Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Category: Notícias (page 1 of 103)

Marilyn Manson lança o cover de música do filme Lost Boys

marilyn manson-400x

Por Fabian Chacur

Lost Boys (1987), filme estrelado por Kiefer Sutherland e exibido no Brasil como Garotos Perdidos, é um dos mais bacanas da época inspirado em vampiros. Sua trilha sonora, contendo gravações de Echo & The Bunnymen, Roger Daltrey e Inxs, entre outros, marcou época por sua qualidade. E uma de suas músicas, a mágica Cry Little Sister, cuja gravação original foi feita pelo cantor e compositor Gerard McMann, acaba de merecer uma releitura bem bacana.

O resgate coube a Marilyn Manson, que seguiu o espírito da primeira gravação dessa música, acrescentando um pouco mais de peso. O resultado, se não supera o registro do autor, merece elogios e já está obtendo ótima repercussão nas principais plataformas digitais, onde já está disponível desde o último dia 15 (sexta-feira).

Marilyn Manson vive uma ótima fase em sua carreira. O álbum mais recente, Heaven Upside Down, chegou ao mercado musical em 6 de outubro de 2017, e atingiu o 8º lugar na parada americana. Em julho, ele irá iniciar uma turnê ao lado de outro artista de som pesado e soturno, o cantor, compositor e cineasta Rob Zombi. A tour será realizada na América do Norte e é intitulada Twins Of Evil.

Cry Little Sister– Marilyn Manson:

Maroon 5 lança cover de Bob Marley para a Copa da Rússia

maroon 5 2018-400x

Por Fabian Chacur

Os EUA não conseguiram se classificar para a Copa do Mundo de Futebol de 2018, disputada na Rússia. No entanto, um grupo desse país, o Maroon 5, está envolvido em uma ação promocional da Hyundai planejada para esse grandioso evento. Sua participação foi regravar Three Little Birds, grande hit de Bob Marley lançado pelo autor no álbum Exodus (1977).

O clipe, que mostra o septeto tocando em um cenário tropical e entre belos efeitos de animação, conta com a direção do americano de origem coreana Joseph Kahn. Na ativa desde a década de 1990, ele é responsável por clipes clássicos como Without Me (Eminem) e Toxic (Britney Spears) e já trabalhou com artistas do porte de Elton John, U2, George Michael, Janet Jackson, Backstreet Boys, Kelly Clarkson e Black Eyed Peas, entre (muitos) outros.

Essa nova gravação da banda, que não registrou muitos covers em sua trajetória de quase 20 anos de estrada, chega ao público poucos meses após o lançamento do álbum Red Pill Blues (2017-leia a resenha de Mondo Pop aqui), trabalho que atingiu o segundo posto na parada americana e rendeu ao grupo liderado pelo vocalista, músico e compositor Adam Levine diversos hits nos charts mundiais, entre eles a recente Girls Like You, com participação de Cardi B.

Three Little Birds (clipe)- Maroon 5:

Mundo Livre S/A lança vídeo e retorna à Monstro Discos

mundo_livre-400x

Por Fabian Chacur

Boas notícias para os fãs da Mundo Livre S/A, seminal banda do mangue beat pernambucano e há mais de 20 anos na estrada. Eles firmaram uma nova parceria com a gravadora Monstro Discos, de Goiânia, pela qual já haviam lançado em 2005 o álbum Bebadogroove Vol.1.. A dobradinha será reinaugurada no início do segundo semestre com o lançamento em formato digital e também em CD, vinil e cassete do novo álbum do time, A Dança dos Não Famosos.

Uma amostra desse novo álbum acaba de ser disponibilizada no formato de lyric vídeo. Trata-se de A Maldição (Das Páginas Que não Viram), um verdadeiro petardo que mescla elementos de rock eletrônico e acústico com um pique energético e contagiante. A letra é inspirada em um terrível evento ocorrido há dez anos, quando o estudante coreano Cho Seung fuzilou vários colegas em uma importante faculdade de tecnologia americana e depois tirou a própria vida.

Fred Zeroquatro (vocal, violão e guitarra), Xef Tony (bateria), P3dro Diniz (baixo), Leo D (teclados e programações) e Pedro Santana (percussão), a atual formação do grupo, prometem em seu novo álbum uma sonoridade mais agressiva e com elementos experimentais, mas com veia dançante. Pela amostra oferecida, a expectativa em torno deste trabalho é das melhores, ainda mais vinda de uma banda que já fez muita coisa boa em sua elogiada trajetória.

A Maldição (Das Páginas Que Não Viram)– Mundo Livre S/A:

Cibele Codonho lança seu 1º CD solo com um show em SP

cibele codonho by marco aurelio olimpio-400x

Por Fabian Chacur

Cibele Codonho estreou em disco em 1998 com Vocalise, integrando ao lado de Leni Requena e Solange Codonho o grupo vocal A Três. Em 2005, foi a vez de gravar em parceria com Filó Machado Tom Brasileiro, álbum no qual releram canções de Tom Jobim. Desta vez, esta talentosa cantora paulistana nos oferece o primeiro CD solo, Afinidade, que será lançado em São Paulo com show no dia 21 (quinta-feira) às 21h no Sesc Pompeia (rua Clélia, nº 93- Pompeia- fone 0xx11-3871-7700), com ingressos de R$ 6,00 a R$ 20,00.

Afinidade é uma verdadeira aula de, digamos assim, “brazilian jazz”, pois traz um repertório de 12 músicas assinadas por grandes compositores brasileiros, como João Bosco, Aldyr Blanc, Milton Nascimento, Edu Lobo, Paulo Cesar Pinheiro, Johnny Alf e João Donato, vestidas em envolventes arranjos sofisticados e de inspirado tempero jazzístico. Cibele se vale dessa roupagem sonora para desfilar com sua bela e afinada voz aguda, em resultado impecável.

O álbum tem convidados especiais como o amigo Filó Machado, o cantor americano Mark Kibble (líder do célebre grupo vocal Take 6), o baterista americano Lewis Nash, o guitarrista Natan Marques, o saxofonista Roberto Sion, o pianista Michel Freidenson e o baixista Sizão Machado, além de uma afiada banda base comandada por Pichu Borrelli, que também se incumbiu com classe de teclados e arranjos.

O repertório traz maravilhas do naipe de Casa de Marimbondo, Coisas da Vida, A Paz, Mamãe Natureza, Vento Bravo, Love Dance/Lembrança e Amado. Além das canções do CD, também teremos no show Desafinado e Resposta ao Tempo. A banda será composta por Pichu Borrelli (direção musical, piano e arranjos), Sidiel Vieira (baixo), Fabio Canella (bateria) e Danilo Silva (guitarra), com participações especiais de Filó Machado (violão), Léa Freire (flauta) e Carlinhos Antunes (korah n’goni).

Love Dance/Lembrança-Cibele Codonho e Mark Kibble:

Banda Kurandeiros lança seu novo single, Andando na Praia

kurandeiros 2018 single na praia-400x

Por Fabian Chacur

Kim Kehl e sua banda Kurandeiros estão com um single novo disponível nos canais digitais. Trata-se de Andando na Praia, um furioso e envolvente rock com tempero de psicodelia divulgado por um audioclipe cujo visual evoca exatamente o desenvolvido pelas bandas de rock da segunda metade dos anos 1960. A música é uma parceria de Kehl com o baixista do grupo, Luiz Domingues. Carlinhos Machado (bateria) completa o time, e participam da gravação Nelson Ferraresso (teclados) e Marcos “Pepito” Soledade (percussão).

Nascida de uma ideia musical de Domingues que foi desenvolvida junto com o grupo e chegou a ser um tema instrumental tocado com sucesso em alguns shows da banda, Andando na Praia tem uma letra bem simples e uma interpretação vibrante por parte da banda, com vocal ardido e solos de guitarra e teclados simplesmente viscerais, tendo de quebra uma cozinha rítmica impecável dando a base a tudo.

Na estrada há 40 anos, Kim Kehl integrou bandas como Made In Brazil, Mixto Quente e Nazi e os Irmãos do Blues. Este guitarrista, cantor e compositor criou os Kurandeiros em 1991, e lançou três CDs (Kim Kehl e os Kurandeiros-2004, Mambo Jambo-2008 e 7 Anos-2012) e um EP desde então. Luiz Domingues, baixista e também compositor, é uma figura marcante da música paulistana, tendo feito parte de grupos bacanas como Língua de Trapo e A Chave do Sol.

Andando na Praia (audioclipe)- Os Kurandeiros:

Feras do rock brasileiro serão a atração de show em Sampa

rock connection rio sampa-400x

Por Fabian Chacur

O formato é atrativo e costuma dar sempre certo. Reúna nomes bacanas de um estilo musical, monte uma banda e invista em um repertório com alguns dos grandes hits dos artistas envolvidos. É esse o mote de Rock Connection Rio-Sampa, show que será realizado em São Paulo nesta quinta (7) às 22h30 no Bourbon Street (rua dos Chanés, nº 127- Moema- fone 0xx11-5095-6100), com couvert artístico a R$ 75,00. O time reunido é bem bacana.

Arnaldo Brandão (baixo e vocal) tocou na banda de Caetano Veloso nos anos 1970 e 1980 e teve grande destaque nos grupos Brylho e Hanói Hanói. George Israel (vocal e sax) integrou o Kid Abelha, enquanto Guto Goffi (bateria) continua pilotando as baquetas do Barão Vermelho. Os cariocas trazem consigo o talentoso guitarrista Guilherme Schwab para incrementar essa parceria bem bacana.

De São Paulo, estão escalados Kiko Zambianchi (guitarra e vocal), dono de uma respeitável carreira solo, e o lendário Luis Sérgio Carlini (guitarra e vocal), parceiro de Rita Lee na banda Tutti Frutti e também conhecido por seus trabalhos ao lado de gente do porte de Erasmo Carlos e Guilherme Arantes, só para citar alguns nomes.

O show, que poderá ter convidados surpresa em seu desenrolar, terá no seu set list clássicos do rock brasileiro como Rádio Blá (Hanói Hanói e Lobão), Eu Tive Um Sonho (Kid Abelha), A Noite do Prazer (Brylho), Puro Êxtase (Barão Vermelho), Primeiros Erros (Kiko Zambianchi e Capital Inicial) e Rolam as Pedras (Kiko Zambianchi). Citando os versos de uma dessas músicas citadas, “a noite vai ser boa, de tudo vai rolar”…

Rádio Blá– Hanoi Hanoi:

Gorillaz lança clipe e promete álbum The Now Now pra logo

gorillaz 2018-400x

Por Fabian Chacur

Novidades no front do mais bem-sucedido grupo pop virtual de todos os tempos. Até o fim deste mês, será lançado o sexto álbum dos Gorillaz, intitulado The Now Now. O quarteto traz uma alteração anunciada como temporária: sai o baixista Murdoc Niccals, entra em seu lugar Ace, integrante da Gang Green, personagem da animação As Meninas Superpoderosas. 2D (vocal), Noodle (guitarra) e Russel Hobbs (bateria) continuam firmes e fortes no time que superou os lendários Archies.

O novo trabalho do grupo comandado no mundo real por Damon “Blur” Albarn, que se incumbe dos vocais e diversos instrumentos, além da composição das músicas, trará 11 faixas. Entre elas, duas acabam de ser divulgadas. Uma é Humility, um funk a la anos 1970 com a participação especial de George Benson com seus deliciosos links de guitarra.

O clipe, no qual Benson só surge no cenário, em um desenho que aparece pintado em um muro, conta com a participação do ator e músico Jack Black empunhando uma guitarra semiacústica igual à que celebrizou o intérprete de On Broadway e Give Me The Night.

A outra, divulgada com imagens básicas (veja aqui), é a faixa dançante com cara eletrônica do início dos anos 1980, é a também muito bacana Lake Zurich. A música Hollywood conta com as participações especiais de Snoop Dogg e Jamie Principle.

Criado no finalzinho dos anos 1990, o grupo Gorillaz uniu Damon Albarn ao cartunista Jamie Hewllet, autor do cartoon Tank Girl e responsável pela representação visual dos personagens que integram o quarteto. A banda também faz turnês, nas quais Albarn é acompanhado por músicos diversos. Eles passaram por São Paulo, mais precisamente pelo Jockey Club, em 30 de março deste ano, e continuam na estrada, participando de festivais badalados e shows individuais.

Humility (clipe)- Gorillaz + George Benson:

Projeto Sampa Som promove um show no Teatro Gazeta-SP

ianomanos banda 2018-400x

Por Fabian Chacur

Uma das coisas mais difíceis para artistas novos e ainda sem o apoio da grande mídia é o acesso a espaços nobres para que possam apresentar e divulgar seus trabalhos. Esse é o objetivo do Projeto Sampa Som, que promoverá em São Paulo neste domingo (3/6) às 11h no palco do Teatro Gazeta (avenida Paulista, nº 900), com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira), um show que envolverá nomes de diversos estilos e correntes da música paulistana, entre os quais o trio Ianomanos (foto).

O primeiro elenco escolhido pela curadoria do projeto, integrada pelo produtor Fabius e outros, traz artistas solo e grupos que investem em várias vertentes do rock, soul, blues, MPB, rap, hip hop, música alternativa e muito mais. Alguns já tem alguma visibilidade, como a experiente banda Bendito, enquanto o grupo Giuseppe Rock Clube traz como atração o baterista Pepe, com pouco mais de sete aninhos de idade. Keven Muzanda, de Angola, é o convidado especial.

A ideia é que esta apresentação seja a primeira de uma série de outras, sempre com nomes selecionados a partir de diferentes origens, tribos e lugares, que realizam seus trabalhos longe dos tentáculos da indústria cultural e da grande mídia. Quem por ventura tiver interesse em submeter seu trabalho à curadoria ou obter mais informações é só entrar em contato pelo e-mail sampasom10@gmail.com ou pelo fone de contato: (11) 97468-4763.

Bem Perto Agora (clipe)- Banda Bendito:

Lucina festeja 50 anos de sua carreira com um show em SP

lucina foto-400x

Por Fabian Chacur

Não é fácil chegar a 50 anos de carreira fonográfica no Brasil. Ainda mais se a artista em questão nunca se rendeu aos ditames impostos pelas grandes gravadoras ou aos modismos. Então, nada mais justo para a cantora, compositora e musicista mato-grossense radicada no Rio Lucina do que celebrar essa bela efeméride. Ela faz um show em São Paulo nesta quinta-feira (31) às 18h no Sesc Santana (avenida Luiz Dumont Villares, nº 579- Santana- fone 0xx11-2971-8700), com ingressos de R$7,50 a R$ 25,00.

Lucina (voz, violão nylon e tambores) será acompanhada neste show por uma banda composta por Décio Gioielli (percussão – marimbola, steel drums e chifres de antílope),Gustavo Cabelo (baixo, cavaquinho e violão aço), Peri Pane (cello, vocal) e Otávio Ortega (acordeon e piano).

O repertório trará várias canções de Canto de Árvore (2017), o quinto e mais recente álbum solo de sua trajetória artística. Também teremos a participação especial do Poeta Arruda, coautor da faixa-título do álbum. Lógico que não faltarão outras canções importantes do repertório da artista, como Bandolero, por exemplo.

A carreira de Lucina teve inicio como integrante do grupo Manifesto, que teve grande destaque em um festival em 1967. Em 1972, ela iniciou uma dupla com Luhli que durou até 1998 e rendeu trabalhos até hoje bastante cultuados pelos fãs da MPB. Artistas importantes como Ney Matogrosso e Zélia Duncan gravaram suas composições, e ela fez vários shows no exterior. Em 2014, chegou ao público o documentário Yorimatã, do diretor Rafael Saar, enfocando a carreira de Luhli & Lucina.

Veja cenas de um show recente de Lucina:

Anderson.Paak assina com a Warner e lança single Bubblin

anderson.paak cantor-400x

Por Fabian Chacur

Um dos destaques do Lollapalooza Brasil 2018 foi o excelente cantor, rapper, compositor e produtor Anderson.Paak, que ao lado de sua banda de apoio The Free Nationals fez um dos shows mais quentes e empolgantes do festival. O artista de 32 anos parece ter um futuro muito promissor pela frente. Ele assinou com a Warner Music, e acaba de lançar seu primeiro single pela gravadora, o divertido rap Bubblin.

O clipe de Bubblin tem como mote uma bela descoberta do personagem interpretado pelo cantor: um caixa automático que, após ele tentar fazer uma retirada básica, passa a vomitar dinheiro sem parar. Com ritmo cadenciado e um vocal no melhor estilo rap, o artista nos cativa. Mais de três milhões de pessoas já acessaram o vídeo no Youtube em menos de dez dias de seu lançamento.

Descendente de afro-americanos e sul-coreanos, Paak lançou seu primeiro álbum, Venice, em 2014. Antes, havia gravado O.B.E. Vol.1, que ele colocou no mercado em 2012 com o pseudônimo Breeze Lovejoy. Malibu (2016) lhe valeu duas indicações ao Grammy, incluindo uma como artista revelação. Ele fez parcerias com vários artistas bacanas, como o lendário Dr.Dre, participando de seis faixas do álbum Compton (2015), do ex-integrante do seminal grupo de rap N.W.A.

Além do trabalho solo (no qual é acompanhado pela The Free Nationals), Paak também integra o duo NxWorries ao lado do produtor Knxwledge, que lançou em 2016 o elogiado álbum Yes Lawd!. O single Bubblin integrará seu primeiro álbum pela Warner, cujo título será possivelmente Oxnard Ventura.

Oxnard, cidade situada no estado americano da California, é onde o artista nasceu. Ao vivo, ele canta, toca bateria e esbanja carisma, em uma mistura de rap, soul, funk e até um pouco de jazz e rock com muito swing e pique. muito bem assessorado por sua banda de quatro músicos.

Bubblin (videoclipe)- Anderson.Paak:

Older posts

© 2018 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑