Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: ultraje a rigor

Andy Gill, do Gang Of Four, um guitarrista dos mais influentes

Andy_Gill-400x

Por Fabian Chacur

Dos grupos surgidos no pós-punk britânico, na segunda metade dos anos 1970, o Gang Of Four certamente foi um dos melhores e mais influentes. Nele, a guitarra de Andy Gill sempre se mostrou um marco, com sua performance agressiva, incisiva e criativa, mesclando influências e sendo várias coisas ao mesmo tempo, de forma original. Não é de se estranhar que tenha influenciado tanta gente. Neste sábado (1º), infelizmente o site oficial da banda anunciou a morte do músico aos 64 anos, vítima de pneumonia. Sua última turnê com o Gang Of Four, que só tinha atualmente ele da formação original, ocorreu em novembro de 2019.

Nascido em Manchester, Inglaterra, em 1º de janeiro de 1956, Andrew James Dalrymple Gill criou sua banda em 1976, quando cursava artes na Leeds University, ao lado de Jon King (vocal e letras), David Allen (baixo) e Hugo Burnham (bateria). Seu primeiro single, Damaged Goods, saiu em 1978, belo e suculento aperitivo para o álbum de estréia, Entertainment! (1979), do qual se destaca a marcante At Home He’s a Tourist.

O rock nervoso, vibrante, altamente urbano e original gerou a seguir o álbum Solid Gold (1981), após o qual David Allen saiu, substituído pela baixista e vocalista Sara Lee. Com a nova formação, veio Songs Of The Free (1982), no qual elementos de funk entraram com mais força na mistura, gerando clássicos do rock oitentista como Call Me Up e I Love a Man In a Uniform.

Após a saída de Hugo Burnham, o grupo voltou ao estúdio e gravou Hard (1983), seu trabalho mais próximo do pop, trazendo o hit Is It Love e a participação nos vocais de apoio de Alfa Anderson (do grupo Chic) e Brenda White King (que participou de discos do Chic, Luther Vandross e muitos outros). Aliás, na época havia um boato (não confirmado) de que Nile Rodgers produziria esse álbum.

Depois desse disco, o grupo ficaria sete anos fora de cena. O retorno rolou em 1991 com Gill e King e outros parceiros, no álbum Mall. A partir daí, a banda teria idas e vindas, com direito a alguns lançamentos e a shows. Entre 2004 e 2006, sua formação original voltou a se reunir, e foi exatamente nesta época que eles tocaram no Brasil pela primeira vez, em 2006 (leia a resenha do show aqui).

O grupo voltaria a se apresentar em nosso país em 2011 (no Cultura Inglesa Festival) e 2018. Em 2012, Gill veio a São Paulo para participar de um show ao lado de integrantes da Legião Urbana, que nunca esconderam a influência que o trabalho do Gang Of Four teve em seu som.

Titãs, Ira! e diversas outras bandas brasileiras foram influenciadas por eles, e o Ultraje a Rigor regravou uma das músicas da banda britânica, I Found That Essence Rare, em seu disco de releituras Por Que Ultraje a Rigor? (1990).

Além de músico, Andy Gill também produziu trabalhos de diversos grupos e artistas importantes, entre os quais o Red Hot Chili Peppers (seu autointitulado álbum de estreia, de 1984), Killing Joke (um autointitulado álbum de 2003) e Michael Hutchence (seu autointitulado álbum póstumo, lançado em 1999).

Call Me Up (live)- Gang Of Four:

Show beneficente em SP traz grandes nomes do nosso rock

hard cuore 400x

Por Fabian Chacur

Hard Cuore- Um Coração Duro na Queda é o show beneficente que será realizado em São Paulo nesta quinta-feira (12) às 22h no Beco 203 (rua Augusta, nº609- Consolação), com ingressos custando R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (para quem trouxer um quilo de alimento não perecível. Estão no elenco Dinho Ouro Preto, Edgard Scandurra, Ultraje a Rigor, Brothers Of Brazil, NX Zero, Nem Liminha Ouviu, Bianca Jhordão, Egypcio, Edu K, Badauí, Lucas Fresno e Cachorro Grande.

Os valores arrecadados ajudarão a custear o procedimento necessário para que a estilista Layana Thomaz possa se manter firme e forte em sua luta pela vida. Ela possui um problema congênito de coração, passou por três operações e para evitar uma quarta, precisa iniciar com urgência um tratamento, cujo orçamento é em torno de R$ 160 mil. Como forma de ajuda-la, o baterista do Ultraje a Rigor, Bacalhau, teve a ideia de realizar o show desta quinta-feira (12).

Layana, que comanda o projeto itinerante de moda Aloja, é irmã do músico Gabriel, conhecido por seus trabalhos nos grupos Autoramas e Little Quail And The Mad Birds. Foi neste último que ele tocou com Bacalhau, que desde então acompanha a luta da irmã do amigo para se manter saudável. Quem não puder ir ao show e quiser colaborar, eis os dados bancários: Layana Thomas Nunes- Banco do Brasil- Agência 2887-8 – conta corrente: 20994-5, CPF.: 0764-991-807-19.

Stress, Depressão & Síndrome Do Pânico (CD na íntegra em streaming)- Autoramas:

Lírou quêiol en de méd bârds(CD na íntegra em streaming) – Little Quail and the Mad Birds:

Ultraje a Rigor toca CD clássico na Mix TV

Por Fabian Chacur

O Ultraje a Rigor é a atração desta quinta-feira (13) às 21h30 do programa Mix Ao Vivo Álbuns Clássicos, exibido pela Mix TV. A banda tocará na íntegra seu álbum de estreia, o excelente Nós Vamos Invadir a Sua Praia.

Além de mostrar a atual formação da banda (Roger Rocha Moreira nos vocais e guitarra, Marcos Kleine na guitarra, Mingau no baixo, Bacalhau na bateria e Ricardinho nos vocais) tocando o LP na íntegra, teremos também uma entrevista com a banda conduzida por Paulo Miklos, dos Titãs.

O show foi sensacional (vide resenha de Mondo Pop aqui)), com o quarteto esbanjando energia e pique e o público sendo contagiado por seu rock divertido e direto.

Lançado em 1985, Nós Vamos Invadir a Sua Praia tornou o Ultraje a Rigor uma das bandas mais populares do rock brasileiro, vendendo muito graças a rocks irresistíveis como Ciúme, Inútil, a faixa-título, Zoraide, Independente F.C. e outros torpedos irresistíveis.

Ciúme, com o Ultraje a Rigor, do Acústico MTV:

Bichos Escrotos, com Paulo Miklos e o Ultraje a Rigor:

Ultraje turbina seu primeiro CD ao vivo

Por Fabian Chacur

Na noite desta sexta-feira (17), no Teatro da Mix, em São Paulo, o Ultraje a Rigor releu de forma turbinada seu histórico álbum de estreia, Nós Vamos Invadir a Sua Praia (1985). A performance foi registrada e será exibida na Mix TV e na Mix FM em setembro dentro da ótima série Álbuns Clássicos, na qual alguns dos melhores discos da história do rock brasileiro são tocados na íntegra pelos grupos que os gravaram originalmente.

Fazia tempo que eu não via o Ultraje em cena. A banda só mantém um integrante de sua formação original, o impagável cantor, compositor e guitarrista Roger Rocha Moreira, um dos grandes ícones do rock brasileiro. Em plena forma, ele parece dormir em formol, pois mantém o carisma e o bom humor dos anos 80. É o nosso Chuck Berry, sem a parte policial, felizmente.

A atual escalação do grupo é uma das melhores de sua história, se não for a melhor. No baixo, temos outro cara marcante na história do rock brazuca, o excelente baixista Mingau, do 365 e do Vega e que tocou com Deus e o mundo. Sempre bem, registre-se!

Na bateria, um verdadeiro dínamo que atende pelo nome de Bacalhau, outro que tem um currículo bacana que inclui Little Quail And The Mad Birds e Rumbora. Na guitarra, o brother Marcos Kleine, ex-Exhort e Vega, que divide solos e bases com Roger com total desenvoltura.

A música do Ultraje a Rigor exige energia, bom humor e personalidade, e o quarteto atual tirou de letra o desafio de tocar as 11 faixas do álbum que foi eleito em enquete promovida por uma revista musical há alguns anos como o melhor disco da história do rock brazuca.

Nós Vamos Invadir a Sua Praia parece coletânea, e de certa forma é mesmo, pois inclui músicas que Roger e seus colegas haviam escrito entre 1982 e 1984, e testado nos inúmeros shows que fizeram nos porões paulistanos da época, antes de entrar em estúdio e gravá-las.

Contando com o apoio do vocalista Ricardinho (do Beatles 4 Ever, onde faz com grande categoria o papel de Paul McCartney), o Ultraje 2012 tocou músicas como Eu Me Amo, Ciúme, Independente F.C., Marylou e Rebelde Sem Causa com arranjos bem próximos aos das gravações originais, acrescidos de um ou outro detalhe e de muita energia.

Jesse Go, que no álbum original era cantada pelo então baixista Maurício, ganhou uma ótima interpretação de Mingau, que me arrisco a qualificar como melhor do que a anterior. O programa de TV também incluirá Roger falando sobre o álbum e as canções, sempre com respostas irreverentes e reveladoras.

Por problemas técnicos de gravação, o grupo gravou novamente Ciúme, Marylou e Independente F.C., além de proporcionar ao público que lotou o teatro Chiclete e Pelado como faixas-bônus, pois as duas não integram Nós Vamos Invadir a Sua Praia.

O momento mais impressionante do show ficou com Ciúme, na qual Bacalhau deu um verdadeiro banho de energia e sendo o mais aplaudido da noite, após sua performance ensandecida. Longa vida, Ultraje!!!

Zoraide, com o Ultraje a Rigor, ao vivo no Agora é Tarde:

Nós Vamos Invadir a Sua Praia, clipe da época, com o Ultraje a Rigor:

Capital Inicial estará em Álbuns Clássicos

Por Fabian Chacur

A partir de março, a Mix TV e a Mix FM darão início a uma série muito interessante. Trata-se de Projeto Mix Ao Vivo – Álbuns Clássicos, com transmissão por essas emissoras de TV e rádio.

Mensalmente, teremos alguns dos mais importantes grupos do rock brasileiro tocando, na íntegra, o repertório de trabalhos antológicos de suas respectivas discografias.

O Capital Inicial, por exemplo, irá participar com o repertório completo de seu autointitulado álbum de estreia, de 1986, que inclui hits como Música Urbana, Fátima e Psicopata.

Do mesmo ano é Selvagem?, dos Paralamas do Sucesso, trabalho que inclui petardos como Alagados, A Novidade e Melô do Marinheiro, entre outras.

E 1986 foi mesmo um ano sensacional para o rock brasileiro, pois Cabeça Dinossauro, dos Titãs, também chegou às lojas nessa época, repleto de clássicos como AAUU, Homem Primata, Polícia e O Quê.

Considerado por muita gente o melhor álbum do rock brasileiro de todos os tempos, o incandescente e energético Nós Vamos Invadir a Sua Praia, de 1985, representará o Ultraje a Rigor, com direito à faixa título, Inútil, Ciúme e Zoraide, só para citar algumas.

Completam a programação anunciada pelos organizadores dois petardos de grupos da geração anos 90: Cosmotron(2003), do Skank, e Lado B Lado A(1999), do O Rappa. Cada programa incluirá, além do show, entrevistas com os músicos e cenas dos bastidores das gravações.

Ouça Música Urbana, com o Capital Inicial:

Biografia registra carreira do Ultraje a Rigor

Por Fabian Chacur

Nós Vamos Invadir a Sua Praia (1985) é considerado um dos melhores álbuns da história do rock nacional.

Se no decorrer da carreira não conseguiu manter o alto nível dessa estreia, o Ultraje a Rigor conseguiu se firmar como um dos grupos mais simpáticos do rock nacional, mantendo vivo o espírito original do velho e bom rock and roll, repleto de energia, irreverência e simplicidade.

Ultraje a Rigor – Nós Vamos Invadir a Sua Praia, de Andréa Ascenção (editora Belas Letras -preço médio: R$ 50), procura dar uma geral nesses 30 anos de trajetória da banda liderada com mão de ferro pelo cantor, compositor e guitarrista Roger Rocha Moreira.

Os grandes méritos dessa biografia são a farta documentação, a inclusão de todas as letras das músicas e a discografia completa da banda, além de incluir entrevistas com todos os integrantes e ex-integrantes do grupo e muitas fotos, além de algumas hilariantes estórias de bastidores.

Como pontos negativos, a contextualização do grupo dentro do período em que sua carreira se desenvolveu às vezes cai em verborragia excessiva, além de incluir algumas informações incorretas aqui e ali.

Da mesma forma, alguns dos entrevistados tiveram um excesso de depoimentos incluídos no livro, boa parte desnecessários e redundantes, o que às vezes quebra um pouco a fluência da leitura.

Ou seja, o texto poderia ter sido reduzido em pelo menos um terço de seu tamanho sem nenhuma perda de conteúdo, o que o tornaria bem mais atraente e gostoso de se ler.

Seja como for, são pecadilhos perfeitamente perdoáveis, se levarmos em conta a minuciosa pesquisa e o belo perfil apresentado do sempre enigmático Roger, uma verdadeira contradição ambulante, mas no fundo um cara brilhante e gente boa, que nos proporcionou um rock and roll de primeiríssima linha.

Tipo da obra obrigatória para quem deseja se embrenhar na história do velho e bom rock brazuca.

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑