Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Porque eu adoro o Prefab Sprout-parte 1

Por Fabian Chacur

 

Durante muitos anos, Prefab Sprout era para mim apenas uma banda de nome estranho e de um único hit no Brasil, a simpática When Love Breaks Down. Numa visita à saudosa Nuvem Nove Discos, peguei a preço barato seu CD mais famoso, Steve McQueen (que nos EUA saiu com o título Two Wheels Good, e aqui também, na primeira versão em vinil). Como meu grande amigo Giovanni sempre falava muito bem deles, quis dar à banda uma chance. Demorei anos para ouvir o tal disco, e o fiz quando estava separando uns títulos para vender, em 2006. Literalmente, pirei. Ouvi uma, duas, três, quatro, mil vezes….. E me tornei um verdadeiro viciado em Prefab Sprout. Na série de matérias que se inicia com essa aqui, vou comentar os discos deles, e explicar com calma o porque considero Paddy McAloon, seu líder, um verdadeiro gênio da música pop. Uma das coisas mais difíceis que existem é fazer música pop acessível e ao mesmo tempo criativa, elaborada e sofisticada, e essa banda sempre fez isso com impressionante qualidade. Chega a ser um pecado mortal o fato de seus discos terem feito pouco sucesso, sendo conhecidos apenas por uma minoria de bom gosto. Como a função de blogs como este é exatamente a de partilhar coisas boas com todos, pretendo divulgar muito essa banda, que não lança disco novo há oito anos, mas cujo trabalho merece ser redescoberto por quem curte música pop de arrepiar. A sensibilidade, o bom gosto e a versatilidade de Paddy precisam ganhar novos fãs, pois ouvir discos do Prefab Sprout é um prazer que não pode ficar restrito apenas a uma meia-dúzia de felizardos. Música boa é para sempre, e a dessa banda britânica se encaixa feito luva nessa definição.

 

Videoclipe de When Love Breaks Down:

 

http://br.youtube.com/watch?v=q4eyYoPnXRQ

 

8 Comments

  1. Muito legal PREFAB SPROUT, tambem só conhecia esse hit famoso, mas os caras são bem cabeça, e a melodia deles é bôa!

  2. Fabian , engraçado que sempre tive esse boa “mania” de procurar por sons que iam muito além do mundo dos grandes nomes . Que fique bem claro que muitos desses grandes nomes , são realmente grandes porque merecem , porque são verdadeiramente inovadores . A questão é que as vezes algumas pérolas ficam esquecidas , ou marcadas por um “sucesso” ( o que é isso ? )passageiro . Só que aí eu já acho que o assunto passa por uma outra questão , envolvendo o pensamento médio que domina o mercado consumidor de música atualmente . Infelizmente esse espírito de busca por outros caminhos , outras idéias , outros pontos de vista , foi engolido pela máquina da indústria fonográfica , predominantemente , ou talvez de forma mais sensível , à partir do final dos anos 80 . Serviço esse , executado com precisão cirúrgica pelos novos donos da bola nesse mercado cultural da modernidade . Antigamente ( e isso mesmo em gravadoras gigantes ) , quem determinava as possibilidades , seja lá como fosse , era do meio . O chamado Diretor De Artistas e Repertório . Hoje a palavra que vale , em 90 % dos casos , é a do Diretor Comercial . Mas , enquanto existirem loucos como nós … quem sabe um dia …

  3. Olá, gostei da matéria que escreveu. Me deu vontade de responder pois senti um saudosismo em suas palavras, saudosismo que acredito eu acompanha os fãs do grupo. Paddy não me parece fazer o tipo “megastar” que frequenta os points do jetset. Essa atitude reflete negativa para nós fãs no sentido da espera por novidade entretando é positiva na vida pessoal do artista. Paddy me aparenta ser uma pessoa super calma, relax, justamente pela sua postura de vida. Por outro lado os fãs sofrem com a ausencia das suas belas músicas. Sem duvida Paddy é um gênio. Tem um bom-gosto musical apurado. Tenho diversos cds do Sprout e não sei dizer qual é o melhor deles. Quando Andromeda Heights chegou até nós em 1997, eu o ouvia todo dia e a toda hora. Isso sem falar nos outros. Guardo-os como jóias raras. Da mesma forma acho Protest Songs e Swoon espetaculares. Infelizmente nossa música (pelo menos aqui no RJ) está numa fase péssima. As rádios antigamente tocavam tudo! E o Prefab sempre tocava. Hoje em dia não ouço mais rádio. Bem, espero que o seu texto seja lido por muita, mas muita gente mesmo!!…e que esse pessoal ouça o trabalho do Paddy. Abração e obrigado pela oportunidade de poder dizer alguma coisa positiva para todos.
    mowgli

  4. Muito obrigado, caro Mowgli, pelas palavras de incentivo, pela visita e especialmente pela bela análise em relação ao Prefab Sprout, uma das melhores bandas surgidas nos anos 80. Por sinal, se tiver saco, leia Por Que Eu Adoro o Prefab Sprout Parte 2, publicada no dia 25 de janeiro neste mesmo blog. E pretendo escrever a parte 3, parte 4, parte 5…….rsrsrsrss Grande abraço, e volte sempre!!!! E o Paddy é de fato um gênio, e ponto final!!!!

  5. Prezado Fabian,

    Parabéns pelos comentários, conheci o Prefab em meados da década de 80, quando escutava algumas de suas músicas na rádio Eldorado, SP. Anos mais tarde descobri o CD A Life of Surprises, e desde então tenho todas as músicas vivas na lembrança, desta banda que acho magnífica em sua simplicidade pop. Bom saber que existem admiradores desse estilo raro e peculiar de se fazer música de qualidade. Assim como o PS, também Steely Dan foi outro grande sucesso de crítica, embora pouco valorizado pelo grande público.

    Saudações.

    Nathacha

  6. Natacha, o Prefab Sprout faz (fazia?) música de uma qualidade rara: aquela que nos emociona sem apelar. Seus discos são maravilhosos, e é uma pena que mais pessoas não os conheçam. Muito obrigado por sua visita, e confira as outras duas matérias que fiz aqui mesmo no mondo pop sobre a banda. E farei ainda mais, se Deus quiser. Ah, também adoro o Steely Dan!!!! Boa idéia para um “discos indiscutíveis”, e em breve! Apareça sempre, viu?

  7. Graças a Deus,sou um dos felizardos queadoram o Prefab Sprout! eles são sensacionais!

  8. Essa banda é mesmo maravilhosa, caro Cícero! Muito obrigado pela visita, volte sempre, e como disse acima, confira Por Que Eu Adoro o Prefab Sprout Parte 2, publicada no dia 25 de janeiro neste mesmo blog. E pretendo escrever a parte 3, parte 4, parte 5…….rsrsrsrss

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑