Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Construção-Chico Buarque (1971-Philips/Universal)

Por Fabian Chacur

 

Difícil escolher o melhor disco de um dos mais importantes nomes da história da MPB. Mesmo assim, não titubeio em classificar Construção não só como a obra-prima de Chico Buarque, como também em colocá-lo no ranking dos dez melhores álbuns da história da MPB. Não faltam razões para tal avaliação. A capa do quinto disco do cantor, compositor e músico carioca traz de cara uma novidade para os fãs de então: um bigode, que lhe dava expressão mais madura, ele que completou 27 anos naquele ano de 1971. O repertório vinha repleto de clássicos, a começar pela faixa que dá título ao CD. São 6 minutos e 24 segundos de puro êxtase, com a história da morte do pobre operário equivalendo a um show de poesia, musicalidade e arranjo (a cargo do genial Rogério Duprat, o maestro do Tropicalismo). A angústia do sofrido dia-a-dia do trabalhador brasileiro é registrada na tensa Deus Lhe Pague, que também aparece no final de Construção. A rotina diária de um casal humilde pauta Cotidiano, que faz isso com brilhante diálogo entre letra e música. O clima político gerado pela odiosa Ditadura Militar que vigorava no Brasil de então permeia boa parte das letras, até mesmo a da doce Acalanto, que finaliza o álbum com os versos “Dorme minha pequena, não vale a pena despertar, eu vou sair por aí afora, atrás da aurora mais serena…”. O lirismo da trinca Chico/Vinícius de Moraes/Tom Jobim gerou a maravilhosa Olha Maria, uma das canções mais belas de todos os tempos. Valsinha serve como o contraponto esperançoso de Cotidiano, o respiro para o sonho. Cordão e Desalento lembram o Chico dos primeiros discos, e são ótimas. Em termos comerciais, a música que tornou Construção um campeão de vendas foi Minha História (Gesubambino), versão de Chico para original de Lucio Dalla (o autor de Caruso, sucesso com Pavarotti e tantos outros). E tem também Samba de Orly no qual Chico, Vinícius e Toquinho lamentam o exílio deles na Itália. Construção reflete o clima de uma época difícil, mas sua beleza é atemporal, e resistiu bem ao passar dos anos.

 

Vídeo feito por Paulo Gandalaft para ilustrar a música Construção:

 

http://br.youtube.com/watch?v=JnOAYO8aOrU

 

1 Comment

  1. A grande lance pra tentar explicar um disco como esse , é entender todo o momento que gira em torno dele . Pra começar é preciso entender o que é um disco que gira em torno de um conceito , um tema específico . Numa época em que “músicos” mais dançam do que cantam , por onde começar ? E o que tem de gente com a máquina nas mãos que fica inchada quando alguém contesta essas [email protected]#$%& de hoje em dia . Eu sei que não é todo dia que aparecem ARTISTAS desse nível , mas existem boas apostas por aí . O problema é que o muro ficou alto demais pra ser vencido sem uma escada … e das bem grandes .

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑