Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: retorno

Eagles podem voltar se o filho de Glenn Frey aceitar convite

the_eagles-400x

Por Fabian Chacur

A carreira dos Eagles, uma das bandas de maior sucesso da história do rock americano, parecia encerrada após a morte do cantor, compositor e guitarrista Glenn Frey, em 18 de janeiro deste ano. Seu parceiro, o cantor, compositor e músico Don Henley, afirmou que não acreditava ser possível um retorno do grupo de country rock. No entanto, notícias publicadas nos últimos dias podem mudar o rumo das coisas na trajetória dos criadores de Hotel Califórnia.

As informações foram publicadas esta semana no site americano da Billboard, a bíblia da indústria fonográfica americana. Em entrevista concedida à Montreal Gazette, Henley teria dito que, em algum momento no futuro, essa reunião poderia, sim, ocorrer. A condição seria se o filho de Glenn Frey, o cantor e músico Deacon, de 22 anos, aceitasse integrar o time na vaga de seu pai. Vale lembrar que os Eagles foram fundados por Frey e Henley, seus líderes incontestes.

Em entrevista a um dos podcasts da Billboard, o baixista da banda, Timothy B. Schmit, afirmou não ter sido consultado sobre o tema, embora não descarte a possibilidade de uma eventual reunião. Ele lançou seu 6º disco solo, Leap Of Faith, com a participação da filha Jeddrah nas harmonias vocais da faixa All Those Faces.

Vale lembrar que no dia 15 de fevereiro deste ano, durante a cerimônia de entrega dos prêmios Grammy, houve uma homenagem a Glenn Frey da qual participaram Timothy B. Schmit, Joe Walsh e Don Henley, da mais recente formação dos Eagles, Bernie Leadon, da formação original da banda, nos anos 1970, e também o cantor, compositor e músico Jackson Browne, amigo deles e de quem os Eagles gravaram algumas composições, entre elas Take It Easy.

Take It Easy (ao vivo)- The Eagles:

Grupo Doce Encontro retorna com a sua formação original

Doce_Encontro_2-400x

Por Fabian Chacur

Os fãs do pagode romântico estão comemorando. O grupo Doce Encontro, um dos mais populares de sua geração, retorna com sua formação original, na qual se destaca o vocalista Eder Miguel. Como forma de marcar essa volta, o time está gravando novo CD, e inicia turnê, apropriadamente intitulada Reencontro, com show neste sábado (20) às 22h30 no Carioca Club (rua Cardeal Arcoverde, nº 2.899- Pinheiros- fone 0xx11-8598), com ingressos a R$ 30,00 (mulheres) e R$ 35,00 (homens).

A trajetória da banda teve início lá pelos idos de 1998, e conta em sua escalação mais conhecida com Eder Miguel (vocal), Tiago Alexandre (cavaco e voz), Cauê (pandeiro) e Thiagão (tantã). O samba romântico é a sua marca registrada, e graças a um trabalho bastante competente nessa praia, eles cativaram um público fiel que os tornou bastante populares, especialmente no estado de São Paulo.

Em outra ação para incrementar essa nova fase da banda, já está disponível nas redes sociais a música Coração Adolescente, de autoria da consagrada autora Fátima Leão em parceria com Rodrigo Oliveira e Alex Torricelli. Será uma das oito inéditas do novo álbum do Doce Encontro, que está em fase de produção e será lançado em breve. O show trará algumas dessas músicas e também seus sucessos.

Coração Adolescente– Doce Encontro:

The Corrs voltam para show e preparam um novo trabalho

the_corrs-400x

Por Fabian Chacur

Em março deste ano, ao ser indagada sobre um possível retorno do grupo The Corrs, a cantora e violonista Sharon Corr deixou no ar a possibilidade de isso acontecer (leia a matéria aqui). Pois pelo visto a coisa se acelerou. O jornal irlandês The Irish Times anunciou nesta quinta-feira (11) que a banda irá fazer um show no Hyde Park de Londres em setembro, e prepara um novo álbum.

A fonte de tal informação seria a cantora Andrea Corr, que integra o grupo ao lado dos irmãos Sharon, Caroline e Jim Corr. O show equivaleria ao pontapé inicial do retorno, e as novas canções ainda não tem previsão de serem lançadas. Como o site oficial do grupo irlandês está desatualizado, fica no ar a dúvida de se a informação é correta. Mas a torcida é grande para que o fato se confirme.

O quarteto irlandês esteve na ativa entre 1991 e 2006, lançando os álbuns Forgiven Not Forgotten (1995), Talk On Corners (1997), MTV Unplugged (1999), In Blue (2000), Borrowed Heaven (2004) e Home (2005), além de várias compilações de hits, DVDs com shows e um documentário sobre a história da banda. O time teria vendido mais de 40 milhões de discos mundo afora.

As marcas registradas dos Corrs são os vocais elaborados e a bela mistura da música folk de seu país de origem com rock e pop. Hits como Forgiven Not Forgotten, Only When I Sleep, Dreams (regravação de clássico do Fleetwood Mac), Breathless, What Can I Do e All The Love In The World invadiram as paradas dos quatro cantos do planeta.

Nos últimos nove anos, além de se dedicarem às suas famílias, Andrea lançou dois álbuns solo (Ten Feet High-2007 e Lifeline-2011) e Sharon outros dois (Dream Of You-2010 e The Same Sun-2013), sendo que esta última também nos ofereceu o DVD Live In São Paulo, gravado ao vivo na Cidade da Garoa e no qual ela relê canções de sua carreira solo e do grupo, além de As Rosas Não Falam e Dream a Little Dream Of Me.

Forgiven Not Forgotten– The Corrs:

Radio– The Corrs:

All The Love In The World – The Corrs:

What Can I Do– The Corrs:

Dreams– The Corrs:

Johnny Marr nega retorno dos Smiths

Por Fabian Chacur

Há poucos dias, o site de fofocas Holy Moly afirmou que as famosas “fontes fidedignas” garantiam que em 2013 um dos mais sonhados retornos de banda da história do rock iria ocorrer. Os Smiths, após 25 anos, voltariam à tona para realizar diversos shows, incluindo um no megafestival Glastonbury. Todo mundo se animou. No entanto…adivinha só? Buá!

Em entrevista ao site da histórica revista britânica New Musical Express (NME), o ex-guitarrista da banda, Johnny Marr, negou pela culionésima vez a concretização dos sonhos de milhões de fãs mundo afora. Sua resposta foi categórica, com aquela ironia típica dos britânicos:

“Todos parecem saber mais a respeito de uma volta dos Smiths do que eu mesmo. Esses boatos são como um esporte para todos, exceto para quem integrou o grupo há 30 anos. Mas isso não irá ocorrer”.

Aproveitando a brecha, Marr aproveitou para anunciar o lançamento de seu primeiro álbum solo de fato. Trata-se de The Messenger, previsto para vir à tona no mercado inglês precisamente no dia 25 de fevereiro de 2013.

“Já estava na hora de estrear (como artista solo). Não queria estar na banda de alguém nesse momento da minha carreira. Sempre relutei em ser o front man, e fui feliz o bastante para integrar bandas com grandes vocalistas, então, não era necessário. Mas essa é a minha banda agora (a carreira solo), o front man precisa cantar e tocar guitarra, e felizmente faço os dois”.

Nascido na mítica Manchester em 31 de outubro de 1963, Johnny Marr liderou os Smiths ao lado do cantor Morrissey, com quem compunha as músicas da banda, que também incluia o baixista Andy Rourke e o baterista Mike Joyce, dois ótimos músicos.

Entre 1982 e 1987, a banda lançou clássicos como The Boy With The Thorn In His Side, Panic, Hand In Glove, Ask, Heaven Knows I’m Miserable Now e inúmeros outros, além de álbuns clássicos como The Queen Is Dead (1986).

Em meados de 1987, após cinco anos de grande produtividade que geraram oito álbuns (entre trabalhos de estúdio, compilações de singles e um disco ao vivo), Marr saiu fora do time, que poucos tempo depois anunciou o seu fim. Morrissey logo partiu para a carreira solo, na qual obteve até mais sucesso do que com o grupo, mas sem a mesma magia.

Marr, por sua vez, integrou bandas como Pretenders, Electronic (ao lado de Bernard Sumners, do New Order), The The, Modest Mouse, The Cribs e Johnny Marr And The Healers, entre outras, além de ter participado de gravações de Bryan Ferry, Talking Heads, Tom Jones, Beck e inúmeros, mas inúmeros outros artistas mesmo.

Curiosamente, só agora, meses antes de completar 50 anos, é que ele enfim lançará um disco creditado a ele como artista individual. Fica a curiosidade para saber como será. Mas se levarmos em conta seu talento e sua refinada mistura de rock básico, rockabilly, folk rock, country e pop,periga vir coisa muito boa por aí. Quanto aos Smiths…

Johnny Marr toca riffs dos Smiths e de outras bandas:

Show dos Smiths em Madrid nos míticos anos 80:

The Stone Roses fazem shows históricos

Por Fabian Chacur

Desde que anunciaram o seu retorno à ativa em outubro de 2011, após 15 longos anos longe de cena, os Stone Roses deixavam no ar como seria esse comeback, se um mero caça-níqueis ou uma celebração à sua brilhante obra.

Felizmente para seus inúmeros fãs, o quarteto formado por Ian Brown (vocal), John Squire (guitarra), Gary “Mani” Mounfield (baixo) e Alan “Reni” Wren (bateria) está mostrando desde os primeiros minutos de sua turnê, iniciada oficialmente no dia 8 de junho, em Barcelona, que não estão a fim de sujar a bela reputação da banda.

Neste fim de semana, a banda voltou a Manchester, sua cidade natal, para três shows, realizados sexta (29), sábado (30) e domingo (1º) no Heaton Park, perante uma multidão ensandecida que vibrou do primeiro ao último acorde em cada apresentação, mesmo com um dos espetáculos tendo sido realizado debaixo de chuva.

A turnê dos Stone Roses prevê um total de 27 datas, realizadas em festivais, shows ao ar livre e arenas de vários países, e já vai se garantindo como um dos grandes eventos do rock em 2012. Pena que, até o momento, não esteja prevista uma passagem pelo nosso país. Que ódio!

Surgidos em 1983, os Stone Roses entraram para a história com o lançamento de seu primeiro álbum, The Stone Roses (1989), uma fantástica mistura de psicodelismo, música eletrônica e dance music que rapidamente entrou na relação dos melhores álbuns de todos os tempos.

Infelizmente, uma longa luta jurídica manteve o quarteto longe dos estúdios de gravação, e seu segundo CD, The Second Coming, só chegaria às lojas em 1994. O imbroglio ajudou a deteriorar a relação entre os músicos, e em 1996 a banda saiu de cena.

Quando todos imaginavam ser impossível um reencontro entre seus integrantes, os Stone Roses anunciaram seu retorno em outubro de 2011, e agora fica no ar a expectativa em torno de novos lançamentos da banda, incluindo um possível registro da triunfal turnê de retorno e mesmo um álbum de estúdio com canções inéditas.

Conheça o set list do show dos Stone Roses no dia 1º/7 (domingo) :

I Wanna Be Adored
Mersey Paradise
(Song For My) Sugar Spun Sister
Sally Cinnamon
Where Angels Play
Shoot You Down
Bye Bye Badman
Ten Storey Love Song
Standing Here
Fools Gold
Something’s Burning
Waterfall
Don’t Stop
Love Spreads
Made Of Stone
This Is The One
She Bangs The Drums
Elizabeth My Dear
I Am The Resurrection

Waterfall, ao vivo em Barcelona em 2012, com os Stone Roses:

Veja documentário feito pela BBC sobre os Stone Roses:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑