Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: pop internacional

Madonna lançará Rebel Heart Tour em diversos formatos

madonna-400x

Por Fabian Chacur

Madonna não lança um álbum à altura de seu passado de glórias desde Music (2000). A partir daí, seus trabalhos dedicados a faixas inéditas primam pela irregularidade. Os shows, no entanto, mantiveram-na no primeiro escalão do pop mundial, graças a muito profissionalismo, criatividade e ousadia. No dia 15 de setembro, ela lança Rebel Heart Tour, registro de sua mais recente tour mundial que ressalta esse clima de “rainha dos shows grandiosos”.

Este novo trabalho de Madonna chegará ao público nos formatos DVD, Blu-ray com bônus, CD simples e CD duplo, além das respectivas versões digitais para cada versão. A direção do filme ficou a cargo de Danny B. Tull e Nathan Rissman, enquanto a arte de capa foi feita por Aldo Diaz. Vale lembrar que uma versão prévia esteve na tela do canal americano por assinatura Showtime em dezembro de 2016.

O repertório traz 22 músicas que cobrem os mais de 30 anos de carreira da cantora e compositora americana, com direito a Material Girl, Candy Shop, Illuminati, Music, Who’s That Girl e Holiday, trazendo novos arranjos, efeitos visuais espetaculares e coreografias de tirar o fôlego. Aquele tipo de espetáculo padrão “Broadway Plus” que a artista sabe fazer como poucos, e com recursos técnicos de cair o queixo.

A mais recente turnê mundial da Material Girl teve início em 9 de setembro de 2015 em Montreal, Canadá, passou por 55 cidades de quatro continentes e durou sete meses. Foram 82 apresentações, mais uma adicional e especial, intitulada Tears Of a Clown e realizada em Melbourne, Austrália. Exatos 1.045.479 pagantes proporcionaram uma arrecadação de 169.8 milhões de dólares. Garota material mesmo!

Trailer Rebel Heart Tour- Madonna:

Ibeyi e Julia Holter vão tocar em SP na Audio em outubro

julia holter-400x

Por Fabian Chacur

Há quem insista em afirmar que a música pop não tem atualmente nada de novo a nos oferecer. Para contrariar esses radicais, felizmente sempre surgem artistas das novas gerações dispostos a marcar suas presenças no disputado e árido cenário musical. Para felicidade de quem procura essas novidades quentes, será realizado em São Paulo no dia 13 de outubro às 22h na Audio (avenida Francisco Matarazzo, nº 694- Água Branca- fone 0xx11-3862-8279) um show com o duo Ibeyi e a cantora Julia Holter. Os ingressos custam R$ 50,00 (meia) e R$ 100,00 (inteira).

Que fique claro: “novo”, aqui no caso, é uma palavra que vem com o sentido adicional “de boa qualidade” embutido nela. Só ser novo não quer dizer nada. Novas porcarias surgem às toneladas nos quatro cantos do planeta. E o bacana dos trabalhos desses dois nomes que virão a São Paulo pela primeira vez justificam essa palavra grafada com intencional duplo sentido. Novidade com substância, consistência, pinta de que virão ainda mais coisas boas dessa fontes.

Ibeyi é uma dupla francesa baseada em Cuba e formada pelas irmãs gêmeas Lisa-Kaindé (piano) e Naomi Diaz (percussão e MPC). Elas são filhas do saudoso percussionista Miguel “Angá” Diaz, morto em 2006 aos 45 anos e conhecido por sua atuação no mitológico grupo Buena Vista Social Club. Elas lançaram seu primeiro álbum, Ibeyi, em 2015, e de cara atraíram as atenções do público e da crítica com sua mistura bem dosada de pop, soul, jazz e música africana.

O som feito por Lisa e Naomi tem fortes influências da cultura iorubá, o segundo grupo étnico-linguístico da África Ocidental que tem como principal base a Nigéria. As irmãs investem em canções em inglês e no idioma de origem africana, buscando desta forma uma mistura cultural original, legítima e com muita paixão e sensualidade. Essa busca tem tudo a ver em termos conceituais com a da música brasileira.

Por sua vez, Julia Holter (foto) é uma cantora e compositora americana nascida em 1984 em Wisconsin e baseada em Los Angeles. Seu primeiro álbum, Tragedy, saiu em 2011, e desde então cada novo lançamento a impulsiona rumo a público mais amplos. Have You In My Wilderness, o quarto e mais recente, foi considerado o melhor de 2015 pelas importantes e badaladas revistas Mojo e Uncut. Seu trabalho mistura música eletrônica, folk e rock com delicadeza e bastante inventividade, com direito a uma voz deliciosa.

Stranger Lover– Ibeyi:

Faithfull– Ibeyi:

Feel You– Julia Holter:

Sea Calls Me Home– Julia Holter:

Olivia Newton-John encanta com a sua classe e bela voz

olivia newton john live-400x

Por Fabian Chacur

Em uma época em que artistas enchem seus shows de efeitos especiais e armações para tentar esconder talentos com frequência bem limitados, Olivia Newton-John ofereceu ao público presente na noite desta quinta-feira (3) no Espaço das Américas o que sabe fazer de melhor: cantar. Afora uma luz discreta, dois telões de alta definição e uma banda afiada, a estrela pop mostrou como se faz um show no qual a música dá as cartas. Pura classe e talento.

O show começou às 22h19 com Have You Ever Been Mellow, um de seus primeiros sucessos nos anos 1970, e serviu como amostra do que viria. Acompanhada por sete músicos (teclados, guitarra, baixo, bateria, vocais, vocais e vocais+sax), com destaque para o vocalista Steve Real, que fez as vezes de Cliff Richards e John Travolta, Olivia se mostrou totalmente entrosada com seu time, aparentando se divertir e muito.

Simpática, Olivia deu uma boa geral em sua carreira, seguindo basicamente o repertório de seu show de Las Vegas, que por sua vez gerou o álbum ao vivo Summer Nights Live In Las Vegas. Músicas do filme Xanadu (a faixa título, Magic e Suddenly) e de Grease- Nos Tempos da Brilhantina (You’re The One That I Want, Summer Nights, Hopelessy Devoted To You) empolgaram o público.

Um pot-pourry uniu três clássicos de sua veia roqueira, as ótimas Make a Move On Me, A Little More Love e Totally Hot, enquanto a fase country teve como destaques If Not For You (de Bob Dylan), Please Mr. Please e If You Love Me (Let Me Know). O jazz apareceu em Cry Me a River, e tivemos até uma homenagem ao Brasil em The Girl From Ipanema, que ela interpretou com muito carinho e categoria.

A vitória contra um câncer de mama nos anos 1990 foi o mote para duas canções do show, a latina e dançante Not Gonna Give Into It e a balada Grace & Gratitude. I Honestly Love You, belíssima balada e seu primeiro grande sucesso, ela guardou para o final. No bis, tivemos Over The Rainbow e Fulfilled, esta última tocada ao vivo pela primeira vez e faixa que estará em um futuro disco do vocalista de apoio.

Olivia Newton-John não aparenta os 67 anos que tem, e impressiona ao cantar todos os seus hits nos tons originais gravados por ela nos anos 1970 e 1980. O show durou por volta de 1h40 (contando o bis) e equivale a uma incrível prova de sobrevivência e vigor de uma das grandes estrelas da música pop, que enfim nos visita. Demorou para a linda loira vir cantar por aqui, mas ela fez valer tanta espera.

Magic (Live-2015)- Olivia Newton John:

A Little More Love (Live 2013)- Olivia Newton-John:

I Honestly Love You (live-2013)- Olivia Newton-John:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑