Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: março 2014

Bixiga 70 é destaque em festa do Graffiti

Por Fabian Chacur

Dia do Graffiti no Bixiga é o nome da programação cultural que será realizada neste domingo (30) a partir do meio-dia no comecinho da rua Treze de Maio, no tradicional bairro do Bixiga, em São Paulo. Com direito a muita música, o culto a uma das manifestações mais descoladas da cultura de rua e um show da sensacional banda Bixiga 70, com entrada gratuita. Um belo programa para todos e sem qualquer tipo de contra-indicação.

O evento faz parte do projeto Ocupa Bixiga, que tem proporcionado ao público oportunidades de curtir a cultura brasileira nos espaços do bairro. Desta vez, teremos intervenções artísticas de grafiteiros e apresentações do grupo Capoeiras da Bela Vista (13h) da tradicional escola de samba Vai-Vai (14h), Sarau Suburbano Convicto (15h), Novolhar Break (16h), MC Sombra (16h30), e a banda paraense Zebrabeat, do Pará (às 18h).

O encerramento às 19h fica por conta da banda Bixiga 70, que tem no currículo dois excelentes álbuns, músicos criativos e experientes e uma proposta de investir em música dançante repleta de grooves inteligentes, energia e fortes influências das sonoridades da música africana, sem deixar de lado a brasilidade e as boas vibrações da música negra norte-americana.

A programação também contará com os DJs Paulão e Ramiro Z, com Tubarão assumindo a função de mestre de cerimônias. Após o fim do show do Bixiga 70, para quem quiser esticar o clima dançante e de festa, será realizada uma festa na Casa Mundo Pensante (rua Treze de Maio, 825), com show da Nomade Orquestra. Aqui, o ingresso custa R$ 10.

Ouça em streaming, na íntegra, o álbum Bixiga 70 (2013):

Noturnall e Russell Allen gravam DVD em SP

Por Fabian Chacur

O grupo brasileiro Noturnall se apresentará neste sábado (29) às 19h no Carioca Club (rua Cardeal Arcoverde, 2.899-Pinheiros), em São Paulo. O quinteto terá a participação especial de Russell Allen, vocalista da banda americana de metal progressivo Symphony X, e o espetáculo será gravado para inclusão no primeiro DVD dos roqueiros. Os ingressos gratuitos do 1º lote estão esgotados, mas ainda há uma oportunidade para quem quiser conferir o show.

O primeiro álbum dos roqueiros, intitulado Noturnall, saiu em fevereiro em CD, LP de vinil e MP3, e traz como um de seus produtores exatamente Russell Allen, que integra há duas décadas o Symphony X. O trabalho conseguiu até agora boa repercussão, e traz em seu repertório faixas como Nocturnal Human Side, Zombies, No Turn At All, Master Of Deception, St. Trigger, Sugar Pill, Last Wish e Fate Healers.

Fazem parte do grupo de heavy metal ex-integrantes de bandas como Shaman e Angra, músicos experientes que agora partem para um novo projeto que promete investir em criatividade e ousadia. São eles Thiago Bianchi (vocal), Fernando Quesada (baixo), Leo Mancini (guitarra), Junior Carelli (teclados) e Aquiles Priester (bateria). As gravações do show serão feitas com o auxílio de 15 câmeras, três gruas e um telão com mais de dez metros, entre outros equipamentos de ponta.

Quem não tiver conseguido seu ingresso ainda poderá obtê-lo no dia do show, mas é bom chegar cedo, pois uma pequena quantidade será distribuída por ordem de chegada. O fã deve levar ou um quilo de alimento não perecível, ou um brinquedo, ou ainda um pacote de fraldas, que serão doados à Casa Hope (www.hope.org.br), que apoia crianças com câncer.

Nocturnal Human Side,com o Noturnall:

Natalia Barros canta e atua em show em SP

Por Fabian Chacur

Natalia Barros é aquele tipo de artista que não se importa com rótulos ou limitações. Ela canta, compõe, dirige, atua como atriz, escreve poesias e faz o que mais pintar, se achar que é o caso. Sua versatilidade é a marca do show que fará nesta terça-feira (25) às 21h no Central das Artes (rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone 0xx11-3670-4040- www.centraldasartes.com.br), com ingressos a R$ 25,00. Um espetáculo cheio de surpresas e sutilezas.

A base do show inclui material extraído do primeiro livro de Natália, Caligrafias, além de canções de sua autoria. No palco, terá a seu lado Tuco Freire (contrabaixo) e Alê Prade (violão e teclados), além de participações especiais das atrizes Danielle Farnezi, Janaina Peresan e Eliana Cesar. O clima é teatral, com direito a cenário, marcações de cenas e figurinos estilosos.

Em termos musicais, o clima do espetáculo que será apresentado no Central das Artes possui uma bem dosada mistura de MPB, jazz, pop e bossa nova, com direito a improvisações e surpresas aqui e ali. Tudo pontuado pela bela e experiente voz de Natália, cuja presença de palco esbanja beleza, categoria e bom gosto cantando e interpretado.

Na estrada desde os anos 80, Natália Barros ficou conhecida do grande público como uma das vocalistas do grupo Luni, no qual atuou ao lado de Marisa Orth e Theo Werneck e que teve como momento mais célebre o fato de sua música Rap do Rei ter entrado na abertura da novela global Que Rei Sou Eu?, de Cassiano Gabus Mendes. No teatro, atuou nos grupos XPTO (que ajudou a fundar) e o carioca Intrépida Trupe.

Além de atuações como atriz em diversos trabalhos na TV (entre eles a novela A História de Ana Raio e Zé Trovão), Natália também se destacou como diretora cênica de shows do grupo Pequeno Cidadão (com Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros e seus filhos) e da ex-colega de Luni Marisa Orth, este último divulgando o CD Romance Vol. II.

Veja trechos do show Caligrafias, de Natália Barros, gravados em 2013:

Confraria Folk fará show em São Paulo

Por Fabian Chacur

Os fãs do folk brasileiro terão um bom programa em São Paulo. No próximo dia 26 de março (quarta-feira) às 21h30 no bar Ao Vivo Music (rua Inhambu, 229-Moema- fone 0xx11-5052-0072), será realizado um show do projeto Confraria Folk, que reúne quatro nomes importantes da atual cena desse estilo musical. Os ingressos custam R$ 20, e a noitada promete violões, vocalizações e música da melhor qualidade.

O time inclui Tuia Lencioni, ex-integrante do grupo Dotô Jeka e atualmente investindo em uma sólida carreira-solo que rendeu recentemente um novo álbum, Jardim Invisível (leia matéria sobre esse disco aqui). Bezão, por sua vez, ficou conhecido por atuar em outra banda seminal do folk brazuca, Rossa Nova, e atualmente prepara no capricho seu primeiro CD solo.

Wilson Teixeira se divide entre shows individuais e o interessante projeto 4 Cantos, enquanto Jonavo, oriundo de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, aproveita para expandir seus horizontes musicais enquanto se prepara para gravar um novo álbum solo. O show da Confraria Folk contará com a participação de Chico Teixeira, filho de Renato Teixeira e bem cotado entre os fãs do gênero.

O show tem o apoio do festival Folk+Brasil, criado há dois anos e que tem como objetivo aproximar os músicos das novas gerações da folk music feita aqui com os nomes já consagrados, entre os quais Renato Teixeira, Almir Sater, Sá & Guarabira e Zé Geraldo. O projeto já fez inclusive um minidocumentário sobre o tema (veja aqui).

Veja o clipe de O Céu, com Tuia Lencioni:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑