Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: teatro central das artes

Reteté Big Band mostra o seu som swingado em São Paulo

retete big band 2016-400x

Por Fabian Chacur

Manter uma big band no Brasil durante dez anos não é tarefa simples. Ainda mais se o time em questão for de primeira linha. Esse é o caso da Reteté Big Band, que comemora em 2016 sua primeira década. Eles tocam nesta terça (2/2) às 21h30 no Teatro Central das Artes–sub 3 (rua Apinajés, 1.081 – Sumaré-SP- fone: 0xx11-3865 4165 www.centraldasartes.com.br ), com couvert a R$ 20,00. Eles voltarão ao mesmo local nos dias 16 e 23 de fevereiro.

Liderado pelos músicos Thiago Alves e Paulo Malheiros, a Reteté Big Band também inclui em sua escalação gente talentosa como Sidmar Vieira, Jorginho Neto, Jota P. e Cássio Ferreira. Um time coeso, que mescla composições próprias e standards do jazz escolhidos a dedo com arranjos swingados assinados por Malheiros, Carlos C. Iafelice, Alexandre Mihanovic e pelos mestres Thad Jones e Oliver Nelson.

A banda ganhou o concurso Novos Talentos do Savassi Jazz Festival em 2012. Em 2015, lançou o seu primeiro CD, Chama Vida. No ano em que comemoram dez anos de estrada, eles farão diversos shows, incluindo esses três no Central das Artes, e prometem colocar no mercado o segundo álbum, cujo título já está definido como Modal Winds.

Yesterdays (de Jerome Kern, ao vivo)- Reteté Big Band:

Show da Reteté Big Band tocando Count Basie e Tad Jones:

Ted Falcon tocará em SP com Thiago Espírito Santo em 6/11

thiago e ted-400x

Por Fabian Chacur

Ted Falcon é violinista e nasceu nos EUA. O brasileiro Thiago Espírito toca baixo elétrico. Eles possuem vários trabalhos paralelos, mas volta e meia estão atuando juntos, o que ocorre desde 2009. No próximo dia 6 de novembro (sexta-feira) às 21h, o duo toca no Teatro Central das Artes Sub 3 (rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone 0xx11-3865-4165), com couvert a R$ 20,00.

O repertório do show terá músicas autorais e também obras de nomes importantes como Herbie Hancock, Chick Corea, João Donato e Luiz Gonzaga, entre outros. Falcon vive no Brasil desde 2007, mais precisamente em Brasilia, e sua parceria com Thiago está rendendo momentos bem interessantes em termos musicais.

O violino entrou na vida de Ted Falcon logo aos 5 anos de idade, quando começou a estudar em termos formais, ele que é filho de um músico profissional que tinha Villa-Lobos no repertório. Ele logo se interessou por música brasileira, e dedicou-se ao bandolim brasileiro e ao chorinho. Ainda nos EUA, integrou o grupo Los Angeles Choro Ensemble.

Em seu currículo, Falcon conta com trabalhos ao lado de Dominguinhos, Armandinho Macêdo e Hermeto Pascoal. Recentemente, fez uma turnê pelos EUA ao lado do violonista brasileiro Alessandro Penezzi, além de ter lançado sete CDs, sendo o mais recente em dupla com o violonista Felix Junior. Um americano de alma brasileira é boa definição para ele.

De família de músicos, Thiago Espírito Santo tem 22 anos de carreira. Sua discografia com mais de 12 itens inclui como títulos mais recentes The Jazz Tradition (2011) e Alma de Músico- Musician’s Soul (2014). Ele já tocou com Dominguinhos, Toninho Horta, George Benson, Hermeto Pascoal e Jair Rodrigues, além de atuar como produtor, produtor, palestrante e professor de música.

Disparada (ao vivo) Ted Falcon e Thiago Espirito Santo:

Daniel Nascimento mostra as surpresas da Cova dos Leões

COVA DOS LEOES-400x

Por Fabian Chacur

Que tal ir a um show no qual você não terá previamente a menor dica do que irá ocorrer em cena? Eis o mote da apresentação que o cantor e guitarrista Daniel Nascimento irá realizar nesta quarta-feira (21) às 21h no Teatro Central das Artes Sub 3 (rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone 0xx11-3865-4165), com couvert artístico a R$ 20,00.

Bem, dizer que você não terá a menor ideia do que irá ocorrer em cena é um certo exagero. Algo você saberá de antemão, sim. Daniel e os cinco músicos que o acompanham no espetáculo Cova dos Leões Com Daniel Nascimento irão investir em um repertório definido por eles como de “temas conhecidos e de famosas músicas que não existem, que serão criadas na hora, com a ajuda da plateia”. Ou seja, quem estiver vendo irá virar parceiro involuntário dos caras.

O time traz em sua escalação, além de Daniel nos vocais e guitarra, os músicos Bruno Belasco (trompete), Gabriel Gaiardo (teclados) e Lucas Macedo (sax). A nota triste fica por conta de Paulinho Vicente (bateria) e Nino Nascimento (baixo), que farão sua última performance como integrantes deste projeto. Que seja uma despedida bacana, com direito a improvisos dignos do jazz e boas surpresas.

A Big Banda de Nelson Ayres dá início a temporada em SP

NELSON AYRES-400x

Por Fabian Chacur

O consagrado maestro e pianista Nelson Ayres reativa neste mês um de seus projetos mais bem-sucedidos e influentes. Trata-se da sua Big Banda, que a partir de 1973 e durante mais de sete anos se apresentou em lugares como o Opus 2004 e Teatro Augusta com grande sucesso, investindo em som instrumental com influências de jazz e música brasileira. O novo time tocará todas as terças-feiras de setembro no Teatro Central das Artes Sub 3 (rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone 0xx11-3865-4165), a começar da próxima (dia 15), às 21h, com couvert artístico a R$ 20,00.

A nova escalação da Big Banda inclui músicos que tocaram naqueles heroicos anos 1970, como Hector Costita e Carlos Alberto Alcântara, e também contará com a participação de Walmir Gil e de outros músicos talentosos, oriundos de distintas gerações. O que os une é a busca por uma sonoridade inventiva e com espaços para improvisação e set list composto por clássicos de jazz e da música brasileira escolhidos a dedo.

Nascido em 19 de janeiro de 1947, Nelson Ayres começou tocando acordeom, mas logo seguiu os passos da mãe, dedicando-se ao piano. Estudou no exterior e gravou e fez apresentações ao vivo com artistas do mais alto calibre, entre os quais Dizzy Gillespie, Benny Carter, Chico Buarque, Milton Nascimento, Nana Caymmi e Cesar Camargo Mariano. Ele integrou o consagrado grupo Pau Brasil e também foi regente da Orquestra Jazz Sinfônica.

Mientras– Nelson Ayres:

Frevo de Orfeu (Tom Jobim) – Orquestra Jazz Sinfônica, maestro Nelson Ayres:

Show comemora o sucesso de coletivo de big bands em SP

MOVIMENTO ELEFANTES LOGO-400x

Por Fabian Chacur

Ser o único coletivo de big bands do Brasil não é pouca coisa. Comemorar dois anos de apresentações em São Paulo, então, é façanha para se comemorar e muito. A festa dos dois anos do Movimento Elefantes no palco do Teatro Central das Artes(rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone 0xx11-3865-4165) rola nesta segunda (27) às 21h, e promete ser de arromba. Couvert: R$20.

O auge das big bands nos EUA ocorreu durante as décadas de 1930 e 1940, período em que essas orquestras fabulosas agitavam o público com arranjos irresistíveis, sonoridades bem bacanas e de quebra cantores (ou “crooners”, como se dizia naqueles anos) de primeiríssima linha. O Movimento Elefantes busca resgatar esse formato no Brasil, com ótimos resultados.

Doze big bands integram esse coletivo. São elas: Banda Urbana, Banda Jazzco, Speaking Jazz, Freedom Big Band,SP Jazz Big Band, Grupo Comboio, Ensemble Brasileiro, Orquestra HB, Projeto Coisa Fina, Big da Santa, Banda Arruda Brasil e Banda Meretrio. Elas tem se revezado nos últimos dois anos, sempre às segundas, no palco da Central das Artes.

Este show comemorativo terá no palco uma banda coletiva, formada por integrantes dos diversos times musicais. No repertório, músicas e arranjos das grandes bandas e dos arranjadores mais interpretados por eles, entre os quais Thad Jones, Sammy Nestico, Count Basie e Stan Kenton, mestres da era de ouro das big bands. Para curtir e dançar.

www.movimentoelefantes.com.br
http://instagram.com/movelefantes
http://twitter.com/movelefantes

Marcos Hasselmann celebra mestre Sinatra em São Paulo

MARCOS HASSELMANN_n-400x

Por Fabian Chacur

O centenário de Frank Sinatra será celebrado nesta terça-feira (7) em show do cantor Marcos Hasselmann no qual será acompanhado pela Sampa Combo Band. A apresentação terá início às 21h, com couvert artístico a R$ 20,00. O local é o Teatro Central das Artes (rua Apinajés, 1.081- Sumaré- fone 0xx11-3865-4165).

A parceria entre Hasselmann e a big band brasileira traz como objetivo resgatar o som e o espírito de uma época de ouro da música americana, o das décadas de 1930 e 1940, na qual as grandes bandas marcavam com seu som dançante e seus intérpretes de primeira linha. Foi exatamente nessa cena que Frank Sinatra foi revelado para o mundo.

O repertório do show desta terça (7) dará uma geral nos grandes hits do The Voice, indo desde os tempos em que ele era o crooner da mitológica orquestra de Tommy Dorsey e passando por clássicos dos musicais, das trilhas sonoras de cinema e TV, com direito a algumas das mais marcantes canções do songbook americano. Coisa fina!

Cheek To Cheek– Marcos Hasselman e Sampa Combo Band:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑