Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: alejandro sanz

Alejandro Sanz e Juanes fazem um show conjunto via internet

alejandro sanz e juanes-400x

Por Fabian Chacur

Em tempos de corona vírus, o mundo dos espetáculos está vivendo tempos de muitas incertezas. Para dar conta de se manterem ativos, alguns artistas começam a apresentar saídas criativas. Os astros internacionais Alejandro Sanz e Juanes, por exemplo, tiveram de cancelar os shows que fariam no último final de semana em suas respectivas turnês. Ao invés de chorarem as pitangas, mostraram um caminho paliativo para atender os fãs.

A tour do espanhol Sanz se intitula La Gira (a turnê), enquanto a do colombiano Juanes leva o nome de Para Todos. Amigos de longa data, eles resolveram se reunir em um estúdio, acompanhados por cinco músicos- entre eles o consagrado pianista cubano Gonzalo Rubalcaba- e fazer um show conjunto. O evento foi transmitido via internet no último domingo (15), e teve participação do público em um chat. Eles denominaram, a performance El Gira Se Queda En Casa Para Todos (a turnê fica sendo em casa para todos).

Artistas como o britânico Yungblud e a dupla brasileira Kleiton & Kledir também prometem ações semelhantes em função dos cancelamentos de seus shows. Locais que abrigam shows fazem algo semelhante. A paulistana Audio Rebel, por exemplo, cancelou todos os shows programados para março, mas manterá (via agendamento) outras atividades do local, como ensaios, gravações e oficina de instrumentos (luthieria).

Veja a gravação do show de Alejandro Sanz e Juanes:

San-São Trio mostra Novos Caminhos com show em SP

amilton godoy lea freire harvey w 400x

Por Fabian Chacur

Quem vê a sigla San-São e acompanha futebol logo pensa no apelido dado ao clássico disputado entre Santos e São Paulo. No entanto, aqui o mote é música, e da boa. San-São Trio reúne três músicos de primeiríssimo escalão da seara instrumental, cuja amizade remonta há uns bons anos e inclui alguns shows e colaborações bacanas.

Agora, eles apresentam nos formatos CD e digital o álbum Novos Caminhos, lançado pelo selo Maritaca. O repertório desse trabalho é o gancho do show que farão em São Paulo nesta segunda-feira (11) às 19h no Sesc Consolação (rua Dr. Vila Nova, nº 245- Vila Buarque- fone 0xx11-3234-3000), com entrada gratuita.

A célula mater do trio é o consagrado pianista Amilton Godoy, que ganhou fama na primeira metade da década de 1960 como integrante do lendário Zimbo Trio, que além de acompanhar artistas do porte de Elis Regina e Jair Rodrigues se firmou como um dos melhores e mais populares da música instrumental no Brasil. De quebra, ainda criou o CLAM, uma das escolas de música que mais frutos proporcionou em termos de revelar e educar novos nomes.

Um deles foi o de Léa Freire, flautista, pianista e compositora que não só desenvolve uma carreira repleta de momentos importantes como também criou em 1997 o selo Maritaca, que tem em seu currículo mais de 50 lançamentos de gente do mais alto gabarito da música brasileira. Sua ligação com Amilton gerou inicialmente trabalhos deles em dupla, até que em determinado momento surgiu a ideia de colocar mais um amigo nessa história. E um amigo internacional.

Oriundo do estado americano da Califórnia, Harvey Wainapel é saxofonista e clarinetista, e participou de turnês internacionais ao lado de Ray Charles, Joe Lovano, Airto Moreira, Flora Purim e Jovino Santos Neto, além de investir em carreira solo. A partir de 2000, costuma passar, anualmente, de um a dois meses no Brasil, trabalhando com artistas do naipe de Guinga, Filó Machado e Nelson Ayres, só para citar alguns. Sua amizade e afinidade musical com Léa gerou o convite para um trabalho conjunto.

Se não veio do futebol, o batismo desta formação musical envolve a junção de iniciais de nomes. Aqui, são eles São Paulo (sede do trabalho de Léa e Amilton) e San Francisco, Califórnia (onde vive Harvey).

Novos Caminhos traz sete composições de Léa e quatro de Amilton, investindo em uma inventiva e delicada mistura camerística de diversas vertentes da música brasileira com elementos de jazz e música erudita no meio. Suas afinidades musicais e pessoas geraram uma sonoridade deliciosa, sofisticada e digna do currículo dos três. Que venham mais álbuns desse trio de craques da música.

Ouça e veja o San-São Trio ao vivo:

Alejandro Sanz divulga novo CD em São Paulo

Por Fabian Chacur

O cantor espanhol Alejandro Sanz está no Brasil para divulgar La Musica No Se Toca, seu nono álbum de estúdio e primeiro pela Universal Music. Para falar sobre o disco, ele concedeu na tarde desta quarta-feira (21) em um hotel em São Paulo uma entrevista coletiva na qual esbanjou simpatia com os jornalistas presentes.

A faixa que dá título ao disco é uma espécie de profissão de fé do cantor, compositor e músico espanhol no poder da música em permanecer sempre forte, apesar das intempéries que atingem a tudo e a todos no mundo.

“Não importa tudo o que mude na indústria musical e no mundo, a música sempre permanece, é intocável. E o artista sempre deseja escrever a sua música mais bonita, é o que tentei fazer nessa canção”.

Sanz explica que não gosta de determinar previamente como serão os seus discos.

“Quando eu e o Julio Reyes Copello (produtor) iniciamos nosso trabalho, passamos os primeiros oito dias só falando, sem tocar nenhum instrumento. Não gosto de rotular meus discos, as canções devem estar a serviço da emoção, soltas, sem cair em modismos”.

Ele sente esse trabalho como mais eclético do que os anteriores, com direito a um tempero um pouco mais roqueiro em sua sonoridade romântica e homenagens a ídolos como os Beatles e o Queen. Ele também cita AC/DC, Led Zeppelin, Ronnie James Dio, Eddie Van Halen e Judas Priest como nomes do rock que o agradam.

“Minha banda atual é integrada por várias mulheres, e uma delas, a guitarrista, trouxe elementos de heavy metal para os meus shows, com sua sensibilidade feminina dosando tudo”.

O CD La Música No Se Toca inclui as participações especiais das brasileiras Ivete Sangalo (Não Me Compares, que aparece no disco em duas versões), Ana Carolina (Irrepetível-Me Sumerjo) e Roberta Sá (Bailo Com Vos). Ele fala sobre elas.

“Roberta Sá tem essa delicadeza da bossa nova, eu conheci seu trabalho ao ganhar CDs dela de uma fã. A Ivete Sangalo é uma artista muito forte, apaixonada, conheci ela no Rock In Rio Lisboa, é muito querida, fácil de se lidar, já gravamos juntos outra vez e foi ótimo. E a Ana Carolina tem uma voz poderosa, que eu conheci ao ouvi-la cantar É Isso Aí quando passeava pelo Youtube, fiquei apaixonado por seu talento”.

Ser um dos raros cantores espanhóis que fazem sucesso no Brasil é algo que agrada Alejandro Sanz, mas ele gostaria que esse intercâmbio entre Brasil e Espanha fosse maior.

“Falta um maior contato entre as músicas hispânica e brasileira. Seria um encontro de muitas cores, músicas como Sozinho (sucesso com Caetano Veloso) e É Isso Aí (sucesso com Ana Carolina e Seu Jorge) fariam sucesso se também fossem gravadas em castelhano. Seria preciso um esforço maior dos dois públicos para que esse intercâmbio cresça”.

Está nos planos do consagrado cantor espanhol voltar ao Brasil em março para fazer shows. Com mais de 22 milhões de discos vendidos em mais de 20 anos de carreira, Alejandro Sanz é o artista de origem latina com o maior número de troféus Grammy em seu currículo, sendo 18 latinos e 3 americanos. E ele se diz feliz com o que já realizou nesses anos todos.

“Para mim, não falta nada em termos profissionais, mas é preciso seguir em frente, continuar fazendo o que mais gosto. Adoro os contatos pessoais e virtuais com meus fãs. O momento mais importante da minha carreira foi quando decidi me dedicar à carreira artística, e cada vez que subo em um palco é o momento mais importante, sempre”.

Ouça No Me Compares, com Alejandro Sanz:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑