Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: toquinho

Mutinho mostra as músicas de Meu Segredo no Bar Brahma

mutinho meu segredo-400x

Por Fabian Chacur

Mutinho está há mais de 50 anos na cena musical brasileira. Nesses anos todos, brilhou como baterista e compositor, tendo atuado ao lado de Toquinho, Vinicius de Moraes, Elis Regina, Nara Leão, Pery Ribeiro, Chico Buarque, Leny Andrade e outros. No entanto, ele só havia lançado um único disco próprio, um compacto duplo em 1977. Faltava um álbum completo. Não falta mais. Lançado pela gravadora Kuarup, Meu Segredo já está disponível nas plataformas digitais e em uma magistral versão em CD com direito a capa do mestre Elifas Andreato e encarte luxuoso. O show completo de lançamento em São Paulo será realizado nesta quarta-feira (9) às 21h no Bar Brahma (avenida São João, nª 677- Centro- fone 0xx11-2039-1251), com couvert artístico a R$ 30,00.

Meu Segredo teve um parto complicado, digamos assim, pois suas gravações foram realizadas durante longos cinco anos, com início em 2012 e finalização em 2017. Mas valeu a pena a espera. E convenhamos: para quem aguardava por essa realização desde a década de 1960, até que não demorou tanto assim… O repertório é totalmente autoral, mesclando composições inéditas e outras gravadas anteriormente, parcerias com Vinícius de Moraes, Toquinho, João Palmeiro, Carlos Chagas, Marcio Mutalupi e Luiz Carlos Seixas.

As sonoridades se alternam entre samba, marcha-rancho, bossa nova, valsa e latinidade, com direito a belas melodias e letras inteligentes e sensíveis. Temos as participações especiais da saudosa Miúcha e também de Toquinho e Georgiana de Moraes, esta última filha do inesquecível Poetinha.

Com concepção artística e produção artística de Wagner Amorosino, Bruno De La Rosa e Marcos Alma, o CD conta em seu elenco de músicos com feras do porte de Silvia Góes (piano), Fi Maróstica (baixo) e Alex Braga (violino), entre outros. Um dos destaques é a deliciosa faixa Turbilhão, hit na gravação de Toquinho & Vinícius em 1975 e muito bem relida aqui.

No show, Mutinho, baterista que assumiu seu lado vocalista neste CD, terá a seu lado Bruno De La Rosa (violão e voz), Wagner Amorosino (teclado) e Nicolo De Caro (percuteria). No show, as canções do CD e outras, entre as quais possivelmente outro hit de Toquinho & Vinícius que leva a sua assinatura, Escravo da Alegria. Como se não bastasse tanto currículo, Mutinho ainda é sobrinho do grande compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues. Aliás, seu nome de batismo é Lupicinio Morais Rodrigues, e também tem origem nos pampas gaúchos, nascido em Porto Alegre em 4 de fevereiro de 1941. Mas que baita pedigree, tchê!

Ouça Meu Segredo, de Mutinho, em streaming, na íntegra:

Toquinho comemora 50 anos de bela carreira com DVD/CD

toquinho 50 anos capa dvd-400x

Por Fabian Chacur

Toquinho é um desses nomes tão grandes da nossa música popular que às vezes pode parecer que é menos louvado do que deveria. Mas há uma explicação para isso: sua elegância. Cantor, compositor, violonista, ele mantém desde o início de sua carreira, na década de 1960, uma postura humilde, sóbria e sem cair em excessos ou estrelismo. Para comemorar meio século de trajetória artística, ele acaba de lança o DVD/CD 50 Anos de Carreira (Deck), um trabalho enxuto, bem feito e à altura da trajetória desse craque da canção popular brasileira.

Antonio Pecci Filho, nascido em São Paulo em 6 de julho de 1942 e apelidado Toquinho pela mãe, tornou-se conhecido ao lançar parcerias com Jorge Ben como Carolina Carol Bela e Que Maravilha. A seguir, tornou-se parceiro de palcos, discos e composições de ninguém menos do que Vinícius de Moraes. A dupla, com enorme sucesso de público e critica, durou uma década, encerrando-se apenas devido à morte prematura do grande Poetinha em 1980.

Como artista solo, consagrou-se de vez com o estouro de Aquarela, em 1983, e não só lançou trabalhos individuais bem bacanas como também manteve parcerias com craques como Paulinho da Viola, Chico Buarque, MPB-4, Sadao Watanabe e vários outros. Nos últimos anos, mostrou-se aberto ao intercâmbio com as novas gerações, atuando ao lado de Paulo Ricardo, Tiê, Veronica Ferriani e Anna Setton, por exemplo.

O DVD/CD equivale a uma pequena amostra dessa trajetória, gravado ao vivo em duas sessões no dia 25 de março de 2016 no Teatro WTC, Hotel Sheraton, em São Paulo. A seu lado, uma banda composta por Guga Machado (percussão), Ivâni Sabino (baixo), Nailor Proveta Azevedo (clarinete e sax alto) e Pepa D’Elia (bateria), um time afiado que se mostra muito adequado e ensaiado para acompanhar um dos melhores violonistas brasileiros de todos os tempos.

O repertório dos 55 minutos de show traz 24 músicas acomodadas em 14 faixas, sendo apenas uma delas de fora do repertório do artista, A Noite, sucesso da cantora Tiê que ela interpreta ao lado de seu padrinho artístico. De resto, temos desde o primeiro sucesso, Que Maravilha, até a recente Quem Viver Verá, de 2011. Além de Tiê, participam Anna Setton, Verônica Ferriani, Mutinho e Paulo Ricardo.

Com efeitos cênicos simples e bem concatenados, entre os quais três telões com imagens ilustrando cada canção, o show traz Toquinho à vontade, cantando com sua voz agradável e doce e contando pequenos ‘causos’ entre uma música e outra, entre os quais uma deliciosa recordação de episódio envolvendo sua assumida hipocondria. Da ótima banda, o destaque é o lendário Proveta, que dá um colorido especial às canções com seus belos e inspirados solos.

Da fase com Vinícius, temos representadas A Tonga da Mironga do Kabuletê, Tarde em Itapoã (dueto com Paulo Ricardo), Samba de Orly e O Velho e a Flor/Veja Você (dueto com Verônica Ferriani), entre outras. As canções dedicadas ao público infantil aparecem em um pot-pourry que traz A Casa, O Pato, O Ar (O Vento), A Bicicleta e O Caderno.

Os megahits Que Maravilha, Turbilhão (dueto com o parceiro Mutinho) e Aquarela não poderiam ficar de fora, e não ficaram. Nos extras do DVD, temos pequenos depoimentos de amigos como Galvão Bueno, Roberto Menescal, Zico, Eliane Elias e Ivan Lins, e 10 minutos deliciosos nos quais Toquinho mostra seu talento como solista de violão, tocando sozinho e em estúdio maravilhas como Abismo de Rosas, Bachianinha nº 1 (do seu mestre Paulinho Nogueira) e Gente Humilde, entre outras.

Toquinho 50 Anos de Carreira equivale a uma deliciosa viagem por uma carreira repleta de boas músicas, feitas e interpretadas por um artista que nunca se valeu de recursos reprováveis para fazer sucesso e conseguiu sua popularidade de forma justa e mais do que merecida. Usando versos de seu eterno parceiro naquela célebre canção com a grife Tom & Vinícius: “se todos fossem iguais a você, que alegria viver”…

obs.: e falar o que dessa bela capa, do sempre genial Elifas Andreato?

Tarde em Itapoã– Toquinho e Paulo Ricardo:

Toquinho será o condecorado pelo embaixador da Itália

toquinho 2018-400x

Por Fabian Chacur

A popularidade de Toquinho na Itália é enorme desde a década de 1970, e se manteve em um patamar admirável durante todos esses anos. A prova fica por conta de dois eventos bacanas envolvendo aquele país e o nosso querido cantor, compositor e músico. O primeiro ocorreu neste sábado (24) em Milão, quando o autor de Aquarela inaugurou a Parede da Fama na filial italiana do badalado clube de jazz e restaurante americano Blue Note, localizado em Milão.

A cerimônia aconteceu antes do show que o artista fez em parceria com a amiga e estrela da música italiana Ornella Vanoni, com casa cheia. Toquinho também eternizou seu nome e mãos em uma placa (FOTO) que inaugurou o hall da fama da casa, conhecida por abrigar shows de jazz e outros estilos musicais, incluindo a música brasileira.

Como forma de celebrar e homenagear os 50 anos da carreira do eterno parceiro de Vinícius de Moraes, o músico será condecorado como “Grande Ufficiale dell’Ordine della Stella d’Italia” (Grande Oficial da Ordem da Estrela da Itália). A honraria será concedida ao músico brasileiro pelo embaixador italiano no Brasil, Antônio Bernardini, que ao lado de sua esposa, Ornella Bernardini, promoverá no próximo dia 12 de abril, às 19h, em Brasília (na Embaixada da Itália), o evento “Una Serata Per Toquinho” (uma noite para Toquinho).

De quebra, Toquinho ainda participará no dia 5 de abril, a partir das 20h, em São Paulo, do show A Bossa do Bôscoli, que envolverá apresentação musical e um papo reunindo ele, o produtor João Marcello Bôscoli (filho de Ronaldo Bôscoli, um dos pioneiros da Bossa Nova e o foco do evento) e João Sabiá. O local será o Bar Brahma (avenida São João, nº 677- Centro- fone 0xx11-2039-1250). Aos 71 anos, o astro da MPB continua mais ativo do que nunca, para alegria de seus inúmeros fãs.

Aquarello- Toquinho (álbum em italiano, em streaming):

Toquinho faz dois shows solo gratuitos no Rio de Janeiro

toquinho-400x

Por Fabian Chacur

Não tem sido muito habitual nos últimos tempos Toquinho fazer shows no melhor estilo violão e voz. Ele tem como norma tocar com bandas afiadas, ou mesmo acompanhado por outros colegas, como Ivan Lins e MPB-4. Portanto, o carioca terá uma bela oportunidade para conferir a faceta totalmente solo desse genial cantor, compositor e violonista em shows neste sábado (26) às 20h e domingo (27) às 19h no Espaço Furnas Cultural (rua Real Grandeza, nº 219- Botafogo-R.J.- fone 0xx21-2528-3112). E, de quebra, com entrada gratuita. Programão!

O roteiro do show traz uma seleção caprichada de grandes momentos da carreira desse artista paulistano que completou 50 anos de carreira recentemente. É um sucesso atrás do outro, como Tarde Em Itapoã, Que Maravilha, Meu Pai Oxalá e Carta Ao Tom 74. De quebra, ele também mostrará seu talento em números instrumentais como Jesus Alegria dos Homens (J.S. Bach) e Bachianinha nº 1, esta última de autoria de seu professor e mestre, o grande e saudoso Paulinho Nogueira.

Quem for ao espetáculo no domingo (28) ainda terá um brinde adicional. Antes do show propriamente dito, Toquinho levará um papo informal com o experiente jornalista Pedro Só, com direito a interação com a plateia. Vale lembrar que os ingressos gratuitos serão distribuídos uma hora antes de cada apresentação, e que os interessados precisarão apresentar um documento com foto para retirarem seus tíquetes.

Bachianinha nº 1-Toquinho:

Toquinho e Maria Creuza vão fazer vários shows na Europa

toquinho e maria creuza-400x

Por Fabian Chacur

A parceria entre Toquinho e Maria Creuza se mantém firme há mais de 45 anos. Volta e meia os dois amigos marcam shows em dupla, e não só no Brasil. Após cantarem com sucesso na Argentina e no Chile, eles agora desembarcam na Europa. Na agenda, shows em Madri (5/7), Valência (7/7), Barcelona (8/7) e Vigo (9/7), além de uma apresentação em Beirute, no Líbano (16/7). A produção ficará a cargo do experiente Alfonso Sitja, da produtora Posto Nove.

Os dois amigos começaram a dividir os palcos com o saudoso poeta Vinícius de Moraes a partir de 1970, quando tiveram um de seus shows, realizado na boate La Fusa, em Mar del Plata, Argentina, gravado e lançado em disco. Intitulado Vinicius de Moraes En La Fusa Con Maria Creuza Y Toquinho, o trabalho foi relançado posteriormente em CD, e saiu em vários países, mantendo-se até hoje em seus catálogos, o que explica a demanda por shows da dupla.

Além das apresentações com a amiga de fé, Toquinho aproveitará para fazer dois shows individuais na Itália, onde é cultuado por um público enorme. Ele se apresentará em Palermo (12/7) e Taormina (17) ao lado de seus músicos de apoio Ivan Sabino (baixo) e Pepa D’Elia (bateria), além de uma orquestra e coral, regidos pelo maestro Aldo Britti e produzido por Raimundo Moretti.

Samba Para Vinícius (ao vivo)- Toquinho e Maria Creuza:

Samba em Prelúdio – Vinicius de Moraes com Maria Creuza e Toquinho

Minha Namorada– Vinícius de Moraes com Maria Creuza e Toquinho:

Verônica Ferriani e Toquinho cantam em Curitiba neste sábado (13) no Teatro Positivo

Por Fabian Chacur

Duas gerações da melhor MPB se reúnem neste sábado (13) às 21h no Teatro Positivo (rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300), em Curitiba (PR).

De um lado, o excepcional cantor, compositor e violonista Toquinho, com seus mais de 40 anos de carreira. Do outro, uma das boas novidades da MPB atual, a ótima cantora Verônica Ferriani.

Os dois se apresentam com o parceiro do saudoso Vinícius de Moraes ao violão e vocal, enquanto Verônica nos mostra seu belíssimo timbre vocal, divisões melódicas e enorme capacidade de valorizar as letras que interpreta com categoria.

No repertório, a dupla promete músicas como Tarde em Itapuã, Regra Três, Aquarela, Que Maravilha, O Velho e a Flor e Samba em Prelúdio, entre outras.

Já escrevi sobre Verônica Ferriani aqui em Mondo Pop, e recomendo com entusiasmo o seu primeiro disco solo, lançado de forma independente, um trabalho impecável.

Veja e ouça O Velho e a Flor e Samba em Prelúdio:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑