Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Porque sou fã da Debbie Harry e do Blondie

Por Fabian Chacur

Graças ao amigo Daniel Vaughan, fiquei sabendo que nesta segunda-feira (1º) Debbie Harry está completando 68 anos. Nem lembrava que ela era da safra de 1945, que gerou craques da música popular do naipe de Eric Clapton, Bob Marley, Ivan Lins, Elis Regina e Gonzaguinha, só para citar alguns. Belo ano, heim?

Sou fã dessa cantora e compositora americana desde que Heart Of Glass estourou aqui no Brasil em 1978, faixa do ótimo álbum Parallel Lines. Ex-coelhinha do conglomerado Playboy de Hugh Hefner, ela encontrou no rock and roll o seu verdadeiro lugar, liderando uma das bandas mais interessantes da chamada new wave.

O grande barato do Blondie foi se valer da energia minimalista e furiosa do punk para abordar diversos outros universos musicais, entre os quais o rock básico, o então emergente rap, a disco music, o pop tradicional, a música latina e o que mais pintasse pela frente, sempre de forma original, descontraída e envolvente.

A voz gostosa e versátil de Debbie é o que dava liga a essa mistureba toda, além da contribuição efetiva dos músicos que a acompanhavam nessas aventuras todas. Resultado: hits certeiros e bons de se ouvir como os já citados e também Call Me, The Tide Is High, Union City Blues, Denis, Maria e tantos outros, curtidos nos quatro cantos do planeta.

Quando o Blondie deu um tempo, na primeira metade dos anos 80, Debbie Harry se dedicou ao trabalho de atriz em filmes como Videodrome (1983) e também a discos solo, entre os quais o badalado Koo Koo (1981, produção de Nile Rodgers, do Chic) e o simpático Rockbird (1986). A repercussão foi menor, mas o respeito a ela se manteve firme e forte.

Após sair de cena por quase vinte anos, o Blondie voltou com força total em 1999 com o hit Maria, e se mantém na ativa, lançando novos álbuns e fazendo shows por aí. Não vieram ao Brasil, infelizmente, mas quem sabe um dia? Enquanto isso, dou meus parabéns a uma das loiras mais envolventes, talentosas, inteligentes e importantes da história do rock.

Ouça One Day Or Another, do Blondie:

Ouça Rapture, do Blondie:

6 Comments

  1. Texto bacana. Adoro Blondie, uma lástima que uma banda desta magnitude nunca tenha vindo ao nosso país.

  2. Obrigado pelo elogio, Ricardo, e concordo contigo. Uma banda tão legal como o Blondie deveria ter nos visitado, pois tem público por aqui e hits suficientes para um show inesquecível. Enfim, quem sabe ainda dê tempo? Sei lá…. Grande abraço, obrigado pela visita e volte sempre!!!

  3. Valeu Fabian,

    tem um site de crowdfunding, que já trouxe várias bandas pra ca´ após muita campanha. Tem uma pagina especial dedicada ao Blondie, ainda está timida, mas creio que com uma campanha entre os fãs, quem sabe algum empresário não traga eles pelo menos para o Planeta Terra deste ano:

    http://www.queremos.com.br/blondie

    Eu pessoalmente, nunca foi a um show do Blondie fora do Brasil, mas tive o privilegio de encontra-la no ano passado em Sampa:

    http://unidadedecarbonoterra.blogspot.com.br/2012/05/encontrando-debbie-harry-o-sonho-se.html

  4. Aaaah, que saudade dos idos de 1980 quando conheci esse irresistível videoclipe de “Rapture”! Só aí que comecei a gostar de Blondie, e também só a partir dessa música é que aprendi que rap pode ser coisa boa!
    Uma coisa sempre me intrigou, Chacur: o que é que a Debbie pronuncia aos 2:05 (e repete aos 3:47), que faz lembrar o nome de outra loira (muito mais sem graça, na minha opinião)? abçosClaudio

  5. Já sei, Cláudio. É naquela hora em que ela fala um tal de “shoo shy” ou coisa que o valha, e que realmente soa como se fosse “xuxa” ehehehe Grande música de uma grande banda, que conseguiu ser pop sem cair no ramerrão ou na vala comum da repetição. Abraços e obrigado pela visita qualificada de sempre!!!

  6. fabian chacur

    July 9, 2013 at 7:30 pm

    Caro Ricardo:
    Sensacional a história do seu encontro com Debbie Harry. Recomendo a todos que entrem no link colocado por ele aqui no Mondo Pop e leiam o relato. Muito obrigado pela visita, e espero que ainda possamos realizar o sonho de ver o Blondie ao vivo aqui no Brasil. Grande abraço e volte sempre!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2021 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑