Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: show (page 2 of 45)

Caçulinha celebra 60 anos de carreira com show entre amigos

caculinha 2019-400x

Por Fabian Chacur

Além de um grande músico, Caçulinha é considerado uma das figuras mais simpáticas e acessíveis do nem sempre muito simpático e acessível mundo do entretenimento no Brasil. Esse artista de grande naipe, plenamente ativo aos 79 anos de idade, celebrará 60 anos de uma carreira brilhante com um show em São Paulo no dia 6 de novembro (quarta-feira) às 21h no Teatro Itália (avenida Ipiranga, nº 344- Edifício Itália- Centro- fone 0xx11-3255-1979), com ingressos a R$ 50,00 (meia) e R$ 100,00 (inteira).

Com produção a cargo do talentoso e empreendedor Thiago Marques Luiz, o show terá no palco o multi-instrumentista que normalmente tem no piano seu parceiro mais constante e também uma boa amostra dos inúmeros amigos talentosos que fez nesses anos todos. Eis a escalação do time: Agnaldo Rayol, Wanderléa, Ronnie Von, Claudette Soares, Monica Salmaso, Simoninha, Zé Luiz Mazziotti, Luciana Mello, Ayrton Montarroyos, Tom Cavalcanti, Sérgio Reis, Vanda Cavalheiro, Tobias da Vai Vai e Edmilson Capelupi.

O show, que será gravado para posterior lançamento em CD e no formato digital pela gravadora Kuarup, trará uma seleção de grandes canções. Só para atiçar a curiosidade, vale revelar algumas delas, com seus respectivos intérpretes: Começaria Tudo Outra Vez (Gonzaguinha), com Agnaldo Rayol, A Saudade Mata (João de Barro e Antonio Almeida), com Wanderléa, A Praça (Carlos Imperial), com Ronnie Von, e Da Cor do Pecado (Bororó), com Luciana Mello.

Nascido em Piracicaba (SP) em uma família de músicos, Rubens Antonio da Silva (seu nome de batismo) tocou com Elis Regina, Clara Nunes, Luiz Gonzaga e Roberto Carlos, só para citar alguns mitos que fazem parte de seu currículo. Sua trajetória como músico na TV é impressionante, com direito a 25 anos no Domingão do Faustão e passagens por programas como Sai de Baixo e Todo Seu.

Começaria Tudo Outra Vez (ao vivo)- Caçulinha:

Samba de Rainha põe boa energia no domingo (20) dos paulistanos

Por Fabian Chacur

Que tal um programa musical de primeira para quem mora em São Paulo? Pois anote na agenda: neste domingo (20) a partir das 16h no Z-Largo da Batata (avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 724- Pinheiros- fone 0xx11-2936-0934), com ingressos a R$ 15,00 (antecipado) e R$ 25,00 (na porta). Trata-se da Festa de Domingo, que terá como atrações uma roda de samba com clássicos do gênero e participação aberta à plateia presente e, logo após, uma apresentação do sensacional grupo paulistano Samba de Rainha.

Com mais de 15 anos de estrada, o grupo feminino de samba liderado pela carismática vocalista Nubia Maciel desenvolve um trabalho sólido que já rendeu três ótimos CDs, shows ao lado de grandes nomes da música como Jorge Aragão, Benito di Paula, Leci Brandão, Jair Rodrigues e Tia Surica e a música Não Me Amarra Não ter sido incluída na trilha sonora do remake da novela global O Astro. É som pra levantar o astral e sacudir a poeira, sem medo de ser feliz.

Leia outros textos de Mondo Pop sobre esse grupo maravilhoso aqui .

Não Me Amarra Não (ao vivo)- Samba de Rainha:

Alexandre Arez mostra todo o seu romantismo em Sampa

alexandre arez-400x

Por Fabian Chacur

Se você é daqueles românticos inveterados, que se emocionam nos primeiros acordes de uma canção melódica e com letras emotivas, Alexandre Arez é uma pedida infalível. O cantor oriundo de São Bernardo do Campo investe em um repertório no qual o romantismo dá as cartas, ao ritmo de bolero, jazz, música latina em geral, MPB e pop. Ele se apresenta em São Paulo nesta sexta (4) às 21h no Paris 6 Burlesque Music Hall & Night Bistrô (rua Augusta, nº 2809- Jardins- fone 0xx11-3086-0009), com ingressos a R$ 80,00.

O nome de Alexandre começou a ficar nacionalmente conhecido após participar com destaque de programas de TV. Em 2002, lançou o seu primeiro álbum, Vida, que vendeu muito bem e lhe abriu de vez as portas do cenário musical. Desde então, lançou três outros trabalhos, sempre dedicados à música romântica. O seu repertório sempre traz clássicos do porte de Sabor a Mi, Besame Mucho, Solamente Una Vez, All I Ask Of You e El Dia Que Me Quieras.

O set list de suas apresentações também traz canções nacionais, como Negue e Estranha Loucura, e também algumas de cunho autoral, incluindo a recente Mil Doses e também Sem Juízo e Mi Bolero Favorito, entre outras. Alexandre Arez será acompanhado por Erick Pontes (violão e guitarra), Marcelo Góis (baixo), Lucas Serra (teclados) e Lukas Felli (bateria).

Mil Doses (clipe)- Alexandre Arez:

Roberta Campos e Yaniel Matos vão cantar juntos em Paraty (RJ)

Roberta-Campos-400x

Por Fabian Chacur

Sempre aberta a novas parcerias, a cantora, compositora e musicista mineira Roberta Campos celebra mais uma. É com o cantor, compositor, violoncelista e pianista cubano radicado no Brasil Yaniel Matos. “Um amigo me mostrou uns vídeos do Yaniel e me encantei! O jeito dele tocar cello é pulsante, muito bonito e combina com a delicadeza de minhas canções. Nos demos bem de primeira, nossa arte fala a mesma língua”, comenta.

Os dois irão se apresentar juntos no dia 4 de outubro (sexta-feira) às 21h na Festa Latina, que será realizada na cidade de Paraty (RJ), uma das mais belas e culturais do estado do Rio de Janeiro. O evento está programado para a Quadra da Matriz, com entrada gratuita. Eis uma promissora parceria que se inicia.

Formado em música pelo Instituto Superior de Arte de Havana, Yaniel teve influência e inspiração de craques da música como Chucho Valdés e Isaac Delgado. Ele se mudou para o Brasil, mais especificamente para São Paulo, em 2000. No seu currículo, temos algumas turnês internacionais, gravações e shows com artistas como Carlinhos Brown, Lenine, Kiko Loureiro, Angra, Timbalada e Fabiana Cozza, só para citar alguns. Ele toca vários instrumentos além do violoncelo e do piano, os mais frequentes.

O artista cubano desenvolve uma carreira-solo que já rendeu álbuns elogiados como La Mirada (2014) e Carabali (2016). Ele também integra o Mani Padme Trio com Ricardo Mosca (bateria) e Du Moreira (baixo), formação que rendeu recentemente o álbum Voo (2016).

Com 10 anos de carreira discográfica, Roberta Campos se firmou no cenário brasileiro como uma das mais consistentes figuras da cena folk brasileira, com sua bela voz e capacidade de interpretar bem suas composições e também canções alheias. Seu lançamento mais recente é o ótimo DVD Todo Caminho É Sorte- Ao Vivo (Deck). Leia mais sobre ela aqui.

Habana (clipe)- Yaniel Matos:

Abacaxepa lança Caroço com um show no Auditório Ibirapuera (SP)

Abacaxepa_FotoFloraNegri_02-400x

Por Fabian Chacur

Com uma estética sonora e visual bastante influenciada pela música brasileira dos anos 1970 e muito bem adaptada para os tempos atuais, a banda Abacaxepa vai aos poucos cativando um público fiel graças à consistência e energia de seu trabalho. Seu primeiro álbum, Caroço, lançado pelo selo YBmusic e disponível nas plataformas musicais, será lançado com um show em São Paulo nesta sexta (13) às 21h no Auditório Ibirapuera (avenida Pedro Álvares Cabral- Portão 2 do Parque Ibirapuera- fone 0xx11-3629-1075), com ingressos a R$ 15,00 (meia) e R$ 30,00 (inteira).

Carol Cavesso (voz), Bruna Alimonda (voz), Rodrigo Mancusi (voz), Juliano Verissimo (bateria e percussão), Ivan Santarém (guitarra e violão), Fernando Sheila (baixo), Vinícius Furquim (Rhodes, órgão Hammond e sintetizadores), integrantes do grupo radicado em São Paulo, criaram o Abacaxepa em 2016, durante as aulas de música que tiveram na Escola Superior de Artes Célia Helena. Portanto, a abordagem teatral de seu trabalho tem uma origem nobre.

Os ótimos singles Pimenta e O Dia Que Maria Levantou e o lançamento de um EP em 2018 ajudaram a impulsionar o Abacaxepa, além de shows costumeiramente lotados nos quais suas vocalizações bacanas e uma mistura afiada de rock, reggae, ritmos nordestinos, MPB, psicodelia, experimentalismos mil e muito mais encontram o local mais adequado.

Duas das músicas de Caroço (ouça o álbum em streaming aqui) já possuem videoclipes. São elas o reggae-xote Piracema e a roqueira Remédio Pra Gente Grande (veja o clipe aqui), duas belas amostras de um trabalho caudaloso e dos mais expressivos da novíssima geração da música brasileira.

Piracema (clipe)- Abacaxepa:

Jaloo lança novo álbum em show com convidados em São Paulo

jaloo-400x

Por Fabian Chacur

Nesta sexta-feira (6), o cantor, compositor, DJ e produtor paraense Jaloo completará 32 anos. Como forma de celebrar e também partilhar essa data festiva com os fãs, ele fará um show em São Paulo a partir das 23h30 no Cine Joia (Praça Carlos Gomes, nº 62- Liberdade- fone 0xx11-3101-6318), com ingressos a R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira). A apresentação também tem como objetivo o lançamento oficial do segundo álbum dele, Ft, e trará vários convidados especiais.

Em seu primeiro álbum, #1 (2015), Jaloo se incumbiu de todos os sons registrados. Desta vez, resolveu trazer para a gravação diversos convidados, o que ficou explícito no título deste novo trabalho, Ft, abreviatura para o termo em inglês featuring (com a participação, em tradução livre). Alguns deles marcarão presença neste show em Sampa City.

A talentosa MC Tha, por exemplo, fará um dueto com o dono da festa em Céu Azul, espécie de sambão eletrônico que se tornou um hit instantâneo. Karol Konka (em Dom), Lucas Santtana (em Cira, Regina e Nana) e Lia Clark (em Movimenta) completam as participações mais do que especiais.

O artista será acompanhado por uma banda composta por Milian Dolla (programação eletrônica e bateria), George Costa (percussão) e Michele Cordeiro (guitarra). O espetáculo será dividido em dois atos, trazendo as novas canções e os hits dos trabalhos anteriores (ele também lançou três EPs), como A Cidade, Chuva, Last Dance e Tanto Faz.

Jaime Melo Maciel Júnior nasceu em 6 de setembro de 1987 em Castanhal, Pará, e iniciou a carreira fazendo remixes e mashups de trabalhos alheios. A partir de 2014, mergulhou em composições próprias, nas quais mescla música eletrônica, tecnobrega, música popular brasileira e indie pop com um resultado no qual sua voz doce e melódica faz a diferença. Ele participou do Lollapalooza Brasil 2017 e é presença constante em programas de TV.

Céu Azul– Jaloo ft. MC Tha:

Ithamara Koorax volta a SP para show nesta 4ª no Sesc 24 de Maio

ithamara koorax-400x

Por Fabian Chacur

Ter como madrinha artística Elizeth Cardoso, a Divina, não é para qualquer uma. E a cantora oriunda de Niterói Ithamara Koorax, felizmente, fez jus a essa rara deferência de uma das nossas melhores cantoras. Ela celebra 30 anos de estrada e está divulgando o seu mais recente álbum, All Around The World, que a traz de volta a São Paulo após sete anos para show nesta quarta (4) às 21h no Teatro Sesc 24 de Maio (rua 24 de Maio, nª 109- Centro- fone 0xx11-3350-6256), com ingressos de R$ 12,00 a R$ 40,00.

Com direção musical do craque Arnaldo DeSouteiro, Ithamara terá a seu lado nesta apresentação um trio afiadíssimo composto por Paula Faour (piano), Jorge Pescara (baixo) e Cesar Machado (bateria). Além de canções do novo trabalho, o 25º de sua discografia, a intérprete reservou espaço em seu set list para alguns clássicos da bossa nova, estilo musical que abraçou desde o início de sua carreira. Vale lembrar que ela gravou com alguns ícones desse gênero, como Tom Jobim, Marcos Valle, Luiz Bonfá e outros desse calibre.

Versátil, Ithamara já teve dez músicas incluídas em trilhas sonoras de novelas globais. Com forte formação jazzística também, ela volta e meia marca presença nas listas de melhores intérpretes de jazz da venerada revista americana Downbeat, ombreando com colegas do porte de Diana Krall e Cassandra Wilson. Ela já cantou em mais de 20 países, e atuou ao lado de mestres como Ron Carter, Larry Coryell, Dave Brubeck, John McLaughlin e Claus Ogerman, só para citar alguns deles. A moça tem currículo!

A Rã– Ithamara Koorax:

Marcos Munrimbau mostra seu show Aquarela de Batons em SP

marcos munrimbau-400x

Por Fabian Chacur

Aquarela de Batons é o nome do show que o cantor e compositor Marcos Munrimbau apresenta nesta sexta-feira (30) às 21h em São Paulo no Teatro UMC (avenida Imperatriz Leopoldina, nº 550- Vila Leopoldina- fone 0xx11-2574-7749), com ingressos a R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira). Ele será acompanhado pelas musicistas Anete Ruiz (teclados, piano), Amanda Ferraresi (violoncelo) e Paula Padovani (bateria e percussão).

O fato de ser acompanhado por três mulheres não ocorre por acaso, nesse show específico. O espetáculo, cujo set list traz composições de autoria de Munrimbau, equivale, nas palavras do próprio artistas, a “uma homenagem às mulheres de todas as tribos”. O título, escolhido de forma original e muito feliz, reflete exatamente essa pluralidade por trás do universo feminino.

Uma das canções de destaque do show será Quando Você Se Aproxima, uma delicada balada com influências eruditas que ganhou um videoclipe dirigido por Edgar Bueno com participação da atriz Juliana Ladeira e cenas gravadas na praia do Capricórnio, localizada na cidade de Caraguatatuba (SP).

Marcos Munrimbau é autor de músicas como Desabafo, Tempos de Colheita e Medo, que entraram em trilhas sonoras de diversos espetáculos teatrais. Com um timbre vocal belíssimo que traz ecos de Milton Nascimento, ele se apresenta ao vivo com frequência na capital, interior e litoral do estado de São Paulo, além de ter cantado no Blue Note, em Paris. Também educador, ele criou o projeto Vozes Cidadãs, que desde 1990 promove inclusão social através da música.

Quando Você se Apaixona– Marcos Munrimbau:

Barão Vermelho faz show em SP para apresentar seu álbum Viva

barao vermelho 2019-400x

Por Fabian Chacur

Desde que o Barão Vermelho lançou seu mais recente CD de inéditas, em 2004, muita coisa mudou. Roberto Frejat e Rodrigo Santos saíram do time, que recebeu como reforço o cantor, compositor e guitarrista Rodrigo Suricato. Além disso, o tecladista e compositor Maurício Barros, membro fundador do grupo que saiu em 1988 mas que na prática sempre se manteve por perto, em shows e assinando músicas, voltou de vez. A seu lado, outro criador do grupo, o baterista Guto Goffi, e o guitarrista Fernando Magalhães, há mais de 30 anos no time.

É com essa nova escalação e repleta de energia que a seminal banda carioca lança Viva, trabalho composto apenas por composições dos atuais integrantes do time. A primeira amostra, o visceral single A Solidão Te Engole Vivo, saiu no final de 2018. Agora, é a vez do o produto completo, já disponível nas plataformas digitais e em breve também em CD e possivelmente vinil.

E é para mostrar faixas desse trabalho e também dar uma geral em seus principais hits que o Barão Vermelho versão 2019 volta a São Paulo para show neste sábado (24) às 22h na Casa Natura (rua Artur de Azevedo, nº 2.134- Pinheiros- fone 0xx11-3031-4143), com ingressos custando de R$ 40,00 a R$ 200,00. Entre as novas, destaque para Eu Nunca Estou Só, que no álbum conta com a participação do rapper BK, e a já citada A Solidão Te Engole Vivo.

Leia entrevista com Fernando Magalhães aqui.

Leia entrevista com Rodrigo Suricato aqui.

Eu Nunca Estou Só (clipe)- Barão Vermelho e BK:

Coke Luxe e seu rockabilly vintage faz show em São Paulo

coke luxe bar brahma 2-400x

Por Fabian Chacur

Eduardo Moreira, o Eddy Teddy (1950-1997) foi um dos caras mais legais que tive a honra de conhecer no meio musical. Ele organizava no início dos anos 1980 incríveis reuniões em sua casa juntando colecionadores de discos e músicos conhecidos, mistura de feira de discos e palco para jam sessions inesquecíveis. Ele também era cantor e guitarrista, e liderou uma banda que deixou marca na cena rocker brasileira, a Coke Luxe.

Se Eddy infelizmente não está mais conosco, deixou um bom fruto, seu filho Luiz Teddy, que desde 2017 resgatou o Coke Luxe com alta categoria. A banda toca neste domingo (18) em festa que começa a partir das 13h no Nos Trilhos (rua Visconde de Parnaíba, nº 1.253- Mooca- fone 0xx11-99203-2803), com ingressos de R$ 10,00 a R$ 30,00.

O Coke Luxe foi criado em 1981 por Eddy Teddy, que também integrou bandas como Rockterapia, Satisfaction, British Beat e Spectral Zoo. Inspirados no revival do rockabilly dos anos 1950 promovido na época por bandas como os Stray Cats, o time também contava com os experientes Billy Breque (guitarra, também do grupo Pholhas), Little Piga (contrabaixo) e Jipp Willis (bateria). Em pouco tempo, conquistaram um fã-clube fiel, especialmente em São Paulo.

O quarteto lançou dois discos, o compacto É Rockabilly (1983) e o LP Rockabilly Bop (1984), ambos pela Baratos Afins, que em 2001 reuniu o conteúdo desses dois trabalhos, acrescido de faixas bônus, em único CD (ouça aqui).

Com o carisma de seu cantor e o entrosamento de seus músicos, eles fizeram inúmeros shows e participações em programas de TV. Em 1984, por exemplo, foram a banda principal de um show que também contou com os então iniciantes Legião Urbana e Zero, no Centro Cultural São Paulo.

O Coke Luxe se manteve na ativa até o fim dos anos 1980. Com as mortes de Eddy em 1997 e de Litte Piga em 2004, parecia ter saído de vez de cena. No entanto, Luiz Teddy, integrante dos grupos The Krents (que lançou um CD pela mesma Baratos Afins) e Run Devil Run resolveu resgatar a banda do pai com Billy Breque e Jipp Willis e trazendo para a vaga de Litte Piga o ótimo Big Marcel, ex-integrante dos grupos Alex Valenzi & The Hideaway Cats e Grilos Barulhentos.

O retorno em 2017 ocorreu apenas como forma de marcar os 20 anos da precoce partida de Eddy Teddy, mas a repercussão foi tão boa que desde então volta e meia temos Coke Luxe em cena, com apresentações recentes em lugares como o Sesc Belenzinho e no aniversário de São Caetano do Sul (SP). No repertório, petardos do porte de Roque o Azarado, Buzum, I.N.P. Rock, 20º Andar e Ouvir Rock ‘N’ Roll. Para curtir e dançar a mil por hora!

Buzum (ao vivo)- Coke Luxe:

Older posts Newer posts

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑