Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: marcos lessa

Marcos Lessa apresenta o seu novo single, O Amor é Capaz

marcos lessa o amor e capaz single 400x

Por Fabian Chacur

A voz de veludo de Marcos Lessa está de volta com um novo e excelente single. Trata-se de O Amor é Capaz, já disponível para audição nas principais plataformas digitais de streaming e downloads pago. A faixa já está obtendo bons resultados nas rádios do estado natal do cantor, o Ceará, e merece estender essa repercussão positiva pelo resto do país.

O Amor é Capaz tem como autores Thiago Silva e Sergio Jr., este último integrante do grupo carioca Sorriso Maroto. Ficou por conta do próprio Sérgio a produção da faixa, que conta com arranjos do consagrado tecladista Jota Moraes (que trabalhou com os grandes nomes da MPB e do pagode) e a participação dos músicos Camilo Mariano (bateria), Michel Fujiwara (violão e guitarra) e Wilson Prateado (baixo).

Trata-se de um samba romântico com forte tempero da MPB dos anos 1970/1980 e de letra inspirada, que fala sobre a incrível capacidade que o amor tem de superar todas as dificuldades enfrentadas pelos seres humanos. Otimismo, mesmo em tempos difíceis como os atuais.

Com 26 anos de idade, Marcos Lessa ficou conhecido nacionalmente ao participar do reality show musical The Voice em 2013. Não ganhou, mas demonstrou um potencial incrível, concretizado no ótimo CD Entre o Mar e o Sertão e também em shows badalados, como o que fez acompanhado pela banda do saudoso Emilio Santiago. Leia mais sobre este talentosíssimo artista aqui.

O Amor é Capaz– Marcos Lessa:

Marcos Lessa faz show no Rio em tributo a Emilio Santiago

marcos lessa credito chiquinho gadelha-400x

Por Fabian Chacur

A voz de Emilio Santiago (1946-2013) infelizmente se calou, mas não o seu legado como um dos grandes intérpretes da história da nossa música brasileira. Pouca gente tem talento suficiente para se arriscar a fazer um tributo a esse saudoso astro, e entre eles está Marcos Lessa. O jovem cantor fará no Rio neste domingo (28) um show com canções imediatamente associadas a Emilio. Será às 20h na Sala Baden Powelll (avenida Nossa Senhora de Copacabana, nº 360- fone 0xx21-2255-1067), com ingressos a R$ 40,00.

Lessa não é fraco, não. Ele terá a seu lado neste show, que já foi exibido com sucesso no Rio em agosto de 2016 no Beco das Garrafas, nada menos do que a banda que acompanhou Emílio Santiago durante dez anos. Os músicos, todos do primeiríssimo escalão, são Rafael Barata (bateria), Alex Rocha (baixo), Fernando Merlino (piano) e José Arimateia. No repertório, maravilhas como Saigon, Verdade Chinesa, Cadê Juízo e Flamboyant, entre outras. Vai ser de arrepiar!

Nascido em Fortaleza (CE) em fevereiro de 1991, Marcos Lessa ficou conhecido nacionalmente ao ser semifinalista do reality show musical televisivo The Voice Brasil em 2013. Não ganhou, mas provou ter uma voz excepcionalmente bela e bem treinada, como tivemos a oportunidade de conferir no excelente álbum Entre o Mar e o Sertão (leia a resenha de Mondo Pop aqui ). Um talento lapidado e intenso que ainda irá nos oferecer muitas coisas boas.

Lindo Lago do Amor (ao vivo)- Marcos Lessa:

Marcos Lessa apresenta a sua elegância e classe em belo CD

marcos-lessa-2-400x

Por Fabian Chacur

Em 2013, Marcos Lessa ficou conhecido nacionalmente ao ser semifinalista do programa global The Voice Brasil. Não venceu a competição, mas deixou claro que não se tratava de um desses artistas que aparecem e somem como se não houvessem surgido. Tinha mais coisa ali. E a prova concreta é o seu CD Entre o Mar e o Sertão, no qual mescla material autoral e de outros compositores com uma classe digna de veterano.

Natural de Fortaleza, Ceará, Lessa tem apenas 25 anos, mas já nos apresenta um currículo repleto de apresentações ao vivo, parcerias e gravações. Ou seja, quando apareceu na telinha da Globo, já estava devidamente batizado e lapidado pelas dificuldades reservadas aos jovens talentos nesse país continental. Essa maturidade transborda nas 13 faixas deste álbum, um desses que você ouve, ouve de novo, ouve mais uma vez e não se enjoa de forma alguma.

Começa pelo delicioso timbre de barítono de Lessa, que o aproxima bastante do saudoso Emilio Santiago, sem em momento algum soar como clone, cópia ou coisa que o valha. A influência está ali, mas devidamente digerida. O intérprete sabe se valer da potência e da beleza de sua voz, sem cair em exageros ou virtuosismos que frequentemente matam inúmeros novatos talentosos. Ele valoriza as melodias que interpreta, e joga a favor delas.

Inteligente, o artista cearense soube pinçar canções bacanas de outros autores, inéditas ou não, e as somou às suas ótimas composições, criando assim um repertório consistente, diversificado e de uma riqueza típica de quem sabe sentir o espírito de cada canção, tirando delas o melhor. Nenhuma das faixas de Entre o Mar e o Sertão soa como “enchedora de linguiça”. Todas são importantes e tem função nesse roteiro musical de rara qualidade.

Como forma de tornar a coisa ainda melhor, os arranjos musicais e vocais são de uma classe e bom-gosto absurdos, sem excessos nem vazios, tudo na medida certa para Marcos Lessa deslizar sua voz mágica. Versátil, ele investe em samba, sambossa, ritmos nordestinos, baladas, pop e até jazz, saindo-se bem em todos esses rumos. Dois belos duetos são as ameixas neste delicioso manjar musical: Fagner em Contrassenso e Flavia Wenceslau em Andaluzia.

Se não fosse o bastante, o compositor se equivale ao cantor, com direito a belas canções autorais como Poesia Flor, Trilha de Cinema e Andaluzia (esta em parceria com Flavia Wenceslau). A balada O Que Eu Queria (David Duarte) consegue a façanha de ter apelo comercial e grande qualidade artística. E tem também O Último Pau de Arara, Último Trem e Eu Quero Botar Meu Bloco na Rua, esta última com uma surpreendente citação de trecho melódico de Don’t Let Me Be Misunderstood, aquela gravada pelo grupo disco Santa Esmeralda.

Entre o Mar e o Sertão investe em uma concepção musical de certa forma conservadora, centrada nas sonoridades oriundas da MPB dos anos 1970 e 1980. No entanto, essas fontes de inspiração são aproveitadas de forma muito inspirada e criativa, especialmente nas sutilezas. O resultado é um CD brilhante, repleto de belos versos e melodias interpretadas por uma voz que é tudo isso e muito mais. Esse cara veio para ficar!

O Que Eu Queria (clipe)- Marcos Lessa:

© 2017 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑