Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: robin gibb

Robin Gibb nos deixa aos 62 anos

Por Fabian Chacur

O ano de 2012 está se mostrando pródigo em nos privar de grandes nomes da história da música pop. Agora, é a vez de nos despedirmos de Robin Gibb. O integrante dos Bee Gees morreu neste domingo, 20 de maio, vítima de um câncer que o desafiava há alguns anos.

Ele tinha apenas 62 anos, e se vai ironicamente no dia em que meu irmão Victor Riskallah Chacur, um fã incondicional de suas músicas, faria 58 anos (ele se foi em 1999, aos 44 anos). Segundo a Billboard, o grupo do qual fez parte, os Bee Gees, vendeu mais de 200 milhões de cópias pelo mundo afora.

Robin Gibb nasceu em 22 de dezembro de 1949, 35 minutos antes do que seu irmão gêmeo Maurice, que nos deixou em 2003. Os dois e o irmão mais velho Barry montaram o trio The Bee Gees quando eles ainda eram crianças, na Inglaterra. O grupo tomou força quando eles se mudaram para a Austrália.

Em 1967, após lançaram vários discos de sucesso na terra dos cangurús, eles voltaram à Inglaterra, onde estouraram rapidamente com New York Mining Disaster 1941. Era o início de uma primeira fase repleta de hits influenciados por Beatles e pela soul music, entre os quais I Started a Joke, Words e Massachusetts.

Um desentendimento entre os irmãos levou Robin a lançar em 1969 seu primeiro single solo, Saved By The Bell, em 1969, mas logo os irmãos voltaram a gravar juntos, estourando com canções do calibre de How Can You Mend a Broken Heart e Run To Me.

A voz de Robin era a mais grave, com Barry se valendo de falsete e Maurice ficando no meio, equilibrando as vocalizações marcantes e inconfundíveis do trio.

Em 1975, a banda, que vivia um momento de entressafra em termos de sucessos, mudou-se para Miami e lá, no estúdio Criteria, descobriu uma nova fórmula musical, com batidas dançantes e forte influência da então emergente disco music.

Esse momento atingiria seu auge na segunda metade dos anos 70, quando sua participação na trilha do filme Os Embalos de Sábado À Noite (1977) e o álbum Spirits Having Flown (1979) os tornaram o grupo mais popular do mundo, graças a hits como Night Fever, Stayin’ Alive, Too Much Heaven, Tragedy e inúmeros, mas inúmeros outros mesmo.

Nos anos 80, eles viveram nova fase de entressafra e inclusive umas férias entre 1983 e 1987, período no qual aproveitaram para lançar discos solo. Robin estourou com a dançante canção Juliet, que tocou à exaustão aqui no Brasil.

No fim daquela década, a banda voltou a atingir os primeiros postos das paradas, liderando os charts britânicos em 1987 com a faixa You Win Again e atingindo o sétimo posto nos EUA com One. A partir daí, o grupo passou a lançar novos álbuns de forma mais espaçada, mas sempre com sucesso, entre os quais o ótimo Still Waters (1997).

Devido aos problemas cardíacos de Barry, o grupo passou a fazer menos shows a partir da metade dos anos 90. Uma rara turnê, que incluiu apenas cinco shows (um por continente), gerou o álbum ao vivo One Night Only (1998), que vendeu bem nos formatos CD e DVD.

O último álbum de inéditas dos Bee Gees, o excelente This Is Where I Came In, chegou às lojas em 2001. Com a morte de Maurice em 2003, o grupo saiu de cena, sendo que Robin Gibb se manteve em constante atividade, gravando novas músicas e também um DVD ao vivo.

Robin se apresentou ao vivo no Brasil em 2005, e iria repetir a dose em 2010. Os shows foram adiados para abril de 2011, mas foram novamente cancelados, reflexo da doença que começava a minar as energias de Gibb.

O último trabalho de Robin Gibb foi lançado este ano. Trata-se de Titanic Requiem, peça de cunho erudito que ele escreveu em parceria com o filho, Robin-John Gibb, e na qual interpratava uma única canção.

Robin Gibb é o terceiro dos irmãos Gibb a nos deixar. Além dele e de Maurice, o mais novo da turma, Andy, morreu em 1988, com apenas 30 anos de idade. Ele gravava como artista solo, mas seus maiores hits levavam a assinatura dos irmãos, que também participavam dos discos nos vocais e instrumentos em hits como Shadow Dancing e Love Is Ticker Than Water. Andy cantou no Brasil em 1981.

Ouça Massachusetts ao vivo com os Bee Gees:

Ouça I Started a Joke, com os Bee Gees:

Ouça Juliet, com Robin Gibb:

Robin Gibb lançará trabalho com o filho RJ

Por Fabian Chacur

Em abril de 2011, Robin Gibb teve de cancelar em cima da hora a turnê que faria pelo Brasil. Posteriormente, tornou-se público que o astro lutava contra um câncer, que o levou a ser operado.

Graças a Deus, o integrante dos Bee Gees está se recuperando bem, como declarou recentemente à BBC Radio 2, em Londres. Segundo ele, a doença está praticamente vencida, o que o levou a voltar ao trabalho.

Na entrevista, Robin divulgou a data do lançamento de seu próximo projeto, Titanic Requiem, sua primeira incursão pela música erudita e feito em parceria com o filho RJ Gibb, de 29 anos.

O trabalho chegará às lojas físicas e virtuais no dia 19 de março de 2012, enquanto o show de lançamento ocorrerá em Londres no dia 15 de abril de 2012, no exato dia em que o célebre naufrágio do Titanic completará 100 anos.

Titanic Requiem teve suas 15 faixas interpretadas pela Royal Philharmonic Orchestra e pelo coral RSVP Voices, com produção a cargo de Cliff Masterson e Sawas Iosifides.

Três faixas contam com letras e vocais principais: Daybreak (interpretada pelo cantor erudito Mario Frangoulis), Christmas Day (a cargo da intérprete erudita Isabel Suckling) e Don’t Cry Alone, esta última marcando a única participação de Robin Gibb como intérprete no CD.

Na entrevista à BBC britânica, Gibb também garantiu que não esteve às portas da morte, como divulgaram os sempre ferinos tabloides britânicos. O cantor ainda não divulgou quando voltará às turnês. Ele esteve por aqui em 2005, quando fez shows bem elogiados.

Vale lembrar que, antes de seus problemas de saúde, estava sendo cogitada uma turnê que reuniria os irmãos Barry e Robin interpretando os grandes sucessos dos Bee Gees, banda cuja carreira foi interrompida com a morte de seu terceiro integrante, Maurice, em 2003.

Robin-John Gibb, que adotou o nome artístico RJ Gibb, é fruto do segundo casamento do integrante dos Bee Gees, e nasceu em 21 de janeiro de 1983. Ele atua como compositor, ator e músico.

Ouça Don’t Cry Alone, com Robin Gibb, de Titanic Requiem:

Veja um rápido making off de Titanic Requiem:

E Robin Gibb não veio ao Brasil! De novo!

Por Fabian Chacur

Neste fim de semana, mais precisamente neste sábado (9) e domingo (10), Robin Gibb deveria fazer em São Paulo, na Via Funchal, dois shows. Infelizmente, não era para ser.

Em comunicado postado no seu site oficial, o ex-integrante dos Bee Gees afirmou que teve de ser internado por problemas de saúde no dia 3/4, e recebeu a recomendação médica de não viajar ao Brasil.

Desta forma, o cantor e compositor britânico cancela pela segunda vez uma turnê pelo nosso país.

Ele tinha shows agendados por aqui para o final de 2010, mas, também por razões médicas, teve de adiá-los. Preocupante…

Os organizadores da turnê ainda demostram otimisto em realizar os shows ainda em abril. Vamos aguardar, mas não parece muito provável que isso ocorra.

Robin Gibb cantou pela primeira vez no Brasil em novembro de 2005, sendo em São Paulo no Credicard Hall.

Antes dele, apenas outro integrante da sua família, o saudoso Andy Gibb, feito shows por aqui, em 1981.

Enquanto aguardamos, que tal ouvir e ver More Than a Woman, ao vivo, com Robin Gibb? É o que nos resta fazer…

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑