Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: grupo de rock

Banda Zona Proibida retorna após 25 anos com Pane Cega

zona-proibida-pane-cega-capa

Por Fabian Chacur

Em 1991, saiu Corrida Noturna, primeiro álbum (EP) da banda paulistana Zona Proibida. Mesmo lançado em um momento no qual as portas estavam fechadas para o rock brazuca, o grupo conseguiu agitar bastante, com shows nos principais espaços para a música independente de São Paulo e também diversas aparições na TV. Coisa de guerrilheiros, mesmo.

Ainda eram os tempos heroicos do vinil, embora o CD já tivesse dado as caras por aqui. A Zona Proibida tocou em locais hoje históricos, como Woodstock Bar, Madame Satã, Café Pedaço, Espaço Retrô, Victoria Pub, Enigma, Blue Note Jazz Bar e nas casas de cultura de São Paulo. Também estiveram em programas como Antes (MTV), Zaap (apresentado por um ainda adolescente Rodrigo Faro), Dia a Dia (c/ Aimar Labaki), Clip Trip (com Beto Rivera) e por aí vai.

Infelizmente, as dificuldades levaram o time a sair de cena. Agora, 25 longos anos depois, ei-los de volta. São eles Miguel “Krafor” Barone (vocal e pandeiro), Marco Grecco (guitarra e vocais), Luis Bonelli (bateria) e Junior Fernandes (baixo). Acabam de lançar um novo EP, Pane Cega, mais uma vez com uma capa matadora com foto de Gal Oppido. E aí, fica a questão: como estão agora os “zoneados”?

Uma boa imagem para definir esse retorno: é como se eles tivessem ido fazer uma viagem de disco voador, ou no DeLorean de Marty McFly, e retornado agora, de sopetão, em pleno 2016. Nada mudou. Os caras continuam com a mesma sonoridade, influenciada de forma positiva por rock básico, hard rock, blues, folk e até jazz, com toques de Barão Vermelho, Cazuza, Deep Purple e por aí vai. Letras simples e bem sacadas, instrumental conciso e energético…

Ao contrário do que poderia parecer em uma primeira análise, essa manutenção de sonoridade só pode ser elogiada. Sinal de que existe aí uma profissão de fé em um rumo, que continua sendo válido e, mais importante, continua sendo feito pelos rapazes com a mesma determinação de sempre. Só que, agora, com mais experiência, mais maturidade, mais malandragem, no melhor sentido da palavra. Os atalhos são encontrados com mais tranquilidade.

Pane Cega traz sete faixas que não reinventam a pólvora nem pretendem revolucionar o cenário musical, mas que certamente injetam doses maciças do velho e bom rock and roll na veia de quem o ouvir. A voz de Krafor continua ótima, e seus colegas de time não complicam a parada. O country pop em Areia Movediça, o quase pop da deliciosa Pra Ser Feliz e Um Abraço (muito radiofônica), o rockão de O Universo é o Saber/Pane Cega e a boa releitura de A Chuva Está Caindo (que já havia aparecido no primeiro EP) são destaques.

Só para variar, a Zona Proibida surge em uma cena difícil. Quem sabe, até mais difícil do que naqueles complicados anos 1990. Os locais abertos a bandas com repertório próprio rareiam, as rádios não tocam material desse tipo, a mídia está fechada… Mas existe a internet, os podcasts independentes, os pequenos festivais. Fica a torcida para que, desta vez, Krefor e seus asseclas possam atingir o público que merecem.

Veja vídeos da Zona Proibida:

Corrida Noturna (ao vivo em 1991)- Zona Proibida:

Move Over mostra a sua nova cara com Elemento Surpresa

move over banda 1-400x

Por Fabian Chacur

Quando completava 11 anos de estrada, o grupo oriundo de Ribeirão Preto (SP) Move Over teve a chance de se mostrar para o Brasil todo através do reality show musical Superstar, da Globo. Aproximadamente um ano após essa experiência, a banda volta à tona com nova formação e o primeiro CD por uma gravadora multinacional (Universal Music), Elemento Surpresa.

Adriane Santana (vocal) e Leandro Tenório (bateria) partiram para uma mudança na escalação do grupo, batizado a partir de uma canção clássica de Janis Joplin incluída no álbum Pearl (1971), devido a uma mudança de cidade. “Adoramos Ribeirão Preto, mas também gostamos muito de São Paulo, e quando resolvemos nos mudar para cá, os outros integrantes não toparam”, relembra Adriane.

Aí, entraram em cena a baixista Fernanda Horvat e o guitarrista Alex Zambrana, que entraram no time em janeiro deste ano. “Foi legal a forma como nos conhecemos, pois o Alex e a Fernanda se entrosaram rapidamente conosco. Somos muito emocionais, buscamos amigos além de músicos, e isso ocorreu nesse caso”, diz Adriane. “Esses seis meses juntos parecem muito mais. Eles tem bagagem, estudaram, dedicaram-se à música, entraram com força total”, elogia Leandro.

Elemento Surpresa conta com a produção do experiente Brendan Duffey, conhecido por seus trabalhos com bandas como Angra, Dr.Sin, RPM e Malta. “O Brendan sabe tocar, tem uma grande bagagem musical e cultural, é da Califórnia, e conseguiu tirar as sonoridades que desejávamos, além de curtir muita coisa pop, não se limita a ouvir heavy metal, é bem versátil e muito bem informado”.

Através de Duffey, conheceram as músicas do compositor americano Eric Silver, que já trabalhou com Shania Twain, Dixie Chicks e NX Zero, entre outros. “Compusemos novas letras para cinco músicas feitas por ele que já tinham letras em inglês, mas sem fazer versões. Foi amor à primeira vista, e queremos compor junto com ele no futuro”, revelam.

Para o casal Adriane-Leandro, a música do Move Over mistura influências distintas buscando uma sonoridade própria e original. “Cantei muita MPB, e sempre tive uma veia pop para compor, além de integrar bandas de heavy metal, e essas coisas se juntaram no nosso trabalho com o Move Over de forma natural”, dizem. “É power rock pop, power por ter guitarra e bateria na cara, rock pela atitude e pop porque nos permite fazer o que queremos sem perder a liberdade”, definem.

Com o novo CD já disponível no mercado discográfico nos formatos físico e digital, o Move Over dá os primeiros passos para uma turnê mostrando as novas músicas para o público nacional que os viu serem semifinalistas do Superstar. “Queremos ganhar os fãs nos shows, sermos ainda melhores do que no CD, e sabemos que o público do rock é muito exigente”, diz Leandro.

Pra Te Entregar (ao vivo)- Move Over:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑