Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: música eletrônica brasil

DJ Victor Lou mostra vertente eletrônica da música goiana

DJ victor lou 400x

Por Fabian Chacur

É inevitável associar imediatamente Goiânia à música sertaneja. E não é para menos, pois a capital do estado de Goiás revelou dezenas, provavelmente centenas de nomes de sucesso desse gênero musical. Mas, obviamente, não é o único com bons representantes naquela cidade do centro-oeste brasileiro. A música eletrônica, por exemplo, anda se destacando. O bem-sucedido DJ Illusionize é de lá, e outro nome de destaque é o DJ Victor Lou. Este último, com cinco anos de estrada, será uma das atrações do Lollapalooza 2020, escalado para se apresentar no palco Perry By Doritos no dia 4 de abril em São Paulo.

Paulo Cardoso (seu nome de batismo), que também é conhecido pelo apelido Shark, teve em Back seu primeiro sucesso, em 2014. A partir daí, mergulhou de cabeça na carreira de DJ, produtor e compositor, e teve diversos outros hits, entre os quais o remake de Suavemente e a envolvente Untitled.

Ele está se destacando no cenário internacional, também, com direito a ter tocado na Rússia durante a Copa do Mundo de Futebol em 2018 e agora nos EUA, com apresentações em Orlando, Washington e Arizona. De quebra, ainda lançou a música Walking In Chicago pela gravadora do badalado produtor, DJ e remixer holandês Martin Garrix, a STMPD Records. Ele fala sobre esses e outros temas em entrevista concedida via e-mail.

MONDO POP- Como você descobriu a música eletrônica, especialmente morando na capital nacional da música sertaneja?
DJ VICTOR LOU
– Eu sempre gostei muito de música em geral, e como sabemos, Goiânia é uma cidade que respira sertanejo. Decidi conhecer raves e no início de tudo frequentei a Playground por exemplo. Ali foi tipo um ‘start’.

MONDO POP- Quais são os artistas que mais te influenciaram e dos quais você gosta mais, no universo da música eletrônica?
DJ VICTOR LOU
– Com certeza a maior referência no inicio da minha carreira é o Illusionize, porque além de amigo, é um exemplo de pessoa. Eu vi de perto a evolução de sua carreira. Outros que posso citar são Vintage Culture, Breaking Beattz, KVSH e Visage. Tem uma galera muito boa vindo aí, como Mochakk, Sterium, KZN, Cour T, Dual Channels e Fluxzone são alguns desses nomes.

MONDO POP- Como foi que você compôs a música “Back”? Você esperava que a repercussão fosse tão grande?
DJ VICTOR LOU
– Eu fiz do mesmo jeito que eu faço todas as minhas músicas até hoje. Me tranco dentro do estúdio e a ideia flui a partir dali. O resultado foi a consequência desse trabalho.

MONDO POP- Como foi a experiência de tocar durante a Copa do Mundo da Rússia em 2018? Para que tipo de público você tocou por lá?
DJ VICTOR LOU
– Foi minha primeira turnê internacional como DJ, e chegando lá todos sabiam quem eu era pelos meus lançamentos na Bunny Tiger, inclusive sabiam quase todas as minhas músicas. Eu toquei para torcedores do mundo inteiro, foi uma grande experiência pra mim.

MONDO POP- Como você seleciona o set list das suas apresentações ao vivo, e como faz para encaixar suas músicas próprias com a de outros artistas?
DJ VICTOR LOU
– Tento ao máximo sentir o feeling da pista a cada show, isso contribui muito para a seleção das músicas ao vivo.

MONDO POP- Qual a sua expectativa de tocar no Lollapalooza em São Paulo, evento no qual a música eletrônica tem crescido a cada ano? Como será o seu set list?
DJ VICTOR LOU
– Certamente a música eletrônica vem tendo cada vez mais espaço em festivais pelo país e pelo mundo. Isso é muito bom para nossa cena. Tocar no Lolla é o ápice da carreira de qualquer artista. Estou feliz em poder fazer parte desse line up, com DJs e artistas do mundo inteiro. Sobre o set list, estou preparando uma surpresa para o público.

MONDO POP- Os shows de música eletrônica hoje encaram locais abertos e com grandes públicos. Como você se prepara para encarar plateias tão grandes, e que tipo de estratégias usa para cativar esse público?
DJ VICTOR LOU
– Eu sou um cara que não crio muita expectativa. Gosto de ser surpreendido. É claro que um show para 200 pessoas é diferente de um show para 20 mil pessoas. Mas a vontade de entregar o meu melhor é igual nas duas situações. Não existe muita estratégia. Eu chego lá e dou o meu melhor.

MONDO POP- Fale um pouco sobre sua amizade e parceria com o DJ Illusionize, o primeiro DJ goiano a tocar no Lollapalooza.
DJ VICTOR LOU
– Conheço o Pedro há muito tempo, somos amigos antes de tudo. Ele sempre me incentivou e puxou meus limites musicais. O Illusionize “meio que abriu o caminho” para que outros artistas goianos pudessem aparecer para o Brasil.

MONDO POP- Quantas músicas próprias você já tem, e quais classifica como as melhores?
DJ VICTOR LOU
– Incontáveis. Toda semana produzo algo novo, mas as que mais marcaram época foram Untitled, This Is House, Suavemente e Work.

MONDO POP- Existe uma cena forte de música eletrônica em Goiânia?
DJ VICTOR LOU
– Com certeza. Goiânia é uma cidade que tem muitos talentos e vem se tornando um expoente forte do cenário atual de música eletrônica.

MONDO POP- Diga a importância da internet e das redes sociais na divulgação do seu trabalho.
DJ VICTOR LOU
– No meu Instagram, eu costumo compartilhar vídeos das minhas apresentações, fotos, datas de turnês, momentos da minha rotina e também divulgo meu trabalho e os de outros artistas. Além disso, utilizo o Twitter, que é uma boa ferramenta de aproximação com os meus fãs. Acho importante ter essa proximidade.

MONDO POP- Hoje, vários DJs, como o Alok, fazem parcerias com artistas de outros segmentos, o chamado crossover. Você pretende investir em alguma parceria desse tipo? O que acha dessa estratégia?
DJ VICTOR LOU
– No momento, não posso comentar sobre parcerias.

MONDO POP- Você pensa em lançar suas músicas em algum formato físico, do tipo CD ou vinil?
DJ VICTOR LOU
– Quem sabe no futuro em vinil, seria um sonho.

MONDO POP- Quais são seus outros projetos para 2020 além da turnê americana e da participação no Lollapalooza?
DJ VICTOR LOU
– Existem muitas ideias e projetos a serem executados este ano, mas prefiro não comentar sobre isso no momento. Minha assessoria e agência estão trabalhando nisso.

Untitled– DJ Victor Lou:

Jaloo lança novo álbum em show com convidados em São Paulo

jaloo-400x

Por Fabian Chacur

Nesta sexta-feira (6), o cantor, compositor, DJ e produtor paraense Jaloo completará 32 anos. Como forma de celebrar e também partilhar essa data festiva com os fãs, ele fará um show em São Paulo a partir das 23h30 no Cine Joia (Praça Carlos Gomes, nº 62- Liberdade- fone 0xx11-3101-6318), com ingressos a R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira). A apresentação também tem como objetivo o lançamento oficial do segundo álbum dele, Ft, e trará vários convidados especiais.

Em seu primeiro álbum, #1 (2015), Jaloo se incumbiu de todos os sons registrados. Desta vez, resolveu trazer para a gravação diversos convidados, o que ficou explícito no título deste novo trabalho, Ft, abreviatura para o termo em inglês featuring (com a participação, em tradução livre). Alguns deles marcarão presença neste show em Sampa City.

A talentosa MC Tha, por exemplo, fará um dueto com o dono da festa em Céu Azul, espécie de sambão eletrônico que se tornou um hit instantâneo. Karol Konka (em Dom), Lucas Santtana (em Cira, Regina e Nana) e Lia Clark (em Movimenta) completam as participações mais do que especiais.

O artista será acompanhado por uma banda composta por Milian Dolla (programação eletrônica e bateria), George Costa (percussão) e Michele Cordeiro (guitarra). O espetáculo será dividido em dois atos, trazendo as novas canções e os hits dos trabalhos anteriores (ele também lançou três EPs), como A Cidade, Chuva, Last Dance e Tanto Faz.

Jaime Melo Maciel Júnior nasceu em 6 de setembro de 1987 em Castanhal, Pará, e iniciou a carreira fazendo remixes e mashups de trabalhos alheios. A partir de 2014, mergulhou em composições próprias, nas quais mescla música eletrônica, tecnobrega, música popular brasileira e indie pop com um resultado no qual sua voz doce e melódica faz a diferença. Ele participou do Lollapalooza Brasil 2017 e é presença constante em programas de TV.

Céu Azul– Jaloo ft. MC Tha:

NU (Naked Universe) lança novo álbum com show em São Paulo

naked universe nu-400x

Por Fabian Chacur

Após estrear em 2015 com um álbum bastante elogiado, o duo NU (Naked Universe) nos apresenta Atlântica, seu segundo álbum, disponível nas plataformas digitais com distribuição a cargo da Ditto Music. Como forma de apresentar ao público paulistano o material dessa nova incursão deles pelo mundo da música pop experimental, teremos um show neste domingo (2-6) às 18h no Sesc 24 de Maio (rua 24 de maio, nº 109- Centro- fone 0xx11-3350-6256), com ingressos custando de R$ 9,00 a R$ 30,00.

NU (Naked Universe) é um projeto musical capitaneado por Ligiana Costa (cantora e compositora) e Edson Secco (compositor e produtor musical). Sua sonoridade mergulha em um pop eletrônico com viés experimentalista e um clima etéreo que de certa forma remete à new age e à world music mais introspectiva. Dá para dançar, sim, mas de forma mais sensual e delicada.

Atlântica é resultado de uma imersão de sete dias do duo na Mata Atlântica, nos quais realizaram uma nova música a cada dia. O repertório apresenta sete faixas, entre as quais Canción de Amor, Durga 1 e Kyrie. Marcam presença Luiza Lian, São Yantó (que também participará deste show) e Nansy Silvvs.

Canción de Amor– NU (Naked Universe):

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑