Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: elba ramalho

Tuia relê canções alheias e as próprias em seu novo álbum

tuia-400x

Por Fabian Chacur

Se estivéssemos na era medieval, Tuia certamente seria um daqueles trovadores, viajando por todas as cortes e reinados com seu instrumento musical para cantar as idas e vindas do amor perante as mais diversas plateias. De certa forma, é exatamente isso o que ele faz em 2020. Na estrada desde os anos 1990, o cantor, compositor e músico paulista tem um currículo dos mais respeitáveis (leia mais sobre ele aqui), e agora lança Versões de Vitrola Vol.1 (Kuarup), nos formatos CD e digital.

Em sua rica trajetória profissional, Tuia consolidou uma sonoridade que tem tudo a ver com o rock rural brasileiro, pois mistura com categoria e do seu jeito rock, country, folk, MPB e música caipira. Não por acaso, atraiu as atenções dos craques dessa praia, entre os quais Zé Geraldo, Tavito, Renato Teixeira e Guarabyra, com quem já trocou belas figurinhas em shows e discos.

Este novo trabalho o flagra em um momento de releituras. Temos aqui oito canções, sendo seis composições alheias e duas de sua autoria, nenhuma delas inédita. Linda Juventude, grande hit com o 14 Bis nos anos 1980, aparece em duas versões, uma acústica e outra com banda, ambas contando com a delicada participação da cantora e compositora paranaense Ana Vilela.

A consagrada estrela paraibana Elba Ramalho, por sua vez, marca presença na nova gravação de uma das canções mais bem-sucedidas de Tuia, a lírica Céu, em dueto que funcionou às mil maravilhas.

A única música que foge das fronteiras do som rural brasileiro é Tudo é Possível, rock de Kiko Zambianchi lançado pelo autor em seu álbum Disco Novo (2001) e que aqui surge em um arranjo mais afeito ao universo do country. Aliás, o ponto alto do disco é exatamente esse: as canções surgem repaginadas com assinatura própria de Tuia, mas sem perderem suas espinhas dorsais.

Chalana, clássico de Mário Zan e Arlindo Pinto que muita gente conheceu nas versões de Sérgio Reis e Almir Sater, aparece aqui com jeitão folk rock.

Espanhola, megahit escrito por Guarabyra e Flávio Venturini, renasce como uma power ballad, enquanto Senhorita, do grande Zé Geraldo, virou um country rock encapetado. Flor, a outra composição de Tuia incluída neste CD, surge levemente diferente de gravações anteriores.

Completa o repertório a maravilhosa Começo Meio e Fim (Tavito, Ney Azambuja e Paulo Sérgio Valle), que fez sucesso nas gravações do próprio Tavito e do Roupa Nova. Nela, assim como nas outras, Tuia nos oferece suas interpretações apaixonadas, nas quais se entrega às canções sem medo de ser feliz, e por tabela consegue cativar seus inúmeros fãs pelo Brasil afora.

Versões de Vitrola Vol.1 é daqueles trabalhos de sofisticada simplicidade que transmite ao ouvinte paz, emoção e alegria, especialmente em tempos tão confusos e conturbados como os atuais. Que o nosso querido trovador possa continuar cumprindo seu ofício com essa categoria e sensibilidade por muitos e muitos anos. E que venha em breve o Volume 2 dessa parada aí!

Céu (lyric video)- Tuia e Elba Ramalho:

Elba Ramalho mostra novo álbum com shows no Sesc Pinheiros (SP)

elba ramalho-400x

Por Fabian Chacur

Em 1978, Elba Ramalho deu início à sua carreira fonográfica. Quatro décadas depois, firmou-se como uma das cantoras de maior sucesso do país, com público fiel e novos lançamentos que sempre atraem as atenções de público e crítica. O mais recente, O Ouro do Pó da Estrada, lançado pela gravadora Deck, é o mote para os shows que ela fará sexta (8) e sábado (9) às 21h e domingo (10) às 18h no Sesc Pinheiros- Teatro Paulo Autran (rua Paes Leme, nº 195- fone 0xx11-3095-9400), com ingressos de R$ 15,00 a R$ 50,00.

Para acompanhá-la, a intérprete paraibana terá a seu lado uma banda composta por Marcos Arcanjo (guitarra e violões), Elder Caldas (percussão), Rafael Nascimento (sanfona), Fernando Gaby (baixo), Tostão Queiroga (bateria), Yuri Queiroga (guitarra), José Durval Pereira (zabumba) e Alessandro Rocha (vocais).

Não faltarão faixas de O Ouro do Pó da Estrada no repertório. Deste, que é o 38ª título de sua extensa discografia, fazem parte canções inéditas e releituras, entre as quais Girassol da Caverna, Na Areia, Oxente e Se Não Tiver Amor. Como seria de se esperar, também teremos alguns dos maiores hits da trajetória dessa explosiva intérprete, que no palco sempre aproveita sua faceta atriz para envolver e eletrizar as plateias do Brasil e do mundo.

Veja o making of e ouça as faixas de O Ouro do Pó da Estrada:

Natura Musical divulga novos patrocínios

Por Fabian Chacur

Parece um vestibular de medicina ou outra dessas áreas concorridas no cenário educacional. Em 2013, 3.493 projetos foram inscritos em quatro editais, um nacional e outros regionais em Minas Gerais, Bahia e Pará. Após oito meses, o processo chegou ao fim esta semana, quando o Natura Musical divulgou, em evento realizado nesta terça-feira (26) em São Paulo, os 23 selecionados.

Esses programa de valorização da música brasileira criado pela empresa de cosméticos e produtos de higiene e beleza Natura permitirá a concretização durante 2014 de turnês, lançamento de DVDs, CDs e discos de vinil, projetos educacionais, livros e a preservação de acervos musicais. Os selecionados vão desde revelações das novas gerações, passam por astros consagrados e também enveredam por grandes nomes menos badalados do que deveriam.

Entre os artistas mais conhecidos, terão projetos patrocinados pelo Natura Musical em 2014 Elba Ramalho, Fernanda Takai, a banda Nação Zumbi e Gerônimo. Entre as revelações, destacam-se o grupo paulistano 5 a Seco, a banda instrumental mineira Dibigode e o cantor, compositor e músico paraense Felipe Cordeiro (foto). A parte de documentação tem como destaque um livro retrospectivo sobre o mítico e extinto teatro Lira Paulistana (SP) e o Acervo Batatinha, do seminal sambista baiano.

Desde o seu início, em 2005, o Natura Musical apoiou mais de 220 projetos. Em torno de R$ 76.5 milhões foram investidos nesses oito anos de atuação, sendo que 45% desse valor foi obtido com recursos incentivados por leis federais e estaduais e 55% com recursos próprios. Concorreram a esse apoio mais de 12 mil projetos, prova de que iniciativas como a da Natura ajudam a preencher o espaço deixado pelas inúmeras gravadoras, editoras e produtoras que fecharam as portas na última década.

Saiba tudo sobre os projetos que serão patrocinados pelo Natura Musical em 2014 em www.naturamusical.com.br

Ouça Ela é Tarja Preta, com Felipe Cordeiro:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑