuação destacada no cenário cultural brasileiro. Sua faceta mais conhecida do grande público foi apresentar durante muitos anos o programa Viola, Minha Viola, transmitido pela TV Cultura, no qual dava espaços aos nomes mais significativos da cultura rural do nosso país, sem preconceitos e dando preferência àqueles que dificilmente conseguiam aparecer nas emissoras televisivas.

Além disso, lançou inúmeros discos de sucesso como cantora e também atuou como instrumentista, atriz, bibliotecária e pesquisadora incansável do folclore brasileiro. Entre outros sucessos, gravou músicas como Moda da Pinga, Balaio e Lampião de Gás, além de ter sido a primeira artista a gravar um dos grandes clássicos da nossa música popular, Ronda, de Paulo Vanzolini.

O sarau, previsto para durar por volta de 90 minutos, mostrará os Trovadores Urbanos relendo à sua moda delicada e refinada grandes momentos do repertório de Inezita. Este evento aproveita para celebrar o Dia Internacional da Mulher e também integra uma série de apresentações que festejam os 30 anos do grupo, que busca resgatar de forma personalizada os grandes clássicos da música popular brasileira de todos os tempos.

Rapaziada do Brás / Lampião de gás / Maricota sai da chuva– Trovadores Urbanos:

Older posts Newer posts

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑