Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: yusuf

Yusuf/Cat Stevens relê álbum Tea For The Tillerman e lança clipe

tea for the tillerman 2-400x

Por Fabian Chacur

Em 1970, Cat Stevens lançou seu quarto álbum, Tea For The Tillerman, e com este trabalho atingiu pela primeira vez o Top 10 da parada americana (nº 8, para ser mais preciso), começando a se tornar um dos nomes mais populares do rock naquele momento. Como forma de celebrar os 50 anos desse importante trabalho, o hoje nomeado Yusuf lançará no dia 18 de setembro TFTT2, releitura daquele disco. O lançamento será através da Universal Music (UMC) em diversos formatos físicos no exterior e também nas plataformas digitais (saiba mais aqui).

Como forma de iniciar a divulgação da nova versão deste disco encantador, Yusuf colocou no ar nesta quinta-feira (11) um clipe de animação criado por Chris Hopewell & Black Dog Film da canção Where Do The Children Play?, um dos pontos altos do trabalho. Temos dois garotos sendo obrigados a encarar um mundo repleto de lixo e buscando uma solução para ter um lugar seguro para brincar, com um adorável e otimista final feliz.

Para tocar esse projeto, o cantor, compositor e músico britânico trouxe duas pessoas que trabalharam no disco original, o produtor Paul Samwell-Smith e o guitarrista Alun Davies, sendo que o baixista Bruce Lynch também tocou com ele na época. Da sua banda atual, vieram Eric Appapoulay (guitarra) e o multi-instrumentista Kwame Yeboah, com o acréscimo dos veteranos Jim Cregan (guitarra) e Peter Vettese (teclados).

Tea For The Tillerman traz alguns dos maiores clássicos da carreira de Cat Stevens, entre os quais a já citada Where The Children Play? e também Wild World, Father And Son e a faixa-título. O seu folk rock com tempero britânico tornou-se universal e ganhou as plateias dos quatro cantos do mundo, graças a sua voz grave e melódica e canções particularmente envolventes.

Eis as faixas de TFTT 2:

1. Where Do The Children Play?
2. Hard Headed Woman
3. Wild World
4. Sad Lisa
5. Miles From Nowhere
6. But I Might Die Tonight
7. Longer Boats
8. Into White
9. On The Road To Find Out
10. Father And Son
11. Tea For The Tillerman

Where Do The Children Play? (clipe)- Yusuf-Cat Stevens:

Yusuf/Cat Stevens cativa com o álbum The Laughing Apple

the laughing apple cover-400x

Por Fabian Chacur

Cat Stevens iniciou sua carreira discográfica em 1967. Naquele mesmo período, no qual comemorou 19 anos de idade, ele lançou seus primeiros álbuns, Matthew & Son (março) e New Masters (dezembro). Muita coisa mudou desde então, incluindo o seu nome, que passou a ser Yusuf Islam, devido à sua conversão ao islamismo. Mas o talento musical se manteve firme, como prova seu novo CD, The Laughing Apple (Universal Music).

Na verdade, o novo trabalho deste genial cantor, compositor e músico britânico equivale a uma mistura entre o passado e o presente. Quatro faixas- I’m So Sleepy, Northern Wind (Death Of Billy The Kid), The Laughing Apple e Blackness Of The Night foram lançadas no LP New Masters, mas o autor nunca gostou do resultado rebuscado e recheado de sons orquestrais impostos pelo produtor Mike Hurst. Elas reaparecem aqui em novas gravações nas quais os arranjos são mais delicados e minimalistas, com um resultado muito melhor.

Outra faixa reciclada é Grandsons, lançada na coletânea The Very Best Of Cat Stevens (2000) com o título I’ve Got a Thing About Seeing My Grandson Grow Old e letra diferente. O resgate dessas canções explica o porque, pela primeira vez em sua carreira, o artista credita um álbum simultaneamente a Yusuf/Cat Stevens, pois as outras seis canções são da safra atual. Vale lembrar que ele ficou longe da música pop do fim dos anos 1970 até 2006, quando retornou com o excelente An Other Cup.

A sonoridade de The Laughing Apple remete à fase de maior repercussão da obra de Stevens/Yusuf, ocorrida na primeira metade da década de 1970. Não por acaso, o coprodutor do novo CD é o mesmo Paul Samwell-Smith daqueles tempos, assim como o guitarrista Alun Davies marca presença com sua forma marcante de tocar. O entrosamento entre eles continua impecável, assim como o deles com os outros músicos presentes no álbum.

Grave e doce como de praxe, a voz do artista conduz belas canções que misturam folk ocidental e oriental de várias épocas a pop e a um bocadinho de rock. Conciso, o conteúdo do álbum é passível de ser apreciado pelo ouvinte de forma tranquila e estimulante, sem cair em um possível clima modorrento típico de alguns artistas ditos folk atuais.

As canções de épocas diferentes se integraram de forma muito boa, sendo que dificilmente o leigo seria capaz de dizer quais são as dos anos 1960 e quais foram criadas neste século. See What Love Did To Me, You Can Do (Whatever), Don’t Blame Them e Blackness Of The Night são pontos altos de um trabalho no qual requinte, doçura e simplicidade convivem de forma harmoniosa e inspirada.

Esse belo conteúdo musical vem em uma embalagem (no formato CD, o analisado para esta resenha) simplesmente maravilhosa, prova de que o formato físico ainda se mostra muito mais completo para o apreciador da arte musical como um todo.

Com preciosos desenhos a cargo do próprio Yusuf, a capa digipack traz embutido encarte com as letras, ilustrações para cada canção e ficha técnica completa de cada faixa. The Laughing Apple equivale a uma viagem sensorial rumo a uma era de paz, sonho e encanto que talvez só exista nos cinzentos dias atuais durante a audição atenta de maravilhas como este CD. Menos mal. Sonhar é preciso.

You Can Do (Whatever)!– Yusuf/Cat Stevens:

Yusuf/Cat Stevens lança o seu novo single e anuncia álbum

yusuf cat stevens 2017-400x

Por Fabian Chacur

Yusuf, que fez sua fama nos anos 1960 e 1970 como Cat Stevens, acaba de colocar na rede um novo single. Trata-se da delicada e belíssima See What Love Did To Me, primeira faixa lançada por ele desde o álbum Tell Me I’m Gone (2014). A canção integra o álbum The Laughing Apple, que está previsto para chegar às lojas físicas e virtuais no dia 15 de setembro, fruto de uma parceria do selo Cat-O-log, do artista, com a Decca/Universal Music.

The Laughing Apple será o quatro álbum lançado pelo cantor, compositor e músico britânico desde que voltou ao mundo da música pop, abandonado por ele em 1979 devido a sua conversão ao islamismo. O retorno se deu com An Other Cup (2006), e depois vieram Roadsinger (2009) e Tell Me I’m Gone (2014), que mostraram um artista inspirado e em plena forma, como se nunca tivesse nos abandonado.

Com 11 faixas, o álbum mescla canções compostas há pouco tempo, como a já divulgada, Don’t Blame Me e Olive Hill, com quatro composições antigas que ele nunca havia gravado e quatro releituras de faixas de seu segundo álbum, New Masters(1967), que está completando 50 anos. A produção ficou a cargo de Paul Samwell-Smith, ex-baixista dos Yardbirds que produziu discos célebres do astro nos tempos de Cat Stevens, entre eles Tea For The Tillerman e Teaser And The Firecat.

See What Love Did To Me-Yusuf:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑