Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: jota quest

Jota Quest e Nile Rodgers vão tocar juntos em Nova York

jota quest-400x

Por Fabian Chacur

A parceria entre o Jota Quest e Nile Rodgers teve início em 2013, quando o genial guitarrista, compositor, produtor e líder do seminal grupo Chic participou do álbum Funky Funky Boom Boom, da banda mineira, na faixa Mandou Bem, além de ter uma de suas composições, Waiting For You, gravada por eles. A colaboração prosseguiu em 2015 no álbum Pancadélico, com o astro americano marcando presença em Blecaute. Agora, chegou a hora de eles dividirem um palco juntos pela primeira vez.

O encontro vai ocorrer neste domingo (4/9) em Nova York no Brasilian Day 2016, evento anual realizado naquela cidade americana em que consagrados artistas brasileiros se apresentam ao vivo. Rogério Flausino e seus colegas estão escalados para o show, e Nile Rodgers será o seu convidado especial, mostrando sua maestria, seus belos links de guitarra e sua incrível capacidade rítmica. Um belo prêmio para os fãs da banda que moram em Manhattan e arredores.

Quem está em outros lugares, no entanto, poderá ver o show, que será transmitido ao vivo pelo canal a cabo Multishow e também pelo portal G Show. A Globo Internacional também exibirá a gig para mais de 160 países. Além da parceria com o autor de hits como Le Freak, Good Times, Everybody Dance e tantos outros, o Jota Quest dará uma geral em seus maiores sucessos, com aquela levada para cima e descomplicada.

Blecaute– Jota Quest, Nile Rodgers e Anitta:

Mandou Bem– Jota Quest e Nile Rodgers:

Waiting For You– Jota Quest:

Maíra Labanca cria pop rock e agrada com som ensolarado

Labanca - Credito da foto Eduardo Bravin-400x

Por Fabian Chacur

Fazer o simples em qualquer área do conhecimento humano é sempre tão ou mais difícil do que realizar algo complicado e cheio de mistérios. No cenário da música pop, então, trata-se de algo para poucos. Em seu CD de estreia, a jovem cantora e compositora mineira Maíra Labanca se sai bem nessa tarefa. Labanca é um álbum simples e muito bom de se ouvir.

Na estrada desde 2010, apresentando-se em casas de shows em Belo Horizonte, Maíra valeu-se de influências diversas para criar composições próprias. As letras são sempre diretas, mas sem cair na banalidade, usando de bom humor, ironia e inteligência para falar de amores, paixões e inseguranças do dia-a-dia, com resultado acima da média do pop-rock brasileiro atual.

A voz da jovem intérprete é doce e bastante bem utilizada, caprichando no aproveitamento das boas melodias que escolheu para gravar. O repertório traz músicas de sua autoria com vários parceiros e também de outros autores, sempre apostando em uma mistura de rock, folk, country e puro pop, variando sempre e sem cair na repetição.

A produção, a cargo de Cris Simões e de P Jota, este último também conhecido como baixista do Jota Quest, é econômica e repleta de bom senso. Uma das boas sacadas fica por conta da utilização de instrumentos como trombone, lap steel e banjo em momentos estratégicos das faixas, dando ao som da moça um tempero original e diferenciado no cenário pop brazuca.

Labanca (o CD) traz canções boas de se ouvir e com forte apelo radiofônico, entre as quais Vai Vai, Bobeou, Tempo Curto (divulgada por um videoclipe enxuto e bem sacado), Medo e Amor Não Tem Hora. Esta última é uma parceria de Nelson Motta, Rogério Flausino (vocalista do Jota Quest) e P Jota, e soa como clássico instantâneo.

A estreia em disco de Maíra Labanca soa ao mesmo tempo simples, sofisticada e com alma puramente pop, com um clima ensolarado que costuma permear o melhor da produção desse estilo musical de vocação popular. Uma prova de que, sim, dá para se fazer um trabalho acessível ao ouvido médio do público sem cair em repetições, apelações ou fórmulas desgastadas.

Tempo Curto– Maira Labanca:

Nile Rodgers, do Chic, grava com o Jota Quest

Por Fabian Chacur

O Jota Quest contará com uma participação mais do que especial em seu novo álbum, ainda sem título ou data de lançamento definidos. O nome, confirmado pelo baixista da banda, PJ, é o de ninguém menos do que o norte-americano Nile Rodgers. Sim, ele mesmo, guitarrista, compositor e líder do Chic, uma das bandas mais importantes e bem-sucedidas da história da música pop.

Segundo PJ, Rodgers conheceu a banda há dois anos, e o convite para participar do álbum rolou posteriormente, feita pelo próprio baixista e aceito rapidamente. O astro americano marca presença em duas faixas do futuro lançamento do quinteto mineiro, e já gera boas expectativas em torno desse novo trabalho de Rogério Flausino e sua turma.

“No começo da carreira (do Jota Quest) sempre fazíamos versões do Chic, uma grande influência pra gente. A participação do Nile é legítima e um sonho de muito tempo que estamos concretizando”, comemora PJ. Sempre aberto a participações em trabalhos alheios, Rodgers tocou de forma marcante na faixa Get Lucky, novo hit do grupo eletrônico Daft Punk.

Com mais de 40 anos de carreira, Nile Rodgers estourou como líder do Chic, grupo que surgiu na metade dos anos 70 e emplacou clássicos da disco music como Good Times, Dance Dance Dance, Everybody Dance, Le Freak, My Forbidden Lover e inúmeros outros, nos quais contava com os hoje saudosos colegas Bernard Edwards (baixo) e Tony Thompson (bateria). Ele também produziu trabalhos de David Bowie, Madonna e inúmeros outros.

Ouça My Forbidden Lover, com o Chic:

Jota Quest inicia Mix Ao Vivo-Álbuns Clássicos

Por Fabian Chacur

Mix Ao Vivo- Álbuns Clássicos foi um dos projetos mais bacanas de 2012 no cenário musical brasileiro. Nele, bandas como Titãs, RPM e Ultraje a Rigor tocaram na íntegra seus álbuns mais famosos, além de falar sobre eles. E a dobradinha Mix FM e Mix TV irá estrear a segunda temporada dessa atração com um trabalho do Jota Quest.

O grupo mineiro será a atração no dia 30 de abril a partir das 21h de gravação no Teatro Mix, que fica na rua Vergueiro, quase em frente ao Centro Cultural São Paulo. Eles irão tocar, na íntegra, as faixas de De Volta ao Planeta, seu segundo álbum, lançado em abril de 1998 e responsável por alavancar o quinteto rumo ao estrelato.

Com mais de um milhão de cópias vendidas, o CD elevou Rogério Flausino e seus colegas rumo ao estrelato no cenário do rock brasileiro, graças a músicas como De Volta ao Planeta, Fácil, Sempre Assim e a releitura de Tão Bem, de Lulu Santos. Sua mistura descomplicada de rock, black music e pop conquistou o país, com direito à produção dos experientes Dudu Marote (que revelou o Jota Quest) e Marcelo Sussekind.

A programação de Mix Ao Vivo-Álbuns Clássicos em sua nova temporada deverá incluir álbuns do Capital Inicial, Pitty, Planet Hemp e Cidade Negra. O episódio com o Jota Quest será exibido no dia 21/5 na Mix Fm e dia 22/5 na Mix TV. Os ingressos podem ser ganhos por aqueles que participarem das promoções das duas emissoras. Mais informações em www.mixtv.com.br .

Ouça De Volta ao Planeta, com o Jota Quest:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑