Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: maio 2015

A cantora Thathi homenageia Cássia Eller com show no Rio

thathi foto divulgacao-400x

Por Fabian Chacur

Cássia Eller morreu em 29 de dezembro de 2001 com apenas 39 anos. No entanto, deixou para os fãs uma obra consistente e repleta de emoção e grandes momentos. A cantora e guitarrista baiana Thathi fará um show em homenagem à intérprete de Por Enquanto e tantos outros sucessos em show no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (20) às 21h30 no Solar do Botafogo (rua General Polidoro, nº180- Botafogo-RJ- fone 0xx21-2543-5411), com ingressos custando R$ 25,00 e R$ 50,00.

Intitulado Cássia Eller Por Thathi, a apresentação oferecerá ao púbico uma interpretação pessoal por parte da artista baiana, que dará uma geral em momentos importante do repertório de Cássia, com direito a Malandragem, ECT e All Star, entre outras. Embora seu timbre vocal lembre o da saudosa intérprete, a ideia é mostrar uma versão personalizada desses sucessos, sem cair na mera imitação.

Thathi possui uma carreira na qual estão computados três álbuns lançados até o momento. Seu mais recente trabalho é um EP que conta com participações especiais de Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso, e da cantora e compositora Isabella Taviani. A produção ficou a cargo de Ricardo Feghali, conhecido como tecladista do Roupa Nova.

Malandragem (ao vivo)- Thathi:

All Star (ao vivo)- Thathi:

Rob Thomas lança novo single sem Matchbox Twenty;ouça

rob thomas-400x

Por Fabian Chacur

Já está disponível na rede Trust You. Trata-se do novo single de Rob Thomas, vocalista do grupo americano Matchbox Twenty, e primeira faixa a ser divulgada do seu terceiro álbum solo, The Great Unknown, que deverá ser lançado em breve. No dia 11 de junho, o cantor e compositor americano dará início a uma turnê individual para divulgar as novas canções.

Thomas lançou seu primeiro trabalho como solista em 2005, e …Something To Be o colocou no primeiro lugar na parada americana logo em sua semana de lançamento. O segundo, Cradlesong (2009), conseguiu repercussão semelhante, provando que seu poder de fogo é muito grande mesmo sem o apoio da banda que o consagrou.

The Great Unknown foi produzido por Ryan Tedder, que possui em seu currículo trabalhos com artistas como Taylor Swift, Beyonce e OneRepublic, entre outros. Em sua carreira solo, Thomas costuma abrir um pouco o leque de influências sonoras, flertando com o rhythm and blues moderno e também o pop. Trust You possui essa mistura.

Nascido em 14 de fevereiro de 1972 (tendo atualmente 43 anos), Rob Thomas lançou seu primeiro álbum com o Matchbox Twenty em 1996. E que estreia! Yourself Or Someone Like You vendeu mais de dez milhões de cópias nos EUA e tornou a banda um dos grandes nomes do rock mundial. O álbum mais recente, o ótimo North (2012- leia resenha aqui) levou a banda ao primeiro posto da parada ianque pela primeira vez.

Em setembro de 2013, Rob Thomas e sua banda vieram ao Brasil pela primeira vez, sendo atrações no Rock in Rio e também em antológico show realizado em São Paulo no Espaço das Américas (leia resenha aqui), mostrando em ambas as ocasiões se tratar de uma ótima banda ao vivo, com direito a muita garra e carisma. Os integrantes do grupo aproveitam suas férias para investir em projetos paralelos, tal qual Rob.

Trust You– Rob Thomas:

Time After Time (live)- Rob Thomas:

Grupo Planeta D lança seu 1º CD com show no ABC paulista

Foto 02 Planeta D - por Fabiola Fanti-400x

Por Fabian Chacur

Há três anos na ativa, o grupo Planeta D lança seu primeiro álbum, autointitulado e concretizado pela via independente. O quarteto mostra o repertório desse trabalho em show nesta sexta-feira (29) às 20h no Teatro Lauro Gomes (rua Helena Jackey, 171- São Bernardo do Campo-SP), com ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

O grupo tem em sua formação Gustavo Vervloet (vocal e violão), Lucas Ferletto (guitarra e vocal), Rafael Fernandes (baixo) e Leo Prieto (bateria e vocais). Gustavo é de Vitória (ES), onde fez parte da banda Nave S/A, que participou de festivais e shows pelo Brasil. Ele se radicou em São Paulo em 2011, quando surgiu seu novo projeto musical.

O Planeta D faz um pop rock com fortes elementos de reggae, folk e pop, investindo em sonoridade melódica e letras positivas que mergulham em temas existenciais e no romantismo. Eles procuram se basear em experiências próprias para criar suas canções, e possuem influências assumidas de Beatles, Nando Reis, Mutantes, Gilberto Gil e Pearl Jam, entre outros nomes bacanas da música mundial.

Planeta D, o álbum de estreia, traz músicas como Se Ao Menos, O Salto, Se o Mundo Resolver Girar, Seu Norte e Clínica, e tem como produtor o experiente Rodrigo Castanho, conhecido por seus trabalhos com banda do naipe de Planta e Raiz, CPM 22 e Tihuana, entre outras. O D mudo acoplado ao nome da banda significa “desperto”, o que tem a ver com a filosofia dos rapazes de autodescoberta e respeito à natureza.

Se Ao Menos– Planeta D:

Tuia Lencioni e Landau fazem show conjunto no bar Ao Vivo

Tuia e landau-400x

Por Fabian Chacur

Tuia Lencioni e Landau, dois dos grandes nomes do chamado rock rural brasileiro na atualidade, unem forças em show que será realizado nesta quinta-feira (28) às 22h no bar Ao Vivo (rua Inhambu, 229- Moema), com couvert artístico a R$20,00. Site: www.baraovivo.com.br . O título do evento não dá margem a dúvidas: Na Trilha do Rock Rural.

Landau, que se autodenomina o “roqueiro da roça”, é um cantor e compositor com 15 anos de estrada, que ele comemora com o lançamento de seu sétimo CD, Casca Grossa, gravado em São Paulo e masterizado em Nashville (EUA). O álbum inclui faixas próprias como Pé Na Estrada e Todas As Gostosas do Mundo e uma releitura de Eu Sou Terrível, hit de Roberto Carlos da era Jovem Guarda.

Conhecido inicialmente como integrante do grupo Dotô Jéka, que nos anos 1990 lançou dois CDs de ótima repercussão, Tuia Lencioni começou a ter ótimo resultado como artista solo ao lançar o CD/DVD Tuia Ao Vivo. Com o segundo CD solo, Jardim Invisível, conseguiu ampliar seus horizontes em termos de público e crítica. Ele prepara um novo álbum, previsto para sair em agosto, e mostrará músicas dele, como Vermelho Coração e Jabuticaba.

Para quem por ventura não conhece, o rock rural é aquela interessante mistura do rock de Beatles, Creedence Clearwater Revival e Led Zeppelin com os sons rurais de feras do naipe de Tião Carreiro, Renato Teixeira, Zé Geraldo, Sá, Rodrix & Guarabira e Zé Ramalho, entre outros. Os violões e violas se encontram com as guitarras, em parceria saborosa.

Ouça o CD Casca Grossa, de Landau, em streaming:

Pé Na Estrada (clipe)- Landau:

Flor– Tuia e Guarabira:

Vida Que Vai– Tuia:

Paulinho da Viola fará o show gratuito em Campo Limpo-SP

Paulinho da Viola - divulgação-400x

Por Fabian Chacur

Paulinho da Viola iniciou em 2014 uma turnê comemorativa de seus 50 anos de carreira. O mestre zen do samba passará por São Paulo para show único e gratuito no próximo domingo (17) às 19h no Sesc Campo Limpo (rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120- Campo Limpo- fone 0xx11-5510-2700). Tipo do programa dos mais recomendáveis para quem curte MPB de primeira linha.

O repertório que o cantor, compositor e músico carioca apresentará conta com clássicos de sua carreira do naipe de Dança da Solidão, Pecado Capital, Coração Leviano e Sei Lá Mangueira, além de sambas de compositores considerados por Paulinho como os mais importantes da música brasileira, entre os quais Cartola, Noel Rosa, Nelson Cavaquinho, Wilson Batista e Geraldo Pereira.

A banda que acompanhará Paulinho da Viola, com um perfil familiar, inclui em sua escalação João Rabello (violão), Dininho Silva (baixo), Ricardo Costa (bateria), Adriano Souza (piano), Mário Seve (sopros), Celsinho Silva (ritmista), Hercules Nunes (percussão), Luiza Adnet (vocais) e Beatriz Faria (vocais). O show deve durar 90 minutos.

Coração Leviano– Paulinho da Viola:

Dança da Solidão– Paulinho da Viola:

Veja em streaming o documentário Meu Tempo é Hoje (2003):

Belga Greg Houben exibe seu jazz no Central das Artes-SP

Greg Houben_16(baixa)-400x

Por Fabian Chacur

Se há algo que costuma dar certo no mundo da música é a colaboração entre músicos de várias origens. Um bom exemplo é o Greg Houben Trio. Em sua atual formação, o grupo conta com um belga e dois brasileiros que mergulham no universo jazzístico com categoria. Eles são a atração desta sexta (8) às 21h no Teatro Central das Artes-Sub 3 (rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone (0xx11) 3670-4040), com couvert artístico a R$ 20.

Filho do respeitado saxofonista e flautista belga Steve Houben, Greg é ator, cantor e trompetista, e desenvolve em seus shows um repertório composto por standards do jazz, composições próprias e, na fase atual, até mesmo clássicos da MPB como Avarandado (Caetano Veloso) e Trocando Em Miúdos (Chico Buarque-Francis Hime).

A mais recente escalação do Greg Houben Trio inclui, além de seu líder, dois destacados músicos brasileiros no setor da música instrumental e do jazz. São eles o guitarrista Lupa Santiago e o contrabaixista Sidiel Vieira. A parceria tem como marcas a sutileza, a criatividade e a consistência, fruto de anos de experiência dos três em diversos projetos.

Greg Houben Trio em 2009 (com outra formação):

Lais (Lupa Santiago)- Lupa Santiago e Paulo Braga:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑