Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Sambas caetânicos com tratamento rocker experimental

Por Fabian Chacur

 

Caetano Veloso tem 66 anos de idade. Não parece. Ao contrário do que os convencionais esperariam de um senhor na tal de “terceira idade” cujo currículo está repleto de momentos brilhantes, o cantor, compositor e músico baiano não se cansa de mergulhar em novos projetos. O atual chega às lojas com o título Zii e Zie, e o subtítulo Transambas, que serve como uma espécie de explicação das intenções básicas contidas em suas 13 faixas. O repertório é composto basicamente por sambas (vários deles com forte teor de bossa nova), ornamentados, em termos musicais, pela estupenda e compacta banda formada por Pedro Sá (guitarra e vocais de apoio), Ricardo Dias Gomes (baixo, teclados e vocais de apoio) e Marcelo Callado (bateria e vocais de apoio). O trio, completado pelo violão sempre sutil de Caetano, parte de uma concepção totalmente rock and roller rumo a experimentações sonoras, acordes inesperados e levadas rítmicas vez por outra quebradas, em formato que lembra em termos espirituais o da fase inicial dos Talking Heads, ou seja, o minimalismo sofisticado e nervoso. Esse time, que já havia brilhado nos ótimos (2006) e Multishow Ao Vivo Cê (2007), mostra-se ainda mais coeso do que antes, emoldurando com precisão a voz cada vez mais enxuta e afinada de Mr. Veloso. Desta vez, o rock surge mais como tempero, com algumas explosões eventuais e energéticas nos solos, embora o samba/bossa nunca soe banal. Pequenos detalhes, como a citação em Tarado Ni Você dos versos “deixa eu gostar de você”, de Nosso Estranho Amor (sucesso na voz de Caetano e Marina Lima) e finalizar a última canção do disco, Diferentemente (a de arranjo mais convencional do CD) com a frase de impacto “Eu não acredito em Deus” tornam a descoberta do CD ainda mais prazerosa. E louve-se a original releitura de Incompatibilidade de Gênios, de João Bosco e Aldyr Blanc. Antes de gravar essas canções, Caetano e sua banda as testaram em shows. Valeu a pena. Para não dizer que gostei de tudo, os falsetes da longa Por Quem? irritam um pouco. Mas quem me garante que não mudarei de idéia, nas próximas audições?

 

Caetano Veloso e Banda Ce ao vivo: Incompatibilidade de Gênios:

 

http://www.youtube.com/watch?v=nVAeMiOIzPE

 

2 Comments

  1. Bom , quando eu ouvir posso comentar melhor . Depois do Cê , que me deixou uma ótima impressão , fiquei imaginando o que viria depois . Apesar que o Caetano já faz parte daquele grupo que mesmo com os deslizes e opiniões musicais estranhíssimas ao longo (principalmente) dos últimos anos , tem crédito na praça e ainda com um excelente limite . Valeu Fabian !

  2. Eu é que agradeço sua visita, caro Marcelo. Grande abraço!!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑