Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: luiz melodia

Luiz Melodia tem LP clássico e genial reeditado em vinil 180g

luiz melodia maravilhas contemporaneas capa-400x

Por Fabian Chacur

Mais um item bem bacana é adicionado ao catálogo da série Clássicos em Vinil, editada pela Polysom. Trata-se de Maravilhas Contemporâneas, do completamente genial cantor, compositor e músico carioca Luiz Melodia, que infelizmente saiu de cena em 2017 aos 66 anos, deixando como inestimável legado trabalhos desse altíssimo gabarito.

Maravilhas Contemporâneas saiu originalmente em 1976, lançado pela gravadora Som Livre. Trata-se do segundo álbum de Melodia, e certamente aquele que o encaminhou rumo ao estrelato. A faixa que impulsionou a divulgação e a vendagem desse trabalho é a seminal Juventude Transviada, parte integrante da trilha sonora da novela global Pecado Capital e tocada com destaque naquela atração televisiva.

Outra faixa de bastante destaque é Congênito, daquelas que nunca saía do repertório de seus shows, com ritmo gostoso e letra filosófica e profunda, além de direta. O álbum, com 11 faixas, também inclui pérolas do porte de Baby Rose, Memórias Modestas, Paquistão e Quando o Carnaval Chegou, todas com aquela mistura de rock, soul, samba, jazz, reggae e o que mais pintasse de bom. Genialidade em estado puro.

Maravilhas Contemporâneas- ouça o álbum em streaming:

O DVD/CD póstumo do genial Luiz Melodia sairá em maio

luiz melodia-400x

Por Fabian Chacur

Luiz Melodia nos deixou em um triste 4 de agosto de 2017. Ele não teve tempo de ver concretizado um último projeto, que deverá chegar ao mercado musical físico e virtual em maio. Trata-se de Zerima ao Vivo, CD e DVD (também com versão digital) que será lançado pela Universal Music. Uma amostra desse trabalho já está disponível nas principais plataformas digitais, a deliciosa inédita Felicidade Agora.

A nova canção, romântica e swingada, é uma excelente composição do saudoso artista em parceria com Ricardo Augusto e Paulinho Andrade. Nela, a voz de Melodia se mostra mais envolvente do que nunca, com um arranjo atemporal que deveria tocar em todas as rádios possíveis e imagináveis, ao menos aquelas nas quais os quesitos qualidade artística e musical falassem mais alto.

O novo trabalho de Luiz Melodia foi gravado ao vivo em show realizado no dia 29 de junho de 2016 no Teatro da UFF, em Niterói (RJ). A direção ficou a cargo do experiente Jodele Larcher, especialista no comando de shows musicais, e mescla hits e releituras de composições alheias com músicas de seu último CD de estúdio, Zerima (2015). Entre outras, temos Dores de Amores, Zerima, Congênito, Maracangalha (dueto com seu filho, Mahal Reis), Ébano, Magrelinha, Estádio Holly Estácio e Parei Olhei.

Felicidade Agora– Luiz Melodia:

Aiace lança um clipe do dueto com o grande Luiz Melodia

Aiace - Credito Daniele Rodrigues 2-400x

Por Fabian Chacur

A cantora baiana Aiace acaba de lançar um videoclipe no qual interpreta a música Samba é Sacerdócio, parceria do seu pai, Gileno Felix, com o produtor e músico Paulo Mutti. O registro foi feito em estúdio e é histórico, pois mostra a participação especial do grande Luiz Melodia, provavelmente uma de suas últimas gravações. O samba com elementos afro ficou delicioso, e mostra uma bela química entre os dois cantores.

Aiace conheceu Melodia em um sarau, e logo surgiu uma sintonia musical entre os dois que desembocou na gravação desse swingado dueto. A faixa integra o repertório do seu primeiro trabalho solo, Dentro Ali, que traz faixas como De Qualquer Maneira e Nega Margarida e deverá estar disponível nas principais plataformas digitais em novembro.

Além da recém-iniciada trajetória individual, a jovem artista baiana faz parte da elogiada banda Sertanília, na ativa desde 2010 e com um ótimo currículo de apresentações e participações em premiações e eventos bacanas, além de contar com dois álbuns em sua discografia, Ancestral (2012) e o recente Gratia (2017).

Samba é Sacerdócio (clipe)- Aiace e Luiz Melodia:

Luiz Melodia: o adeus a esse mestre inclassificável da MPB

luiz melodia-400x

Por Fabian Chacur

Que tipo de música fazia Luiz Melodia? MPB? Samba? Blues? Jazz? Soul? Rock? Ou na verdade uma mistura inclassificável desses e de outros gêneros musicais? Boa pergunta. Mas em um ponto todos concordamos: o cara era dono de um swing genial. Esse grande talento infelizmente nos deixou na madrugada desta sexta(4), aos 66 anos, após lutar contra um câncer na medula óssea. E eu tive a honra de presenciar seu último show, realizado na cidade de Jaú (SP). Leia a resenha aqui .

Nascido no Rio de Janeiro em 7 de janeiro de 1951, Luiz Carlos dos Santos (seu nome de batismo) é cria do Morro do Estácio. Desde o começo, seu samba se mostrava diferente, embora sempre baseado nos grandes nomes da história desse gênero musical. Ele se tornou conhecido inicialmente como compositor, ao ter sua Pérola Negra gravada por Gal Costa. Em 1973, gravou o primeiro álbum, intitulado também Pérola Negra e muito elogiado pela crítica especializada

O sucesso de fato veio em 1975, quando sua música Ébano foi finalista e teve destaque no Festival Abertura, promovido pela Rede Globo. Logo a seguir, Juventude Transviada, faixa de seu segundo álbum, o genial Maravilhas Contemporâneas (1976), foi incluída com destaque na trilha da novela global Pecado Capital, e a repercussão lhe valeu um estouro de proporções nacionais.

Sem se deixar contaminar pelo vírus negativo que às vezes o sucesso incute nos artistas, Melodia desenvolveu uma obra consistente e sólida, na qual unia ótimas composições próprias a releituras personalizadas de músicas alheias, entre as quais Negro Gato (Getúlio Cortes), hit de Roberto Carlos nos tempos da Jovem Guarda que o swingado carioca tomou para si com uma personalidade tal que muitos pensam que essa canção é de autoria dele.

Após uma década de 1980 na qual ficou mais distante da mídia, embora lançando bons trabalhos, ele voltou às paradas de sucesso em 1991 ao regravar com personalidade Codinome Beija-Flor, de Cazuza, outra canção que entrou em trilha de novela global,O Dono do Mundo. A partir daí, atraiu as atenções das novas gerações e gravou até CD/DVD em parceria com a MTV. E seus shows continuaram irresistíveis.

Após fazer o show em Jaú (SP) em julho, que ele encarou mesmo já demonstrando não estar tão bem, Luiz Melodia passou por exames e descobriu o câncer de medula óssea que o afastou de cena. Em março, ele fez um transplante de medula, que infelizmente não atingiu o objetivo esperado. Se ele sai de cena em termos físicos, a herança musical que nos deixa é de valor incalculável e será cultuada enquanto houver gente com bom gosto musical na face da terra.

Juventude Transviada– Luiz Melodia:

Nem gripe consegue impedir o lindo show de Luiz Melodia

VIRADA CULTURAL 2014

Por Fabian Chacur

Artista é um ser humano igual a mim e a você. Fica alegre, triste, tem problemas de saúde, precisa encarar perdas… Só que a profissão exige deles um algo mais, devido ao frequente contato com o público, sempre esperando o melhor deles. Como bem demonstrou Luiz Melodia na fria noite deste sábado (9) no Teatro Municipal Elza Muneratto, na cidade de Jaú (SP). Com gripe e tudo, fez uma belíssima apresentação, como parte do 25º Festival de Inverno de Jahu. Quem viu, não se esquecerá.

Acompanhado pelo fiel escudeiro Renato Piau, que toca com ele há mais de 30 anos e é seu parceiro em diversas composições, Melodia entrou em cena às 20h42. O show, acústico, tinha Piau ao violão (de cordas de aço e eventualmente de nylon) e o vozeirão desse grande cantor, compositor e músico carioca de 65 anos. Logo no início, comentou sobre o fato de estar na cidade de seu grande amigo, o ex-jogador de futebol Afonsinho, ex-Botafogo e outros grandes clubes nos anos 1970.

Mostrando clássicos de seu repertório e também relendo pérolas de outros grandes autores da MPB, o astro esbanjou maturidade, jogo de cintura e presença cênica. Logo abriu aos expectadores seus problemas de saúde, que o deixaram de molho por uns dias. Como forma de se resguardar um pouco, saiu de cena por alguns minutos por volta dos 40 minutos de show, hora em que Renato Piau cantou, voz e violão, suas ótimas canções Blues do Piauí e Catira, Catira.

Com muito bom humor, Melodia conseguiu arrancar reações entusiásticas por parte das 600 pessoas que lotaram o espaço municipal da cidade situada no interior do estado de São Paulo. Ele guardou para a parte final do show uma trinca matadora de hits, integrada por Estácio Holly Estácio, Pérola Negra e Juventude Transviada. O final, às 21h57, arrancou aplausos entusiásticos por parte de todos. E ficou a dúvida no ar: será que rolaria um bis?

Afinal de contas, Luiz não estava a plenos pulmões. Mas o profissionalismo e o respeito ao público prevaleceu. E o duo Melô-Piau nos ofereceu versões intensas de Cara a Cara (parceria deles) e Negro Gato, versão de Getúlio Cortes e celebrizada nos tempos da Jovem Guarda que o artista oriundo do bairro do Estácio, no Rio, incorporou com categoria ao seu repertório. O final, às 22h08, foi impecável. Luiz Melodia é um ser humano como eu e você, só que tem um talento artístico que é dom de Deus, mesmo. E muito amor à profissão.

Estácio Holly Estácio– Luiz Melodia:

Negro Gato (ao vivo)- Luiz Melodia:

Juventude Transviada– Luiz Melodia:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑