Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: carnaval

Homenagem às mulheres nas serestas de sexta em Sampa

trovadores urbanos foto-400x

Por Fabian Chacur

Dia das Mulheres é todo dia, diriam os mais sensatos. Pois o grupo Trovadores Urbanos concorda com esse pensamento. Ao invés de apenas uma data, o grupo musical que está na ativa há 26 anos promoverá cinco em belas homenagens ao sexo nada frágil. Uma já foi, mas as outras quatro serão realizadas nas próximas sextas-feiras de março, respectivamente dias 10 (próxima 6ª), 17, 24 e 31, sempre a partir das 20h e com entrada gratuita. O local é a Casa dos Trovadores (rua Ainberê, nº 651- Perdizes- fone 0xx11-2595-0100- São Paulo-SP).

Com decoração festiva e que inclui um grande painel contendo imagens de mulheres cantoras e compositoras do maior calibre, o repertório das apresentações privilegiará grandes clássicos da nossa música popular, com direito a canções românticas, sambas e marchinhas de carnaval. Os shows fazem parte da programação Serestas de Sexta, realizada há cinco anos no local sempre com presença calorosa do público.

Em seus 26 anos de atividade, os Trovadores Urbanos se consolidaram como um consistente projeto de divulgação musical, que engloba desde serestas encomendadas pelas pessoas até diversos shows especiais, além do lançamento de oito CDs e dois DVDs. Entre as atividades geradas pelo grupo, destaca-se uma de alcance social, o Instituto Trovadores Urbanos, criado em 2010 e que atende cerca de 150 crianças, ensinando música e teatro em Cajamar e Cidade Ademar.

Vídeo com cenas das Serestas de Sextas:

Threat aposta no rock pesado em show em pleno carnaval

ThreatLim-400x

Por Fabian Chacur

Em pleno domingo de carnaval, o grupo paulistano Threat aposta no mais puro heavy metal. Neste domingão (15) a partir das 15h, a banda será a principal atração do Limeira Cultura Rock Fest 2, que teve início nesta sexta (13) e será encerrado nesta segunda (16) na cidade de Limeira, mais precisamente no Bar da Montanha (avenida Laranjeiras, 2.601- Parque Egisto Ragazzo). O ingresso pode ser adquirido em troca de um litro de leite ou ração para cães.

Fábio Romero, baixista do Threat, mostrou-se animado ao ter sua banda escalada para o evento. “Serão quatro dias dedicados a todas as vertentes do rock, e estamos nessa. Aguardem o ziriguidum….do metal!”, garante, bem humorado. Também estão na programação os grupos Kamala, Guilty, Bloody Roots, Melanie Klain e Raiva Inc.

Integrado por Guizão Menossi (vocal), Wecko (guitarra e vocais), André Curci (guitarra e vocais), Fábio Romero (baixo e vocais) e Guilherme Gaspar (bateria), o Threat atualmente divulga seu novo EP, Unstoppable (baixe gratuitamente aqui ). Eles tocarão músicas dele e também de seus dois CDs anteriores, em sua sólida mistura de rock pesado com boas melodias e muita energia.

Moving On– Threat:

Ah, os carnavais dos gloriosos anos 90…

Por Fabian Chacur


Entre 1988 e 1995, trabalhei no extinto jornal Diário Popular, que durante um bom tempo nos anos 90 foi o mais vendido nas bancas paulistanas.

Pois naqueles anos, tive a oportunidade de cobrir o Carnaval de São Paulo em cinco ocasiões diferentes.

Quatro foram consecutivas, de 1992 a 1995, todas pelo finado Dipo, sendo a derradeira em 1997 pelo jornal O Dia, quando trabalhei em sua sucursal em Sampa City.

Cobria o desfile das principais escolas, no glorioso sambódromo, ou Pólo Cultural do Anhembi, ou seja lá do que chamavam aquele raio daquele lugar.

Era uma verdadeira maratona, que em um determinado chegou a durar 24 horas consecutivas.

A gente cobria o desfile inteiro, que naquele tempos começava por volta das 18h de sábado, indo até a manhã do domingão, às vezes beirando as 8h da matina.

Depois, íamos para a redação, que ficava no centro, comíamos qualquer coisa rapidinho e íamos escrever um caderno especial de umas 8 páginas em quatro pessoas.

Não sou exatamente um fã de carnaval, então, imaginem como era aquilo para mim…

Lógico que existem coisas muito piores de se fazer, e que até deu para me divertir em alguns momentos, mas sinceramente não encararia uma parada dessas novamente.

Em um desses anos, choveu durante praticamente todo o desfile, o que me obrigou a trabalhar usando aquelas ridículas capas de chuva.

Imaginem a cena: aquele cabeludo gordo com cara de baterista de banda ruim de heavy metal com um bloco na mão entrevistando Deus e o mundo, anotando coisas o tempo todo, rezando para aquilo não encharcar e ficar ilegível.

Em um dado momento, um dos colegas fotógrafos me chamou, eu olhei e, pronto, lá estava um registro grotesco para a posteridade.

O mané com o bloquinho na mão, molhado até a alma, com o saco na lua, e olhando com uma cara que dava pena, tipo cachorro sem dono.

Não deu outra: o jornalzinho interno da empresa fez uma matéria sobre a nossa cobertura carnavalesca, e adivinhe se não foi exatamente aquele registro patético o que ilustrou o texto?

Socorro! Curto samba, respeito profundamente o Carnaval e a sua rica cultura, mas prefiro desfilar em casa na Escola de Samba Unidos do Rock And Roll!

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑