Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: álbum 2022 (page 1 of 2)

Jimmy Cliff divulga um single e lançará álbum Refugees dia 12

jimmy cliff capa 400x

Por Fabian Chacur

Jimmy Cliff completou 78 anos de idade neste sábado (30/8), mas quem ganhou o presente fomos nós. O seminal cantor e compositor jamaicano nos disponibilizou Refugees, faixa-título do álbum que irá lançar no próximo dia 12. A canção conta com a participação especial de Wyclef Jean, conhecido por ter integrado o grupo Fugees, que fez grande sucesso nos anos 1990 e revelou a cantora Lauryn Hill. Trata-se de uma mistura de reggae, r&b e música eletrônica, e ficou bem interessante.

O álbum será o primeiro de inéditas deste grande pioneiro do reggae desde 2012, quando nos ofereceu Rebirth. Além de Wyclef Jean, o trabalho conta com as participações do cantor e compositor jamaicano/americano Tarrus Riley e da cantora Lilty Cliff, que é filha do Jimmy.

O lançamento do novo trabalho coincide com o aniversário de 50 anos do filme The Harder They Come (1972), estrelado por Jimmy Cliff e que traz em sua trilha sonora clássicos do porte da faixa-título e também You Can Get It If You Really Want e Many Rivers To Cross. Esse trabalho ajudou a divulgar o reggae pelos quatro cantos do mundo.

Refugees– Jimmy Cliff & Wyclef Jean:

Joyce Moreno divulga Todo Mundo e lançará um álbum

Fotografia de Leo Aversa leo@leoaversa.com

Fotografia de Leo Aversa
[email protected]

Por Fabian Chacur

Ouvir Joyce Moreno é bom em qualquer época. Imagine então nos tempos bicudos que vivemos agora. Logo, é uma grande notícia a divulgação de que está previsto para agosto o lançamento, nos formatos CD físico e nas plataformas digitais, de um novo álbum dessa genial cantora, compositora e violonista. O título é Brasileiras Canções, e sairá via Biscoito Fino. O 1º single a ser divulgado, simplesmente divino, é uma composição só dela intitulada Todo Mundo.

Temos aqui uma canção com a marca registrada da faceta mais sacudida do trabalho de Joyce, com direito à sua voz cada vez mais boa de se ouvir, do seu violão swingado e acompanhada por três verdadeiros monstros em seus instrumentos. São eles o marido e parceiro de vida Tutty Moreno (bateria), Jorge Helder (baixo) e Hélio Alves (piano), este último dando uma aula de como encaixar o seu instrumento com classe e fluidez.

O repertório de Brasileiras Canções traz 12 músicas, selecionadas de um total de mais de 40 compostas pela artista carioca durante o ano de 2021. Todo Mundo é só dela, mas o álbum também traz parcerias com Cristóvão Bastos, Marcos Valle, Moacyr Luz e Tiago Torres da Silva. Em texto enviado à imprensa, Joyce define o espírito de seu novo álbum:

“A impossibilidade de seguirmos com a vida de sempre, os distanciamentos, as perdas de pessoas queridas, o mal espalhafatosamente assumindo o comando – tudo isso acabou desaguando para mim num momento onde a criação veio aliviar e salvar. Minha intenção foi criar um álbum que falasse da nossa condição humana, que tivesse lugar de fala e lugar de escuta, que trouxesse alguma delicadeza em tempos brutos”.

Todo Mundo (clipe)- Joyce Moreno:

Claudya mostra seu novo álbum com um show no Blue Note SP

claudya cantora 400x

Por Fabian Chacur

Como forma de celebrar 57 anos de uma carreira das mais dignas e elogiáveis, a cantora Claudya acaba de lançar o álbum A Nossa Bossa Sempre Jovem. O repertório parte de uma ideia simples, porém extremamente bem realizada: a releitura de clássicos da Jovem Guarda com arranjos em estilo Bossa Nova. Deu mais do que certo. Ela mostra esse trabalho e também dá uma geral em hits da sua carreira em show nesta quinta (7) às 20h em São Paulo no Blue Note SP (avenida Paulista, nº 2.073), com ingressos a R$ 90,00 (inteira) e R$ 45,00 (meia). Saiba mais detalhes aqui.

A escolha desse tema para o novo álbum faz todo o sentido do mundo se levarmos em conta que Jovem Guarda e Bossa Nova viveram o seu auge na década de 1960, mesmo período em que Claudya iniciou a sua carreira. Havia uma certa rivalidade entre essas duas vertentes musicais naquela época, mas hoje fica claro que ambas são muito válidas e marcantes. Uma não invalida a outra, obviamente. E o álbum desta grande cantora serve como prova de que temos, aqui, música da melhor qualidade.

Com belos arranjos a cargo do pianista e arranjador Alexandre Vianna, canções como Devolva-me, Ternura, O Caderninho e Nossa Canção ressurgem renovadas e encantadoras, com Claudya esbanjando categoria e nos oferecendo um desempenho vocal de uma classe absurda.

Nessas quase seis décadas de bons serviços prestados à nossa música, Claudya emplacou hits como Mais de 30 (de Marcos e Paulo Sérgio Valle), Deixa Eu Dizer (de Ivan Lins e Ronaldo Monteiro de Souza, relida com sucesso por Marcelo D2) e Jesus Cristo (de Roberto e Erasmo Carlos). Ela também brilhou em festivais no Brasil e no mundo e estrelando o musical Evita, além de gravar mais de 20 álbuns, como Entre Amigos (1994), com o seminal Zimbo Trio. Sua participação em 2021 no programa global The Voice+, no qual chegou à semifinal, lhe trouxe de volta à mídia.

Devolva-me– Claudya:

Tuia lança Semente Que o Amor Dará com show em São Paulo

tuia cantor 400x

Por Fabian Chacur

Tuia é presença constante em Mondo Pop, e não por acaso (leia mais sobre ele aqui). Em seus quase 30 anos de carreira, ele se firmou como um dos nomes mais consistentes do folk brasileiro, misturando várias vertentes musicais de sabor rural com rock, pop e o que mais pintar com sensibilidade e categoria. O cantor, compositor e músico paulista acaba de lançar Sementes que o Amor Dará, distribuído nas plataformas digitais pela Kuarup, e mostra esse novo repertório nesta sexta (6) às 20h no Blue Note SP (avenida Paulista, nº 2073- saiba mais aqui).

Semente que o Amor Dará é o 5º álbum solo de Tuia, e teve sua divulgação iniciada com a faixa Flores da Manhã, que conta com as participações especiais de Guarabyra e Zeca Baleiro. Com dez faixas, o trabalho também conta com outros nomes importantes e significativos marcando presença, entre os quais Renato Teixeira, Ricardo Vignini, Mário Manga (do Premê) e Reginaldo Lincoln (do Vanguart).

Flores da Manhã (clipe)- Tuia, Guarabyra e Zeca Baleiro:

Kylie Minogue lança álbum e um clipe com Gloria Gaynor

foto: Charlie Gray

foto: Charlie Gray

Por Fabian Chacur

Em 7 de novembro de 2020, Kylie Minogue estrelou uma live pré-gravada com músicas de seu então recém-lançado álbum, Disco, acrescidas de novas versões de alguns de seus grandes hits. Após ter sido lançado no exterior em meio a uma edição especial e exclusiva com cinco CDs, o registro desse show acaba de sair de forma individual, com o título Infinite Disco, nas plataformas digitais e também no formato físico (LP de vinil e CD).

Paralelamente a este álbum, lançado pela gravadora BMG, a cantora e compositora australiana também nos oferece um novo clipe, que ilustra Can’t Stop Writing Songs About You, deliciosa faixa de Disco que traz como atrativo a participação especial de Gloria Gaynor, um dos grandes ícones da disco music dos anos 1970. Uma consistente homenagem a esse marcante estilo musical, que se mantém relevante e popular em pleno século XXI.

Can’t Stop Writing Songs About You (clipe)- Kylie Minogue & Gloria Gaynor:

Bruce Hornsby divulga single e anuncia álbum ‘Flicted para maio

bruce hornsby flictec capa-400x

Por Fabian Chacur

A parceria entre o cantor, compositor e músico Bruce Hornsby e o cineasta Spike Lee ultrapassa os 30 anos. Como forma de transformar em canções temas incidentais que compôs para filmes do diretor de Faça a Coisa Certa e outras obras-primas do cinema, o tecladista iniciou em 2019 uma trilogia com o álbum Absolute Zero (2019), prosseguida com Non-Secure Connection (2020) e que será encerrada em 27 de maio com o lançamento de ‘Flicted. A 1ª faixa deste novo trabalho acaba de ser divulgada, com direito a um belo clipe de animação.

Sidelines, escrita em parceria com Ezra Koenig, conhecido por liderar a ótima banda americana Vampire Weekend, é uma canção hipnótica e deliciosa, e conta com a participação especial do cantor e guitarrista Blake Mills. Uma amostra de alto calibre desse trabalho que soa promissor. Quem também participa do disco é Danielle Haim, da banda Haim, na faixa Days Ahead. Uma das marcas da trajetória de Bruce Hornsby é exatamente a sua capacidade de colaborar com músicos das mais diferentes áreas musicais, sempre com categoria e inspiração.

Outro destaque do álbum, que terá 12 faixas, é uma releitura bastante autoral e peculiar de Too Much Monkey Business, escrita e lançada pelo grande Chuck Berry em 1956. Aos 67 anos de idade, Bruce Hornsby estourou mundialmente em 1986 com o megahit The Way It Is, e desde então construiu uma obra sólida e criativa, enveredando por rock, country, soul, jazz, psicodelia e o que mais pintar. Um verdadeiro craque, que merecia ser mais conhecido pelo público brasileiro. Ele ainda não tocou por aqui, e espero que isso ocorra um dia!

Sidelines (clipe)- Bruce Hornsby & Blake Mills:

The Doobie Brothers lançam Liberté e iniciam uma turnê

the doobie brothers liberté capa álbum-400x

Por Fabian Chacur

Boas novidades para os fãs dos Doobie Brothers. A excelente banda americana celebra seus 50 anos de carreira e oferece três belos presentes aos fãs. Um é a turnê 50th Anniversary Tour, com shows pelos EUA que terão início em Las Vegas em maio e que contarão com a presença do cantor, compositor e tecladista Michael McDonald. Outra é o lançamento do livro Long Train Runnin’- The Story Of The Doobie Brothers, escrito por Chris Epting em parceria com os fundadores do grupo. E o terceiro é o lançamento do álbum Liberté.

Já disponível nas plataformas digitais e, no exterior, em CD e LP de vinil, Liberté é o 1º álbum de inéditas dos Doobies desde World Gone Crazy (2010), e marca a colaboração da banda com o consagrado produtor e compositor John Shanks, conhecido por seus trabalhos com Sheryl Crow, Bon Jovi e Miley Cyrus, entre outros. Ele produziu o álbum e também foi parceiro de seis músicas com Tom Johnston e de cinco com Patrick Simmons.

Liberté é um trabalho maduro e consistente, no qual os Doobies atuam com muita categoria em sua zona de conforto, investindo em rock, folk, country e soul com a categoria habitual. O repertório agrada em cheio, com direito a rocks bacanas como Oh Mexico, a quase hard rock Don’t Ya Mess With Me, o rock pra cima The American Dream e a mais folk Good Thang. Um belo disco dos agora setentões, que exalam garra e inspiração.

Da formação original dos Doobie Brothers, ficaram em cena exatamente os seus fundadores, o cantor, compositor e guitarrista Tom Johnston, uma das vozes mais poderosas do rock e rei dos riffs de guitarra, e o cantor, compositor e guitarrista/violonista Patrick Simmons, craque nas harmonias vocais, no dedilhado de violão e nas canções folk.

Completa o núcleo atual dos Doobies o multi-instrumentista John McFee, que esteve no time entre 1978 e 1983 e voltou para não mais sair em meados dos anos 1990. Baita músico, ele toca guitarra, pedal steel, rabeca, dobro, violão e o que mais pintar à sua frente. Ao vivo, completam o time quatro músicos de apoio, entre os quais o tecladista Bill Payne, que participou de vários álbuns dos Doobies e é conhecido por seu trabalho com a banda Little Feat.

Vale ressaltar que os Doobie Brothers, embora tenham feito muito sucesso no Brasil nos anos 1970 e 1980, nunca fizeram shows por aqui. O mais perto que estiveram foi quando chegaram a ser cogitados para o Rock in Rio de 1991, mas ficou só na promessa. Ainda dá tempo, Medina e companhia. Seria um belíssimo acréscimo ao elenco do festival, sendo que os shows deles continuam energéticos e repleto de hits. Que tal?

Eis as faixas de LIBERTÉ:

Oh Mexico

Better Days

Don’t Ya Mess With Me

Cannonball

Wherever We Go

The American Dream

Shine

We Are More Than Love

Easy

Just Can’t Do This Alone

Good Thang

Amen Old Friend

Oh Mexico– The Doobie Brothers:

Aerosmith lança nas plataformas digitais álbum com registros raros

aerosmith capa 400x

Por Fabian Chacur

O Aerosmith anda fuçando os seus arquivos em busca de raridades. E encontrou uma das boas. Trata-se do registro de um ensaio do mitológico quinteto americano de 1971. Inicialmente lançado em tiragem limitada no fim do ano passado nos formatos LP de vinil e fita cassete, esse álbum, intitulado Aerosmith 1971: The Road Starts Hear, já tem data para chegar às plataformas digitais: 8 de abril, através da Universal Music.

O álbum traz sete faixas. Cinco delas seriam regravadas e lançadas em 1973 no autointitulado álbum de estreia do grupo de Stephen Tyler. São elas Somebody, Walkin’ The Dog, Movin’ Out, Dream On e Mama Kin. Reefer Head Woman só sairia em nova gravação no álbum Night In The Ruts (1979), enquanto a faixa restante, Reefer Head Woman, sairia no álbum Classics Live (1986).

As versões físicas trazem, além do conteúdo musical, fotos inéditas e uma entrevista feita por David Fricke, conhecido por seu trabalho na versão americana da revista Rolling Stone, com Stephen Tyler e seus colegas de banda que contextualizam e dão informações sobre essas gravações históricas feitas na fase inicial do Aerosmith.

Eis as faixas de Aerosmith – 1971: The Road Starts Hear:

-Intro/Somebody

-Reefer Head Woman

-Walkin’ The Dog

-Movin’ Out

-Major Barbara

-Dream On

-Mama Kin

Somebody (áudio)- Aerosmith:

The Temptations inclui parceria com Smokey Robinson em álbum

the temptations 60 400x

Por Fabian Chacur

Smokey Robinson sempre teve uma bela e frutífera parceria com os Temptations, sendo autor de hits marcantes da banda como My Girl e Get Ready, entre outros. E eles voltaram a se encontrar em Temptations 60, álbum que celebra as seis décadas de estrada do grupo vocal que, embora inclua apenas um de seus fundadores, o grande Dr. Otis Williams, ainda se mantém digno e produtivo. A faixa que reúne essas lendas da soul music é a maravilhosa Is It Gonna Be Yes Or No, uma slow jam envolvente no melhor estilo da black music clássica.

Em press-release, Williams explica a motivação por trás desse trabalho: “Nosso novo álbum carrega consigo nosso legado, nosso amor pela música e nossa esperança de que, através de nossa música, possamos elevar os pensamentos e unir as pessoas. Acima de tudo, queremos que os fãs aproveitem e compartilhem com familiares e amigos ao redor do mundo. É um presente de agradecimento de nossos corações a todos os nossos fãs, passados, presentes e futuros”.

Temptations 60 traz 12 faixas, contando com produção e composições de gente do calibre do consagrado Narada Michael Walden e do artista de hip hop K.Sparks (que participa da faixa Let It Reign). Além do seu fundador, o The Temptations inclui em sua formação atual Ron Tyson (na banda há 39 anos), Terry Weeks (no time desde 1997), Willie Grant (há seis anos nos Temptations) e o recém-apresentado Tony Grant (ex-integrante do grupo Az Yet).

Is It Gonna Be Yes Or No (clipe)- The Temptations and Smokey Robinson:

Michael Bublé anuncia Higher e trabalha com Paul McCartney

michael buble novo album 400x

Por Fabian Chacur

O cantor e compositor canadense Michael Bublé anunciou que lançará um novo álbum no dia 25 de março pela gravadora Warner. Trata-se de Higher, trabalho que terá entre seus destaques uma releitura de My Valentine, canção de Paul McCartney lançada há 10 anos em seu álbum Kisses On The Bottom. O ex-beatle participou da produção dessa faixa em parceria com Bublé. Outro nome ilustre no álbum é o astro country Willie Nelson, que marca presença na releitura de Make You Feel My Love, de Bob Dylan. gravada pelo autor em 1997 no álbum Time Out Of Mind.

O primeiro single divulgado do novo trabalho, a bela e pop I’ll Never Not Love You, já está disponível nas plataformas digitais e também com lyric video. O trabalho mistura releituras e composições do próprio cantor, e conta com produção geral dele em parceria com Greg Wells e Bob Rock. Um dos destaques é um novo arranjo para Smile, clássico de Charles Chaplin que aparece aqui com um coral gospel. Bublé fala sobre o foco deste trabalho:

“Desta vez eu me abri totalmente para tentar coisas novas. Eu mergulhei fundo durante o trabalho e me cerquei dos melhores e mais imaginativos profissionais da música do planeta. Quando eu estava compondo com Ryan Tedder e Greg Wells, gravando três músicas num único dia acompanhado do meu parceiro Bob Rock e mais 40 músicos incríveis no estúdio em que eu não pisei por 15 meses, dançando, rindo e chorando quando uma música saia simplesmente perfeita, foi mágico. E parecia que o universo estava conspirando para me oferecer esse momento depois de 20 anos de carreira. Eu nunca fiquei tão empolgado em finalizar um álbum”.

I’ll Never Not Love You– lyric video- Michael Bublé:

Older posts

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑