Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: teatro rival

Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro lança um álbum autoral

OrquestraSanfônicaRJ_Foto-CyntiaCSantos-400x

Por Fabian Chacur

A sanfona é um dos instrumentos musicais que melhor se inseriu na cultura popular brasileira, não só marcando presença com destaque em vários estilos da nossa rica musicalidade como também ampliando com frequência essa participação. Um bom exemplo é o fato de termos uma orquestra de sanfonas em pleno Rio de Janeiro, reduto máximo do samba. É a Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro, que lança um novo CD com show neste sábado (23) às 19h30 no Teatro Rival (rua Álvaro Ramos, nº 33-37- Centro- fone 0xx21-2240-4469), com ingressos a R$ 35,00 (meia) e R$ 70,00 (inteira).

A Orquestra Sanfônica do Rio Janeiro foi criada e tem como maestro Marcelo Caldi, um dos músicos de maior prestígio neste instrumento cuja trajetória traz diversos trabalhos individuais e também parcerias com músicos do gabarito de Hamilton de Holanda, Maurício Carrilho e Silvério Pontes. Ele também é conhecido como educador, e criou um método próprio de ensinar a tocar sanfona que envolve um esforço coletivo.

Criada em 2015, a orquestra liderada por Caldi conta com 15 sanfoneiros, 3 cantores, 2 percussionistas, um baixista e um rabequeiro, oriundos do Rio e também do Maranhão, Rio Grande do Sul, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Vários dos sanfoneiros entraram no cenário musical como discípulos do maestro, e desde o início uma das práticas é a realização de aulas semanais.

Nesses quatro anos, a Sanfônica já realizou homenagens a Jackson do Pandeiro, Pixinguinha e Luiz Gonzaga, e se apresentou em teatros e ao ar livre em diversas ocasiões, sempre com boa repercussão por parte do público.

O novo CD traz 15 composições autorais e inéditas, algumas de Caldi em parceria com integrantes da orquestra como Yeda Maranhão, Rodrigo Bis, Roberto Kauffmann e Alberto Magalhães e outras com os consagrados Silvério Pontes e Chico Salles. A sonoridade se divide entre baião, xote, maxixe, choro, valsa e quadrilha, só para citar algumas vertentes da música brasileira seguidas por Caldi e seus afiados discípulos.

Lembrei do Ceará (ao vivo)- Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro:

Elza Soares homenageia Lupicinio em shows

Por Fabian Chacur

Lupicínio Rodrigues completaria cem anos de idade em 16 de setembro deste ano. Como forma de homenagear o histórico e genial compositor gaúcho, que nos deixou em 27 de agosto de 1974, Elza Soares preparou o show 100 Anos de Lupicínio Rodrigues, que apresentará no Teatro Rival, no Rio, e no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, São Paulo. Desde já, absolutamente imperdíveis.

Amiga do saudoso mestre da música popular brasileira, Elza escolheu uma de suas músicas para seu primeiro single, Se Acaso Você Chegasse, lançado em 1960. Um sucesso certeiro que certamente estreitou os lanços entre os dois em termos artísticos. No repertório do show, teremos, além desse primeiro sucesso, clássicos como Esses Moços e Nervos de Aço, só para citar dois do autor de Nunca, Felicidade e tantas outras pérolas musicais.

Elza Soares dispensa apresentações. Há mais de 50 anos na ativa, é uma de nossas mais originais e swingadas cantoras, com versatilidade e jogo de cintura para interpretar samba, bossa nova, boleros, marchinhas, blues, rock e até mesmo música eletrônica, nunca comprometendo sua musicalidade própria. Ela se recuperou de uma operação na coluna e está nova em folha, felizmente, no auge de seus 76 anos de idade muito bem vividos, por sinal.

Os shows no Rio serão nos dias 2 e 3 de maio, sempre às 19h, no Teatro Rival (rua Álvaro Alvim, 33/37-Cinelândia- fone 0xx21-2240-4469), com ingressos de R$ 40,00 a R$ 80,00. Em São Paulo, as apresentações terão como palco o Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros (rua Paes Leme, 95-Pinheiros- 0xx11-3095-9400- www.sescsp.org,br ) nos dias 9 e 10/5 (às 21h) e 11/5 (às 18h), com ingressos de R$ 10,00 a R$ 50,00.

Se Acaso Você Chegasse, com Elza Soares (versão original):

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑