Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: homenagem (page 1 of 2)

Oswaldo Gusmão/Nina Wirtti celebram Jacob do Bandolim

oswaldo gusmao nina winni-400x

Por Fabian Chacur

Uma das grandes efemérides ligadas ao mundo da música brasileira deste ano é a celebração do centenário de Jacob do Bandolim (1918-1969). Grande músico e um compositor inspirado, ele ajudou o chorinho e a música instrumental brasileira a seguirem sua belíssima história com muita categoria e brilhantismo. Como forma de celebrar essa data histórica, o compositor e musico Oswaldo Gusmão realizou uma verdadeira façanha, colocando letra na célebre O Voo da Mosca, de Jacob.

Tudo começou quando o amigo violonista Luis Filipe Lima sugeriu a Gusmão o desafio de “letrar” essa valsa instrumental, cuja melodia se mostrava bastante difícil de comportar palavras em uma sequência que fosse coerente e seguisse a inspiração sugerida por seu título. Pois o artista não só topou o desafio como conseguiu um resultado dos melhores. A gravação, já disponível nas plataformas de streaming e em videoclipe, conta com ele nos vocais e violão e com a participação certeira da cantora gaúcha radicada no Rio Nina Wirtti.

Oswaldo Gusmão estreou no mundo discográfico em 1998 com o álbum Olha Zé, produzido por Pedro Luis (do grupo Pedro Luis e a Parede) e vencedor do Prêmio Sharp na categoria Melhor Álbum de Samba. Desde então, ele nos proporcionou os CDs As Árvores (2005), Serenata (2007) e Sambas de Amor e Humor (2016), este último uma coletânea.

Por sua vez, Nina Wirtti estreou em disco com Joana de Tal… (2012), tendo lançado em 2017 o álbum Chão de Caminho- Voz e Bandolim, uma parceria com o músico Luis Barcelos.

O repertório de Jacob do Bandolim possui inúmeros outros clássicos além de O Voo da Mosca, entre os quais os mais badalados são Doce de Coco, Noites Cariocas, Vibrações e Receita de Samba. Ele também criou no início dos anos 1960 o grupo Época de Ouro, dedicado ao chorinho e um dos melhores nesse nobre segmento da nossa música.

O Voo da Mosca– Oswaldo Gusmão e Nina Wirtii:

Homenagem às mulheres nas serestas de sexta em Sampa

trovadores urbanos foto-400x

Por Fabian Chacur

Dia das Mulheres é todo dia, diriam os mais sensatos. Pois o grupo Trovadores Urbanos concorda com esse pensamento. Ao invés de apenas uma data, o grupo musical que está na ativa há 26 anos promoverá cinco em belas homenagens ao sexo nada frágil. Uma já foi, mas as outras quatro serão realizadas nas próximas sextas-feiras de março, respectivamente dias 10 (próxima 6ª), 17, 24 e 31, sempre a partir das 20h e com entrada gratuita. O local é a Casa dos Trovadores (rua Ainberê, nº 651- Perdizes- fone 0xx11-2595-0100- São Paulo-SP).

Com decoração festiva e que inclui um grande painel contendo imagens de mulheres cantoras e compositoras do maior calibre, o repertório das apresentações privilegiará grandes clássicos da nossa música popular, com direito a canções românticas, sambas e marchinhas de carnaval. Os shows fazem parte da programação Serestas de Sexta, realizada há cinco anos no local sempre com presença calorosa do público.

Em seus 26 anos de atividade, os Trovadores Urbanos se consolidaram como um consistente projeto de divulgação musical, que engloba desde serestas encomendadas pelas pessoas até diversos shows especiais, além do lançamento de oito CDs e dois DVDs. Entre as atividades geradas pelo grupo, destaca-se uma de alcance social, o Instituto Trovadores Urbanos, criado em 2010 e que atende cerca de 150 crianças, ensinando música e teatro em Cajamar e Cidade Ademar.

Vídeo com cenas das Serestas de Sextas:

Danilo Caymmi lança logo um álbum celebrando Tom Jobim

danilo caymmi canta tom jobim-400x

Por Fabian Chacur

A data já está definida, e não poderia ser mais simbólica. Sairá no dia 25 de janeiro, quando Tom Jobim faria 90 anos de idade, o álbum Danilo Caymmi Canta Tom Jobim, com distribuição a cargo da Universal Music. O álbum investe no riquíssimo repertório do Maestro Soberano, de cuja Banda Nova Danilo fez parte durante alguns anos.

Em suas entrevistas, Danilo, que é filho de Dorival Caymmi e irmão de Nana e Dori, além de pai de Alice (eita família musical essa aí!), sempre ressalta a importância de Tom em sua autodescoberta como cantor. Ele foi convidado para integrar a Banda Nova em 1983. Durante um ensaio, o autor de A Felicidade pediu para que o rapaz interpretasse duas músicas. Pronto. O até então apenas músico resolveu também se dedicar ao canto, e com muito sucesso.

Com uma voz deliciosa, de timbre grave e sempre bem colocada, Danilo Caymmi se tornou presença constante em shows e gravações de alta qualidade no Brasil e exterior. Ele aproveitará o dia 25 de janeiro para atender a imprensa, no intuito de divulgar este novo álbum, que pela qualidade de autor e intérprete tem tudo para se tornar clássico.

A Felicidade (ao vivo)- Tom Jobim e Banda Nova:

Dois músicos da banda Epica e as suas camisas do Palmeiras

epica-banda-de-rock-400x

Por Fabian Chacur

Uma frase que está se consolidando nos últimos anos é a seguinte: Palmeiras e heavy metal, tudo a ver. Afinal de contas, está virando praxes integrantes de bandas desse popular segmento do rock serem premiados com camisas do consagrado time de futebol brasileiro. Depois de Iron Maiden, Faith No More, Dream Theater, Anthrax e At The Gates, agora é a vez de dois músicos da banda holandesa Epica serem premiados dessa forma.

Em ação promovida pelo departamento de marketing do clube paulistano, o guitarrista Mark Jansen e a vocalista Simone Simons receberam no hotel onde estavam hospedados, em São Paulo, camisas oficiais personalizadas do Verdão. Eles estavam na cidade para participar no último sábado (15), como headliners, do festival Epic Metal Fest, ao lado de bandas como o Paradise Lost, e adoraram o mimo.

“O Palmeiras é um clube de tradição mundial, é sempre lembrado pelas suas conquistas. Lembro que recentemente venceram um amistoso importante contra o Ajax aqui em São Paulo e liderar um campeonato tão difícil como o Brasileiro é um mérito a ser honrado”, declarou Jansen, além de dizer que atualmente mora na Itália, e que ficou sabendo das origens do clube na colônia italiana no Brasil. O Epica desenvolve desde 2002 um som calcado no rock sinfônico.

Veja a dupla recebendo as camisas em vídeo da TV Palmeiras aqui.

Edge Of The Blade (clipe)- Epica:

Márcio Gomes faz show e vai receber homenagem no Rio

marcio gomes foto larissa lax 2-400x

Por Fabian Chacur

Há dois anos, Márcio Gomes deu início ao projeto Eternas Canções. Mal sabia o sucesso que iria conseguir, interpretando grandes clássicos da música da chamada Era do Rádio. Com seu vozeirão, ele cativou um público fiel. Nesta quarta (6) às 16h, o cantor vai ser homenageado com uma placa que será entregue por Marcelo Calero, secretário municipal da Cultura da cidade do Rio de Janeiro. O evento ocorre durante show no Rio no Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meyes- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos a R$ 20,00 e R$ 40,00.

Eternas Canções já rendeu um CD homônimo. Produzido pelo talentoso Thiago Marques Luiz, o repertório vai de Luiz Vieira a Charles Chaplin, investindo em boleros, tangos, canções italianas, portuguesas e standards americanos. Ângela Maria participa do álbum, cantando com Gomes Ave Maria No Morro e Adeus Querido.

Trazendo de volta a tradição da voz potente que predominava na música brasileira até a década de 1950, Márcio Gomes já gravou com Ângela Maria, Cauby Peixoto e Bibi Ferreira, e investe em repertório repleto de boleros, tangos, canções italianas, portuguesas e standards da música norte-americana, sempre com canções marcantes.

O show ocorre com a interação do público, que escolhe três cantores e três cantoras da Era do Rádio, sendo que Márcio interpreta os sucessos mais significativos de cada um deles. As apresentações ocorrem uma vez por mês, e tem sido realizadas sem interrupção nos últimos dois anos, atraindo um público que disputa com avidez os ingressos.

Márcio Gomes e Angela Maria ao vivo:

Show homenageia Belchior no palco do Sesc Pinheiros em SP

belchior-400x

Por Fabian Chacur

Para infelicidade geral dos fãs da melhor música brasileira, Belchior sumiu das manchetes referentes a esse tema e mergulhou de cabeça nas páginas policiais, de uns sete anos para cá. Já que ele não nos proporciona a chance de vê-lo interpretar seus clássicos ao vivo, um paliativo rola no próximo dia 25 de fevereiro às 21h no Sesc Pinheiros (rua Paes Leme, nº 195- Pinheiros – fone 0xx11-3095-9400), com ingressos a R$30,00 e R$ 15,00 (meia). Trata-se do show coletivo Velha Roupa Colorida, homenagem ao genial artista cearense.

Concebido pelo músico Teago Oliveira, da banda baiana Maglore, e com direção a cargo do experiente músico Xuxa Levy, o show traz como vocalistas o próprio Teago (que se incumbirá guitarra e violão), Hélio Flanders (do grupo Vanguart), Dani Black e Pélico. A banda de apoio inclui Xuxa Levy (teclados), Davi Gomes (bateria), Dudinha Lima (baixo), Regis Damasceno (guitarra e violão), Denílson Martins (sax e flauta) e Will Bone (trombone, trompete, synths etc).

O mote do espetáculo é o aniversário de 40 anos do lançamento de Alucinação, o melhor e mais bem-sucedido álbum em termos comerciais do cantor, compositor e músico cearense, que de quebra ainda fará 70 anos no próximo dia 26 de outubro. O repertório contém maravilhas do porte de Medo de Avião, Apenas Um Rapaz Latino-Americano, Divina Comédia Humana, A Palo Seco e Como Nossos Pais, entre outras. E fica a torcida para que, em breve, possamos novamente ouvir essas e outras na voz de seu próprio criador.

Alucinação- Belchior (CD em streaming):

Converse faz um belo vídeo e homenageia o genial Cazuza

cazuza-400x

Por Fabian Chacur

Cazuza (1958-1990), um dos grandes ícones da história do rock brasileiro, será homenageado na nova campanha da Converse no Brasil. Como parte da ação Made By You, o vídeo tem como título Passos da Vida, e incentiva as pessoas a não desistirem de seus sonhos e lutarem por eles. No final, temos a música O Tempo Não Para, um dos grandes clássicos do rocker carioca.

Entre vários jovens usando o célebre modelo Chuck Taylor All Star, provavelmente a marca mais popular e conhecida de tênis do mundo, uma mensagem positiva incentiva as pessoas a seguir adiante. No fim, aparecem imagens de Cazuza, e a frase: “Cazuza viveu como o último dia. Até o último dia”, ao som de O Tempo Não Para. Ficou de arrepiar.

O bacana é que o ex-vocalista do Barão Vermelho e dono de uma obra como artista solo impecável foi ele também um fã do velho e bom All Star, tanto que um dos itens conservados no acervo da fundação que cuida do acervo de Cazuza é um tênis desse modelo de cano alto da cor branca. Ou seja, homenagem do produto certo para o cara certo.

Converse Made By Cazuza- homenagem da Converse ao roqueiro:

Martinho da Vila vai receber uma homenagem em evento

martinho-da-vila-400x

Por Fabian Chacur

Martinho da Vila, um dos grandes mestres da música brasileira, receberá uma merecida homenagem em breve, segundo nota publicada na edição desta terça-feira (18) do jornal Folha de S.Paulo. O tributo ocorrerá na edição 2015 da Flink Sampa, festa dedicada a literatura e cultura afro prevista para ocorrer de 13 a 15 de novembro em São Paulo, no Memorial da América Latina, com entrada gratuita.

Com 77 anos de idade, mais de 50 de carreira e mais na ativa do que nunca, Martinho da Vila tem uma trajetória simplesmente irretocável. Ajudou a consolidar o samba no Brasil como gênero musical popular e de alta qualidade artística, aumentando o nível técnico das gravações do gênero e oferecendo ao público um repertório repleto de clássicos.

Fácil citar boas músicas desse cantor, compositor e músico nascido em Duas Barras (RJ) em 12 de fevereiro de 1938. Segure Tudo, Disritmia, Batuque na Cozinha, Canta Canta Minha Gente, Mulheres e Aquarela Brasileira são apenas algumas das canções marcantes que fizeram sucesso em suas gravações. Seus mais recentes trabalhos são os retrospectivos e luxuosos Sambabook (2013) e Enredo (2014).

Vale lembrar que além de cantor e compositor, Martinho também é autor de 13 livros, além de ter escrito artigos em jornais. A Flink Sampa será realizada pelo terceiro ano consecutivo, e ocupará 12 espaços do Memorial da América Latina, com direito a debates literários, lançamentos de livros, espetáculos de teatro e de dança, exibição de filmes e a entrega,(na Sala São Paulo), do 13º Troféu Raça Negra.

Segure Tudo– Martinho da Vila:

Seleção de Partido Alto– Martinho da Vila:

Você Não passa de uma mulher– Martinho da Vila:

Aquarela Brasileira– Martinho da Vila:

Quem nos deixou na música em 2012

Por Fabian Chacur

Lá pelos idos de junho deste ano, comentei com um colega jornalista sobre o impressionante número de nomes importantes do meio musical que nos deixaram até ali, em 2012. Ele me deu a burocrática e entediante resposta “todo ano morre gente”. Infelizmente, não como neste triste 2012.

Ao fazer um balanço das perdas que tivemos durante esses 12 meses, chego à conclusão de que poucos anos tiveram ou terão uma lista tão extensa de perdas significativas nos quesitos cantores, cantoras, músicos, compositores e demais envolvidos com o maravilhoso mundo da música, que tanta energia positiva nos oferece.

Como forma de apresentar provas dessa minha avaliação, relacionei os links de matérias publicadas por Mondo Pop durante 2012 noticiando essas perdas. Vocês verão, são mais de 30 nomes. E faltam outros que, por vacilada minha ou coisa do gênero, acabaram sem registros aqui. Mea culpa, mea maxima culpa. As homenagens são para eles, também.

Coloquei também links com notas sobre os fechamentos da casa de shows Citibank Hall (o antigo Palace) e o Jornal da Tarde pelo fato de ambos terem importante ligação com a música, um por ter abrigado inúmeros shows históricos e o outro por ser um órgão de imprensa que sempre deu grandes e importantes espaços à cultura.

Não escolhi por acaso ilustrar esse post com a foto da cantora Donna Summer, uma dessas lamentáveis perdas (ocorrida no dia 17 de maio). Se estivesse viva, a eterna Rainha da Disco Music completaria 64 anos nesta segunda-feira (31/12).

Eles nos deixaram, mas suas obras permanecem por aí, para aplacar nossa saudade e também para serem descobertas pelas novas gerações. Todos inesquecíveis! Que em 2013 a gente possa falar mais de vida do que de morte por aqui. E desejo a todos um Ano Novo maravilhoso, com direito a muita saúde, paz, alegria, realizações e muita música de qualidade!

http://www.mondopop.net/2012/01/morre-etta-james-genial-cantora-de-soul-music/

http://www.mondopop.net/2012/01/citibank-hall-antigo-palace-fechara-em-marco/

http://www.mondopop.net/2012/01/morre-coautor-de-sunshine-on-my-shoulders-sucesso-de-john-denver-nos-anos-197080/

http://www.mondopop.net/2012/02/morre-don-cornelius-do-programa-soul-train/

http://www.mondopop.net/2012/02/wando-se-vai-nesse-triste-8-de-fevereiro/

http://www.mondopop.net/2012/02/morre-a-diva-popsoul-whitney-houston/

http://www.mondopop.net/2012/02/whitney-houston-cantou-no-brasil-em-1994/

http://www.mondopop.net/2012/02/saiba-qual-o-melhor-cd-de-whitney-houston/

http://www.mondopop.net/2012/02/morre-davy-jones-do-grupo-the-monkees/

http://www.mondopop.net/2012/03/whitney-houston-tem-3-cds-entre-os-10-mais/

http://www.mondopop.net/2012/03/morre-jimmy-ellis-a-voz-de-disco-inferno/

http://www.mondopop.net/2012/03/morre-michael-hossack-dos-doobie-brothers/

http://www.mondopop.net/2012/04/morre-dick-clark-do-american-bandstand/

http://www.mondopop.net/2012/04/morre-greg-ham-saxofonista-do-men-at-work/

http://www.mondopop.net/2012/04/adeus-levon-helm-ex-the-band-va-em-paz/

http://www.mondopop.net/2012/05/adam-yauch-dos-beastie-boys-morre-nos-eua/

http://www.mondopop.net/2012/05/morre-fotografo-de-tapestry-de-carole-king/

http://www.mondopop.net/2012/05/morre-chuck-brown-mestre-da-funk-music/

http://www.mondopop.net/2012/05/morre-donna-summer-a-rainha-da-disco-music/

http://www.mondopop.net/2012/05/robin-gibb-nos-deixa-aos-62-anos/

http://www.mondopop.net/2012/06/morre-bob-welch-ex-fleetwood-mac/

http://www.mondopop.net/2012/07/morre-ivone-kassu-assessora-de-imprensa-no1/

http://www.mondopop.net/2012/07/morre-jose-roberto-bertrami-do-azymuth/

http://www.mondopop.net/2012/07/morre-jon-lord-ex-deep-purple/

http://www.mondopop.net/2012/07/morre-bob-babbit-um-dos-funk-brothers/

http://www.mondopop.net/2012/07/morre-o-otimo-cantor-marcos-roberto/

http://www.mondopop.net/2012/07/morre-larry-hoppen-do-grupo-orleans/

http://www.mondopop.net/2012/08/morre-magro-waghabi-do-grupo-mpb-4/

http://www.mondopop.net/2012/08/chorinhos-em-desfile-agora-no-ceu-altamiro/
http://www.mondopop.net/2012/08/morre-scott-mckenzie-do-hit-san-francisco/

http://www.mondopop.net/2012/09/morre-o-genial-letrista-pop-hal-david/

http://www.mondopop.net/2012/09/morre-roberto-silva-um-estilista-do-samba/

http://www.mondopop.net/2012/09/the-killers-homenageiam-andy-williams/

http://www.mondopop.net/2012/09/eu-e-a-gracinha-da-saudosa-hebe-camargo/

http://www.mondopop.net/2012/10/jornal-da-tarde-e-a-camisa-10-do-zeca-jagger/

http://www.mondopop.net/2012/12/morre-o-genial-jazzista-dave-brubeck/

http://www.mondopop.net/2012/12/ravi-shankar-foi-o-guru-de-george-harrison/

http://www.mondopop.net/2012/12/morre-lee-dorman-do-grupo-iron-butterfly/

Unforgettable, com Nat King Cole e Natalie Cole:

Chuck Berry será homenageado em outubro

Por Fabian Chacur

Chuck Berry, um dos pioneiros do rock and roll, receberá uma nova e merecida homenagem em outubro. O evento, organizado pelo Rock And Roll Hall Of Fame, irá durar de 22 a 27 daquele mês, sendo encerrado com um show tributo do qual participarão grandes nomes do rock que serão divulgados futuramente.

O cantor, compositor e guitarrista americano, que completará 86 anos no dia 18 de outubro, continua mais na ativa do que nunca, para felicidade de seus inúmeros fãs e discípulos mundo afora. A cidade de Cleveland será o local do evento.

A homenagem fará parte da American Master Series, evento criado pelo Rock And Roll Hall Of Fame que já prestou reverências a nomes do porte de Aretha Franklin, Janis Joplin e Woody Guthrie. Berry entrou para o Hall em 1986.

Em entrevista ao site americano da revista Billboard, o presidente da entidade, Terry Stewart, afirmou que “Chuck Berry criou a linguagem do rock and roll”.

Com mais de 60 anos de estrada, Chuck Berry é o autor e intérprete de clássicos do naipe de Rock And Roll Music, Roll Over Beethoven, Johnny B Goode, Carol, Sweet Little Sixteen e dezenas de outros, nos quais criou um estilo bem-humorado de letras, riffs inconfundíveis de guitarra e melodias bacanas e contagiantes.

Entre seus incontáveis discípulos e seguidores está Keith Richards, que em 1986 capitaneou a banda que acompanhou Chuck Berry no documentário Hail Hail Rock ‘N’ Roll.

Ouça Carol, com Chuck Berry, Keith Richards e banda:

Older posts

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑