Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

CD flagra Doobie Brothers ao vivo em 1982

Por Fabian Chacur

A rigor, existiram duas banda intituladas The Doobie Brothers. Uma ficou em cena entre 1970 e 1975, voltando à ativa em 1988 e se mantendo entre nós até hoje de forma brilhante.

O segundo grupo com esse mesmo nome existiu entre 1976 e 1982, também com um trabalho bastante bacana, mas com outra identidade musical e outro líder.

O curioso é que essas duas faces da banda americana existiram graças à mudança de um integrante chave: Tom Johnston, cantor, compositor e guitarrista, esteve fora entre 1976 e 1982, substituído pelo cantor, compositor e tecladista Michael McDonald.

O álbum Live At The Greek Theatre 1982, que está sendo lançado agora, traz o registro do último show realizado pelos Doobies em sua fase McDonald, gravado e exibido na época no canal a cabo Showtime.

Tendo como palco o lendário Greek Theatre na cidade de Berkeley, na California, este trabalho serve como bom argumento do porque vários fãs dos Doobies (eu incluso entre eles) preferem a banda com Johnston como seu líder inconteste.

Irregular, o álbum começa mal com uma péssima releitura funkeada de Listen To The Music, seguindo com performances fracas e sem energia de rocks marcantes como Sweet Maxine, Rockin’ Down The Highway e a melosa You Belong To Me, parceria de McDonald com Carly Simon.

Take Me In Your Arms (Rock Me), canção do repertório da Motown Records que voltou às paradas em 1975 na voz de Johnston, é interpretada aqui de forma medíocre por McDonald. Aliás, as vocalizações, marca registrada dos Doobies, soam insossas até este momento do show.

A coisa só começa a melhorar no álbum a partir da faixa 7, quando o grande hits Black Water, escrita e interpretada pelo cantor, compositor e guitarrista Patrick Simmons, o talentoso número 2 do time, entra em cena.

A partir daí, a banda mostra mais swing em temas escritos por McDonald, como as fantásticas What a Fool Believes, Takin’ It To The Streets e Minute By Minute, e o maravilhoso tema instrumental Slat Key Soquel Rag, outra de Simmons.

Em China Grove e Listen To The Music, Tom Johnston entra em cena para uma participação especial, e dá à primeira o gás que ela merece, embora na segunda, com aquele mesmo arranjo vexaminoso que abriu o show, não tenha tido como salvar a pátria.

O álbum traz como bônus quatro faixas (sendo três ótimas) dos McDonald’s Days, entre elas Dependin’ On You e Real Love, momentos inspirados do songbook do tecladista.

Se não é excelente, Live At The Greek Theatre 1982 merece figurar na coleção dos fãs dos Doobie Brothers.

O grande problema, para mim, do grupo em sua fase 1976-1982, é parecer na verdade uma mera banda de apoio para Michael McDonald, deixando para trás seu pedigree rocker.

Veja What a Fool Believes, com os Doobie Brothers:

2 Comments

  1. Sem querer polemizar , mas já polemizando , e não sei se o relator concorda na íntegra , na minha opinião , aquela primeira fase é imbatível . Ontem mesmo , cheguei de um dia daqueles , e coloquei o The Captain And Me . Cara , aquilo é perfeito de ponta à ponta , eterno .

  2. Marcelo, concordo em gênero, número e grau com a sua opinião. A primeira fase dos Doobies é primorosa, e The Captain And Me é um dos meus 10 álbuns favoritos de rock de todos os tempos!!! Foi o primeiro LP que comprei dos caras, no já longínquo 1973… Eterno mesmo! Grande abraço e muito obrigado pela visita sempre qualificada!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2021 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑