Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Nevermind, 20 anos depois, continua genial

Por Fabian Chacur

No dia 24 de setembro de 1991, chegava às lojas de discos americanas de forma despretensiosa pelo selo DGC (David Geffen Company) um álbum intitulado Nevermind, segundo trabalho de um grupo de Seattle chamado Nirvana.

Poucos poderiam imaginar a bagunça que aquele disco iria causar no cenário da música pop. Sim, música pop, pois Nevermind foi bem além do nicho roqueiro e invadiu as paradas de sucesso com força total.

Esse trabalho atingiu o topo da parada americana no dia 11 de janeiro de 1992, superando Dangerous, do eterno Rei do Pop. Isso dá uma ideia das proporções que o sucesso do trio tomou.

Com a energia avassaladora de Kurt Cobain (vocal, guitarra e composições) muito bem acompanhada por Krist Novoselic (baixo e vocais) e Dave Grohl (bateria), este último estreando na banda, o Nirvana abriu as portas do chamado grunge para o mundo.

Na verdade, o trio de Seattle conseguiu a façanha de tornar comercial uma mistura de punk, hardcore, hard rock e rock melódico que vinha rolando desde meados dos anos 80 nos EUA.

Nevermind no número um não teria ocorrido se não fossem as experiências prévias de bandas seminais como Husker Du, The Pixies, The Replacements e Bad Religion, só para citar algumas, que ajudaram a ir criando um público potencial para tal sonoridade.

Lógico que o single Smells Like Teen Spirit foi a ponta de lança do estouro do Nirvana, mas o álbum inclui diversas outras músicas fantásticas, como Come As You Are, In Bloom, Lithium e Polly.

E tem também a ótima produção, a cargo de Butch Vig, e a sensacional capa com o bebezinho em vias de ser pescado por um dólar, uma das mais icônicas de todos os tempos.

Vinte anos depois, Nevermind continua soando tão urgente e impactante como no dia do seu lançamento, e certamente influenciará gerações e mais gerações, além de ser prova concreta da eterna capacidade de renovação em cima de suas raízes que o rock possui.

Veja o clipe de Come As You Are, do Nirvana:

9 Comments

  1. Ouvi muito e vi, ouvi e ouvi inúmeras vezes no meu k7.

    Saudades de quando a Mtv tocava música,de roubar as camisas de flanela do meus tios e ir para a escola ouvindo Nirvana. Uma banda símbolo da minha geração e nem parece que faz tanto tempo assim, o album não soa datado.

    Saudações, Chacur

  2. Música boa é para sempre!!!! Obrigado pela visita e tuuudo de bom!!!

  3. Curti, mas confesso nao ser uma das minhas bandas mais “apreciadas”

    Fabian, faz uma materia a respeito do Pink. A EMI estah lancando os 14 albuns da banda remasterizados. Ateh fizeram um porco “voar” (pigs might fly) sobre a velha Battersea Power Station, local que eu tive a felicidade de passar em frente diariamente por mais de 6 anos, indo e vindo do trabalho. =)

    Abracao

  4. Obrigado pela dica, Cláudio, e pela visita sempre qualificada! Grande abraço e tuuuuudo de bom!!!

  5. Um dos melhores discos de todos os tempos, mas para os fãs mais apaixonados (como eu)…In Utero é imbativel!

    Vai entender…

  6. Canuto, voce por aqui ??? =D

    Fabian, olha a propaganda que saiu lah no Reino unido nessa ultima segunda:
    http://www.youtube.com/watch?v=_2XPVxx2X5Q

    Abracao

    Ps.: Teu blog tah ficando cada vez mais chique hein ??? Parabens!!!

  7. admin

    September 28, 2011 at 4:07 pm

    Credite esse visual chique ao Canuto aí de cima…. Obrigado!!!! Grande abraço e tuuuudo de bom!!!!

  8. vladimir rizzetto

    October 6, 2011 at 2:29 pm

    Salve, Fabian!

    Discão maravilhoso e importante divisor de águas!
    Quando o ouvi pela primeira vez foi de cair o queixo. Aliás, gosto de todos os discos do Nirvana.
    Eles, meio que salvaram o rock, naquele momento.

    Grand abraço

  9. Nevermind foi uma bela injeção de ânimo no rock em 1991, época em que os Vanilla Ice, MC Hammer e New Kids On The Block dominavam as paradas de sucesso. O Nirvana ajudou ao velho e bom rock and roll voltar à cena, junto com a turma do grunge, o R.E.M., o hoje inefetivo Guns N’ Roses…. Grande abraço e obrigado pela visita sempre qualificada, caro Vladimir!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑