Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: cd solo

Zé Brasil, o roqueiro classudo, lança primeiro CD solo em SP

Ze Brasil - Foto Trojan - 2018-400x

Por Fabian Chacur

Zé Brasil é merecedor da denominação “roqueiro classudo”. Afinal, com quase 50 anos de trajetória dedicado ao velho e bom rock and roll, nunca, jamais, perdeu a classe, mesmo perante as dificuldades que se apresentaram à sua frente nesse tempo todo. Ele enfim lança o seu primeiro álbum solo, autointitulado, e mostra esse trabalho em show em São Paulo na próxima sexta (31) às 21h30 na comedoria do Sesc Belenzinho (rua Padre Adelino, nº1.000- fone 0xx11-2076-9700), com ingressos custando de R$ 6,00 a R$ 20,00.

Na estrada desde 1970 e com passagens por EUA, Reino Unido, França e Espanha, Zé Brasil integrou bandas bacanas como Apokalypsis, UHF, Delinquentes de Saturno e Space Patrol, esta última um embrião da Patrulha do Espaço. Parceiro do mutante Arnaldo Baptista na música Cabelos Dourados (homenagem a Rita Lee), este cantor, músico, produtor e compositor já fez trabalhos com diversos nomes do rock brasileiro. Ele é uma cabeças pensantes do projeto 70 de Novo, que busca resgatar o espírito criativo e visionário do rock dos anos 1970.

Zé Brasil, o CD, que também está disponível nas principais plataformas digitais, traz 11 faixas, sendo dez delas inéditas e uma a releitura de sua faixa mais conhecida, Novo Eden, que ele gravou em parceria com a cantora e parceira de vida Silvia Helena. Trata-se de um trabalho dos mais consistentes, no qual ele mescla rocks básicos ótimos, como Borocoxô, Louco de Rock e Passarinho Rock And Roll, com baladas roqueiras bacanas como Segredo da Vida e Tudo a Ver.

A sonoridade do cara mescla rock básico, folk e muito mais, com influências de Bob Dylan, Jethro Tull e Beatles, entre outros. Temos até um reggae, Tudo a Ver. As letras trazem mensagens positivas e bom humor. Já Era de Aquarius, Maya, Peregrino e Victor são outros momentos importantes de um CD ótimo e repleto de personalidade. Opa, citei todas as faixas do álbum… E elas mereceram!

O disco conta com a participação de diversos músicos conhecidos com os quais Zé Brasil já trocou muitas figurinhas em sua carreira, entre os quais Edgard Scandurra (Ira!), Billy Forghieri (Blitz), Rolando Castello Junior (Patrulha do Espaço), Xando Zuppo (Harpia, Patrulha do Espaço), Adriano Grineberg e Jimmy Pappon, entre outros. Além, é claro, dos vocais de Silvia Helena. No show, Zé terá a seu lado Julio Manaf (guitarra), Mario Baraçal (baixo), Alexandre Barreto (bateria) e Silvia Helena (voz). Para ver, curtir e celebrar junto!

CD Zé Brasil-ouça em streaming:

Helio Flanders lança o seu CD solo no Sesc Vila Mariana-SP

helio flanders foto 2015-400x

Por Fabian Chacur

A banda que tornou Hélio Flanders conhecido no cenário folk brasileiro, a Vanguart, teve seu inicio de certa forma como um trabalho solo, incorporando outros músicos posteriormente. Agora, no entanto, o cantor, compositor e multi-instrumentista não deixa margem a dúvidas, e nos oferece seu primeiro CD solo de fato, Uma Temporada Fora de Mim. Ele lança o álbum em São Paulo em show nesta quinta(24) às 21h no Sesc Vila Mariana (rua Pelotas, 141- Vila Mariana- fone 0xx11-5080-3000), com ingressos de R$ 7,50 a R$ 25,00.

O álbum individual mostra Flanders saindo do universo de folk, rock e pop que marcam sua banda rumo a uma imersão em canções de teor melodramático fortemente inspiradas no tango e na solidão habitual das pessoas nos grandes centros urbanos. A produção é de Arthur de Faria, pianista gaúcho que já trabalhou com Pato Fu e Wander Wildner.

Além do líder do Vanguart nos vocais e vários instrumentos, o show no Sesc Vila Mariana trará músicos que participaram das gravações de Uma Temporada Fora de Mim. Teremos os argentinos Ignacio Varchavsky (baixo acústico) e Martín Sued (bandoneón) e os brasileiros Bruno Serroni (violoncelo) e Leo Mattos (bateria e percussão).

O CD conta com a participação da veterana cantora Cida Moreira na faixa Dentro do Tempo Que Eu Sou, e traz nove canções, incluindo a faixa título, De Onde Você Vem?, Um Grito e Onde a Terra Acaba. Esse será o repertório básico do show. O Vanguart continua na ativa, e lançou seu mais recente trabalho, Muito Mais do Que o Amor, em 2013, tendo saído há anos de Cuiabá (MT) para se radicar em São Paulo.

De Onde Você Vem?– Helio Flanders (Videoclipe Oficial):

-Uma Temporada Fora de Mim- Helio Flanders:

Dentro Do Tempo Que Eu Sou– Helio Flanders & Cida Moreira:

Nubia Maciel mergulha muito bem em outros sons em CD

nubiamacielumaqualquercapa-400x

Por Fabian Chacur

Nubia Maciel é, há dez anos, a vocalista do Samba de Rainha, grupo feminino que lançou os ótimos CDs Vivendo Samba e Contrariando a Regra e possui público cativo em seus shows, especialmente em São Paulo. Como forma de ampliar seus horizontes musicais, a cantora e compositora lança seu primeiro disco solo, Uma Qualquer, e dá um banho de versatilidade e bom gosto.

A vocação de Nubia enquanto artista sempre me pareceu ser não cair em clichês e não repetir posturas alheias. No Samba de Rainha, seu jeitão de cantar o mais brasileiro dos ritmos apresenta uma forte atitude roqueira, que me levou a apelida-la de “Cássia Eller do samba”. Neste primeiro trabalho solo, ela novamente surpreende o ouvinte com uma abordagem original.

O objetivo deste CD era um mergulho na música pop, com direito a elementos de rock, música latina, soul e o que mais pintasse, inclusive algumas pitadas de samba aqui e ali. Nubia optou por uma postura mais sutil em termos vocais se comparada com o seu trabalho no Samba de Rainha, e nos oferece um outro lado da sua voz que soa muito legal e muito cativante também.

Os arranjos das nove faixas primam pela irreverência, no sentido de não seguir cânones rígidos para cada estilo. O envolvente pop-rock Eu Amei, que abre o CD, por exemplo, traz uma participação marcante de trombone, instrumento inesperado para este tipo de música. Tal riqueza de detalhes permeia cada canção, com originalidade e consistência.

O repertório, que se divide entre composições de Nubia com vários parceiros e obras de pessoas do seu círculo de amizades musicais, é certeiro, primando pelo bom gosto. Como é Bom Esse Amor, Às Vezes Não, Uma Qualquer, Alvo Errado, é uma faixa mais bacana do que a outra, com direito a letras simples falando sobre temas com os quais todos podemos nos identificar, especialmente as tais idas e vindas do amor.

A produção, a cargo do badalado Gustavo Ruiz, deu o toque perfeito para que esse projeto pudesse se tornar tão bem resolvido, e permite que a inclusão de ritmos tão distintos entre si (incluindo bolero) não se choquem ou naufraguem na primeira esquina. Os músicos participantes apostam na simplicidade sofisticada, agregando muito valor ao CD.

Se torcemos para que o Samba de Rainha continue firme e forte pelos anos que virão, esta primeira investida solo de Nubia Maciel prova que ela pode perfeitamente levar uma carreira paralela de grande importância, e na qual dá vasão a estilos que não poderia explorar no grupo. Um plano perfeito, que abre horizontes para os dois lados.

Às vezes não (clipe)- Nubia Maciel:

Já Não Te Quero Mais– Nubia Maciel:

Fernanda Takai em dois tempos distintos

Por Fabian Chacur

Este 2014 será pelo visto um ano bem agitado na carreira de Fernanda Takai. A cantora e compositora está lançando nesta terça-feira (11) Seu Tipo, parceria com Pitty que faz parte de seu quarto álbum solo, Na Medida do Impossível, previsto para sair ainda este mês pela Deck/Natura Musical. A música pode ser baixada de forma legal e gratuita no site da Natura Musical, aqui .

Na Medida do Impossível traz uma série de parcerias, foi gravado em Belo Horizonte com produção de John Ulhôa e mostra a cantora do Pato Fu explorando vários caminhos sonoros. Mondo Pop já fez vários post enfocando diversos aspectos do disco, com direito a entrevista. Veja a capa do álbum e também leia mais sobre o mesmo aqui.

Sempre aberta a novas experiências, Miss Takai é também a convidada especial da faixa Okinawa, disponibilizada online pelo cantor e compositor capixaba Silva. Você pode ouvir essa ótima canção aqui. Essa canção integra o novo álbum de Silva, Vista Pro Mar, previsto para sair no dia 17 de março pela gravadora Som Livre.

Silva já lançou um álbum anterior, e divulgou em seu site outros três singles de seu novo trabalho, É Preciso Dizer, Universo e Janeiro. Bastante badalado pela imprensa musical no momento, o artista é um dos participantes do elenco do Lollapalooza Brasil, e mostrará as suas canções no dia 5 de abril de 2014 durante o evento em São Paulo, no Autódromo de Interlagos.

Pra Curar Essa Dor (Heal The Pain), com Fernanda Takai e Samuel Rosa:

)

Toni Ferreira lança CD solo no Grazie a Dio

Por Fabian Chacur

O cantor e compositor Toni Ferreira, uma das boas revelações da atual MPB, acaba de lançar seu primeiro álbum solo, autointitulado, pela gravadora Universal Music. Ele mostrará ao vivo o repertório desse trabalho em São Paulo em dois shows no Grazie a Dio (rua Girassol, 67-Vila Madalena) nos dias 24 e 31 de julho, sempre às 22h30.

Nascido em 1986, Toni Ferreira foi revelado através do projeto coletivo Sarau, lançado em 2012 nos formatos CD e DVD pela mesma Universal Music, ao lado de outros nomes promissores. Sua sonoridade melódica mistura MPB, blues, rock e pop. Ele canta e toca violão, e é parceiro de Maria Gadú, tendo participado do DVD Multishow Ao Vivo, da cantora. Leia entrevista com ele aqui.

Em seu primeiro disco solo, Toni gravou uma música inédita de Gadú, Te Falo Amanhã, e também composições próprias como O Barco e Paira e de autoria de nomes como Caetano Veloso (Menino Deus) e Martinho da Vila (Amor Que Nasceu), além de Marca de Espinho (sucesso do saudoso Agepê). Os ingressos para os shows no Grazie a Dio custam R$ 15 (entrada) ou R$ 30 (consumação mínima).

Veja o clipe de Saber de uma Alma, com Toni Ferreira:

Cantora das Dixie Chicks lançará CD solo

Por Fabian Chacur

Natalie Maines, cantora do trio country americano Dixie Chicks, anunciou em seu site oficial que lançará seu primeiro disco solo no dia 7 de maio. Mother, o álbum em questão, foi bancado pelo selo Columbia da Sony Music, e não significa o fim da banda ou a saída da badalada vocalista do time.

Coproduzido pelo astro do rock Ben Harper, a estreia de Maines na carreira individual inclui 10 músicas, entre elas Mother (do Pink Floyd), Lover You Should’ve Come Over (Jeff Buckley) e Come Cryin’ To Me (parceria de Maines com suas colegas de Dixie Chicks, as irmãos Martie Maguire e Emily Robinson).

Natalie afirma que procurou fazer um disco bem diferente dos trabalhos que registrou anteriormente com sua banda, até como forma de justificar essa incursão solo, o que explica a produção a cargo de Ben Harper e a inclusão de Mother, música que o Pink Floyd lançou em seu clássico álbum The Wall (1979).

Para quem se preocupa com uma possível saída de Natalie Maines do grupo Dixie Chicks, vale lembrar que o trio oriundo do estado americano do Texas já marcou três apresentações para julho em festivais no Canadá. A cantora, no entanto, promete divulgar sua estreia individual de forma bastante efetiva nos próximos meses.

Com mais de 20 anos de estrada, as Dixie Chicks estouraram em 1998 com o excelente CD Wide Open Spaces, cuja maravilhosa faixa título tocou nos quatro cantos do mundo. Sua mistura de country de raiz com elementos de rock, pop e blues rendeu mais de 27 milhões de cópias vendidas, 13 troféus Grammy e três álbuns que atingiram o número 1 em seu país natal.

São eles Fly (1999), Home (2002) e Taking The Long Way (2006). O trio também ganhou fama por razões extra-musicais. Em 2003, Natalie criticou abertamente George W.Bush pela guerra contra o Iraque, o que gerou diversos ataques dos conservadores contra as meninas.

Ouça Mother (ao vivo), com Natalie Maines e Ben Harper:

Ouça Wide Open Spaces (ao vivo), com as Dixie Chicks:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑