Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Author: Fabian Chacur (page 2 of 173)

Jeff Beck, 78 anos, uma espécie de guitarrista dos guitarristas

Jeff_Beck-400x

Por Fabian Chacur

Se há um músico na cena do rock que pode ser considerado uma espécie de “guitarrista dos guitarristas”, ele atendia pelo nome de Jeff Beck. Extremamente celebrado por seus colegas de várias gerações e também pelo público, ele infelizmente nos deixou nesta terça (10), embora a notícia só tenha sido divulgada nesta quarta (11) em suas redes sociais. O músico britânico foi vítima aos 78 anos de uma meningite bacteriana.

Nascido em 24 de junho de 1944, Jeff Beck veio à tona na cena do rock em 1965 ao integrar os Yardbirds, na qual substituiu ninguém menos do que Eric Clapton. Nos aproximadamente dois anos em que ficou na banda, brilhou como um músico criativo e versátil, indo do blues ao psicodelismo com uma agilidade difícil de ser encarada pela concorrência.

Em 1968, criou a sua própria banda, The Jeff Beck Group, que revelou dois outros nomes seminais para o rock, o vocalista Rod Stewart e o guitarrista-baixista Ron Wood, que depois criariam os Faces e partiriam para a carreira solo (Rod) e para os Rolling Stones (Wood). Truth (1968) é um dos melhores álbuns da história do rock.

Após a separação da formação clássica desta banda, que ocorreu logo em 1969, Beck mergulhou em projetos individuais e também em bandas de curta (porém, significativas) duração, como Beck, Bogert & Appice e uma nova encarnação do The Jeff Beck Group.

Como não cantava e também compunha menos do que outros colegas, Beck teve menos sucesso comercial do que merecia. No entanto, seus trabalhos sempre apresentavam muita qualidade, mostrando sua versatilidade em estilos como hard/heavy rock, jazz rock, jazz, rockabilly, r&b etc.

Ele fez shows concorridos no Brasil, e tive a chance de ver um deles, em 2014 (leia a resenha aqui). Ele se manteve sempre ativo e celebrou 50 anos de estrada em um show antológico (leia a resenha aqui). Leia mais aqui.

A Day In The Life (ao vivo)- Jeff Beck:

Everything But The Girl lançará um álbum em abril após 24 anos

everything_but_the_girl 400x 2023_Edward_Bishop

Por Fabian Chacur

Bela notícia para os fãs do Everything But The Girl. O duo britânico lançará no dia 21 de abril deste ano Fuse, que será simplesmente o 1º álbum deles neste século. Temperamental, o anterior, saiu em 1999, ou seja, há 24 longos anos. E acaba de ser divulgava uma de suas faixas. Trata-se de Nothing Left To Lose, já disponível nas plataformas digitais.

Nothing Left To Lose segue a mesma linha eletrônica e dançante do maior hit gravado pelo casal Tracey Thorn (vocal) e Ben Watt (guitarra, teclados e programações eletrônicas), Missing, que em 1994 atingiu o 2º lugar na parada dos EUA e nº 3 no Reino Unido. Fuse trará 10 faixas, que a dupla gravou com o apoio do engenheiro de som Bruno Ellingham em Bath, na Inglaterra.

Criado em 1982 o Everything But The Girl começou fazendo um som que mesclava folk, rock básico e canções românticas, e ganhou o público do rock alternativo com o seu maravilhoso álbum Love Not Money (1985). Eles também fizeram uma bela releitura de I Don’t Want To Talk About It, composição do saudoso Danny Whitten que estourou na voz de Rod Stewart. Essa regravação atingiu o nº 3 na parada do Reino Unido.

Nos anos 1990, Thorn e Watt mergulharam nas sonoridades eletrônicas e dançantes, estourando com o álbum Amplified Heart (1994). A versão de Missing que invadiu as paradas de sucesso de todo o mundo é o remix assinado pelo badalado Todd Terry.

Nesses 24 anos, Tracey Thorn lançou quatro discos solo e uma trilha sonora, além de participar de trabalhos de grupos como o Massive Attack, enquanto Ben Watt lançou três trabalhos individuais. Curiosamente, eles só se casaram oficialmente em 2009.

Eis as faixas do álbum Fuse:

Nothing Left to Lose

Run a Red Light

Caution to the Wind

When You Mess Up

Time and Time Again

No One Knows We’re Dancing

Lost

Forever

Interior Space

Karaoke

Nothing Left To Lose (clipe)- Everything But The Girl:

Peter Gabriel mostra single Panopticom; álbum em breve

peter gabriel 2023 400x

Por Fabian Chacur

Vem aí um novo álbum de Peter Gabriel. Intitulado i/o, o trabalho sairá em algum momento deste ano. Como forma de divulgá-lo, já está disponível nas plataformas digitais uma de suas faixas, Panopticom, cuja letra é inspirada nos trabalhos das associações Forensic Architeture, Bellingcat e WITNESS, esta última criada pelo próprio cantor. Ele explica:

“Essa 1ª música é baseada em uma ideia na qual venho trabalhando para iniciar a criação de um globo de dados acessível e infinitamente expansível: o Panopticom. Estamos começando a conectar um grupo de pessoas com ideias semelhantes que podem dar vida a isso, para permitir que o mundo se veja melhor e entenda mais o que realmente está acontecendo”.

Com um clima intenso e que dosa teclados e guitarras, além da voz marcante de Gabriel, Panopticom tem como capa do single a obra de arte No Gravity, do artista David Spriggs. Em outro texto enviado à imprensa, o ex-vocalista do Genesis fala sobre as motivações por trás do seu trabalho atual:

“Parte do que estou escrevendo é a ideia de que parecemos incrivelmente capazes de destruir o planeta que nos deu origem e que, a menos que encontremos maneiras de nos reconectar à natureza e ao mundo natural, perderemos muito. Uma maneira simples de pensar onde nos encaixamos em tudo isso é olhar para o céu, e a lua sempre me atraiu para ela”.

Dentro desse conceito, novos singles serão divulgados a cada lua cheia, como foi o caso deste Panopticom. O álbum i/o será devidamente divulgado com uma turnê mundial que terá em breve as suas datas divulgadas, sendo que ainda não se fala em shows no Brasil.

Panopticom– Peter Gabriel:

Shania Twain lança um single contagiante, a ótima Giddy Up!

shania twain

Por Fabian Chacur

O ano começa a mil por hora para Shania Twain. A cantora e compositora canadense, uma das grandes estrelas da música pop em geral e do country também, acaba de lançar um single delicioso. Trata-se de Giddy Up! (ouça o áudio aqui), um rock dançante simplesmente irresistível. A faixa também já está com um clipe para divulgá-la.

Sobre esse verdadeiro petardo, que no clipe traz várias coreografias divertidas, Shania comentou em texto enviado à imprensa: “Eu quero que as pessoas possam se sentir bem quando ouvirem o novo álbum. Eu quero trazer essa celebração para todos e Giddy Up! é a minha maneira de chamar o público e dizer ‘vamos nos divertir!’ ”.

Giddy Up! é uma das 12 faixas que farão parte de Queen Of Me, álbum que a gravadora Universal Music promete lançar no dia 3 de fevereiro em vários formatos físicos, e também nas gloriosas plataformas digitais. A produção ficou a cargo de Tyler Joseph, conhecido por ser o vocalista do bem-sucedido duo pop Twenty One Pilots.

Giddy Up! (clipe)- Shania Twain:

Alceu Valença e Paulo Rafael em uma inspirada despedida

alceu valenca 400x

Por Fabian Chacur

Surpreendido pela pandemia, Alceu Valença usou como forma de se distrair durante o confinamento exigido pela situação extraordinária tocar e tocar seu violão. Dessa forma, ele selecionou 33 músicas, entre sucessos, lados B, composições alheias e algumas inéditas, e gravou três álbuns em 2021 via gravadora Deck, todos disponíveis em lindas edições digipack em CD: Sem Pensar no Amanhã, Senhora Estrada e Saudade. Todos no esquema voz-violão.

No mesmo período, ele gravou um 4º álbum, ao lado de seu parceiro musical de 46 anos, o grande guitarrista e violonista pernambucano Paulo Rafael. O que não estava na programação, outra surpresa inesperada, foi a partida daquele músico genial em 23 de agosto de 2021, aos 66 anos. O trabalho chegou às lojas e às plataformas digitais em 2022, com o título Alceu Valença e Paulo Rafael, e equivale a uma inspirada despedida.

Alceu toca seu violão e canta com uma voz menos agressiva e mais aveludada do que na fase de seu estouro nas paradas de sucessos, nos anos 1970 e 1980. O resultado é ótimo, ainda mais contando com o apoio da guitarra, violão e viola tocadas com maestria por Paulo Rafael.

Uma composição é inédita, a linda Fada Lusitana, que encerra o repertório de 11 faixas com muito lirismo e inspiração. Sabiá (Luiz Gonzaga- Zé Dantas) é a única não autoral. As outras 9 foram registradas originalmente por Alceu Valença entre 1974 e 2019.

A ordem das músicas no álbum é muito bem sacada, e um bom exemplo é o fato de Eu Vou Fazer Você Voar e Girassol antecederem Anunciação, sendo que ambas são posteriores e trazem ecos melódicos e poéticos desse megahit do artista pernambucano, que ficou arrepiante nessa nova roupagem.

Uma pena essa parceria de quase 50 anos ter sido desfeita pela partida prematura de Paulo Rafael, mas ao menos teve um encerramento digno de todas as conquistas musicais obtidas por eles.

Anunciação– Alceu Valença e Paulo Rafael:

Blitz inicia 2023 com mais um show no icônico Circo Voador

blitz 2023-400x

Por Fabian Chacur

Blitz e Circo Voador tem tudo a ver. Sempre tiveram. Afinal de contas, foi lá que a banda liderada pelo vocalista, compositor, ator e músico Evandro Mesquita começou a ficar conhecida do grande público, no início dos anos 1980. Quatro décadas depois, o timaço do rock brasileiro dá continuidade à sua Turnê Sem Fim com um show nesta sexta-feira (6) a partir ds 22h na venerada casa de espetáculos carioca, com ingressos a partir de R$ 70,00 (saiba mais aqui).

Além de talentosíssimo em tudo que faz, Evandro Mesquita é um dos caras mais simpáticos e de bom astral que já tive a honra de entrevistar nesses anos todos. E sua personalidade reflete no som da Blitz, essa bem dosada fusão de reggae, ska, rock, pop e música brasileira que rendeu hits como Você Não Soube Me Amar, A Dois Passos do Paraíso, Geme Geme e tantos outros.

Da formação clássica, a banda traz, além de seu vocalista, o tecladista Billy Forghieri e o baterista Juba. Completam a azeitada escalação atual Rogério Meanda (guitarra), Alana Alberg (baixo), Andréa Coutinho (backing vocal) e Nicole Cyrne (backing vocal). Além dos hits dos anos 1980, o grupo também tocará músicas de ótimos trabalhos recentes, como Aventuras 2 (2016).

Saquarema (clipe)- Blitz:

Paramore divulga singles e álbum sairá em fevereiro

paramore 2022-400xPor Fabian Chacur

Seis anos após o lançamento de After Laughter (2017), o grupo americano Paramore anuncia que seu sexto álbum de estúdio, This Is Why, sairá em fevereiro, via Warner Music. Como forma de aquecer os ouvidos dos fãs, estão sendo lançados previamente alguns singles. O mais recente é a claustrofóbica e ardida The News (veja o clipe aqui), que energiza o ouvinte logo nos seus segundos iniciais.

O clipe transmite o clima sugerido pela letra, que fala das guerras externas e internas, e tem a direção de Mike Kluge e Matthew DeLisi. As gravações ocorreram em Nashville, cidade que fica pertinho de onde a banda surgiu, em 2004, mais precisamente em Franklin, Tennessee.

A outra faixa, também divulgada com clipe, é a igualmente excelente e mais swingada, embora sem perder o vigor do rock, This Is Why. Em ambas, a ótima vocalista Hayley Williams esbanja carisma e charme, bem acompanhada por Taylor York (guitarra) e Zac Farro (bateria).

Na estrada desde 2004, o Paramore conquistou um público extenso e fiel graças a álbuns como Brand New Eyes (2009), nº 2 nos EUA e nº 1 no Reino Unido, e Paramore (2013), que chegou ao primeiro lugar nas paradas americanas e britânicas. O trio voltará em breve ao Brasil para shows no Rio de Janeiro (9/3) e São Paulo (11 e 12/3).

This Is Why (clipe)- Paramore:

Gal Costa tem LP Água Viva relançado em vinil caríssimo

gal costa capa lp-400x

Por Fabian Chacur

Sabe a brincadeira do “tenho duas notícias, uma boa e a outra ruim?”. Pois cabe feito luva na notícia a seguir. Comecemos com o lado positivo. A Universal Music acaba de disponibilizar na sua loja virtual uma reedição de Água Viva (1978), um dos álbuns mais bem-sucedidos da carreira da saudosa Gal Costa. A parte negativa: cada exemplar custa a bagatela de R$ 169,90, fora o frete (saiba mais aqui).

Ou seja, para quem não estiver nadando em dinheiro, quem sabe valha mais a pena ir atrás de uma edição em CD, ou mesmo de um exemplar em vinil da época ou de outra reedição mais antiga e menos, digamos assim, salgada em termos de preço. Vai do bolso de cada um.

Em termos musicais, Água Viva é um álbum impecável. Seus maiores sucessos são Folhetim (Chico Buarque), que Gal interpretou em um capítulo da novela global Dancin’ Days (1978), e Paula e Bebeto (Milton Nascimento e Caetano Veloso), esta última uma belíssima homenagem ao amor sem preconceitos, fronteiras ou restrições.

Com um total de 12 faixas, traz também um delicioso dueto de Gal com Gonzaguinha em uma composição deste, o sacudido forró moderno O Gosto do Amor. A releitura de Olhos Verdes (Vicente Paiva), sucesso em 1950 na voz de Dalva de Oliveira é outro destaque, entre composições assinadas por craques como Dorival Caymmi, Milton Nascimento, Chico Buarque, Gilberto Gil, Suely Costa, Moacyr Albuquerque, Ruy Guerra e Abel Silva.

O Gosto do Amor– Gal Costa e Gonzaguinha:

Tuatha de Danann divulga um single e lançará álbum em abril

Tuatha De Dannan 2022-400x

Por Fabian Chacur

Com 27 anos de estrada, a banda mineira Tuatha de Danann se firmou no Brasil e exterior com sua sonoridade que mescla folk, heavy rock e outros elementos sonoros com maestria e originalidade. Após homenagear a música irlandesa em In Nomine Éireann (2020), o sexteto nos oferece The Nameless, single que é uma prévia do álbum que prometem lançar em abril deste ano pelo selo Heavy Metal Rock.

Integrado atualmente por Bruno Maia (vocal, guitarra, flautas irlandesas, bouzouki e banjo), Giovani Gomes (contrabaixo), Raphael Wagner (guitarra), Edgard Brito (teclados), Nathan Viana (violino) e Rafael Delfino (bateria), o Tuatha de Danam costuma apostar em letras elaboradas. Bruno explica as inspirações em torno dos versos do novo single:

“Na letra tentamos trazer os excluídos, dominados e derrotados, para o centro e foco da obra. Para Benjamin, só é possível haver justiça real se houver uma justiça histórica e uma justiça da memória. Essa música, tanto as melodias de voz, como climas e letra, tem em algumas dessas teses de História do Benjamin sua maior inspiração”.

O Benjamim ao qual ele se refere é o filósofo alemão Walter Benjamin e suas “Teses sobre o Conceito de História”. O álbum conta com produção do próprio Bruno e foi gravado no Braia Studios, em Varginha (MG).

The Nameless (lyric video)- Tuatha de Danann:

Ava Max mostra pitadas de disco music em seu novo single

ava max 400x

Por Fabian Chacur

Gostaria de ver a cara daqueles que em 1979 diziam que a disco music era um estilo musical banal, repetitivo e que logo sumiria para sempre. Eles, sim, partiram sem deixar rastros, para alegria de quem gosta de fato de música. A disco se manteve extremamente influente nesses anos todos, e atualmente tem aparecido como influências de vários artistas de ponta. Uma delas é Ava Max, cujo novo single, Dancing’s Done, apresenta belas pitadas desta praia sonora dançante.

A faixa está sendo divulgada previamente nas plataformas digitais e fará parte do segundo álbum da cantora americana filha de albaneses, cujo título será Diamonds and Dance Floors. Com 28 anos de idade e influência musical desde o berço (o pai é pianista e a mãe cantora lírica), Ava concorre com cantoras como Dua Lipa, Lady Gaga e Charli XCX nessa praia dançante.

Diamonds and Dance Floors está previsto para sair no dia 27 de janeiro de 2023 pela gravadora Warner Music, e chega com a missão de firmar de vez Ava Max na cena pop. Seu álbum de estreia, Heaven & Hell (2020) atingiu o nº 27 na parada dos EUA e um impactante nº 2 no Reino Unido.

Dancin’s Done– Ava Max:

Older posts Newer posts

© 2023 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑