Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: antonio carlos jobim

Fernanda Takai, Marcos Valle e Roberto Menescal visitam o Tom

DVD Fernanda Takai por Fabiana Figueiredo7-400x

Por Fabian Chacur

Uma parte do charme da bossa nova fica por conta de ter nascido em torno de reuniões informais e intimistas de amigos em apartamentos cariocas para tocar suas canções. A semente de O Tom da Takai (2018), álbum que reuniu Fernanda Takai e dois dos papas da bossa, Marcos Valle e Roberto Menescal, surgiu assim, e gerou um belo CD, que agora ganha a esperada releitura ao vivo. O Tom da Takai Ao Vivo, lançado pela gravadora Deck, está disponível em DVD físico e também nas plataformas digitais.

A vocalista do Pato Fu participava de um show em homenagem a Tom Jobim e, em um determinado momento, Menescal sugeriu que ela gravasse um disco com aquele tipo de canção. A moça topou na hora, e Valle, que estava lá também, de bate pronto se incluiu no projeto, que a gravadora Deck encampou. Além das afinidades musicais, o que deu liga à parceria do trio foi a afinidade pessoal entre eles, no melhor estilo “bons amigos trabalhando juntos”.

Para a versão ao vivo do álbum, foi escolhido como palco uma suíte do Hotel La Suite By Dussol, que tem uma belíssima visão das praias cariocas como cenário. Além de Takai (vocal principal), Marcos Valle (teclados e vocais) e Roberto Menescal (guitarra e vocal), quatro músicos selecionados a dedo entraram no time. O veterano Fernando Merlino, por exemplo, se incumbiu dos teclados.

O excelente Thiago Delegado, também conhecido como cantor e compositor de destaque das novas gerações, ficou incumbido do violão, enquanto os competentes e talentosos Caio Plínio e Diego Mancini se incumbiram, respectivamente, de bateria e baixo. O entrosamento e o swing deles se mostrou perfeito para a missão de encarar um repertório tão bom e sofisticado.

Em clima descontraído, Fernandinha interpretou as 13 músicas do álbum original, uma adicional do próprio Tom (Once I Loved- Amor em Paz), uma de Marcos Valle (Samba de Verão) e outra de Roberto Menescal (um pot-pourry incluindo O Barquinho e sua versão para o japonês, Kobune), em um total de 16 faixas. Entre uma e outra, o trio principal relembra deliciosas histórias envolvendo essas composições de Tom, bastidores da nossa música e também sobre a parceria deles nesse projeto.

Como já havia ficado claro em trabalhos anteriores dela, a voz da cantora do Pato Fu se mostra mais do que adequada para esse tipo de repertório, e brilha ainda mais do que a média já alta em Olha Pro Céu, Brigas Nunca Mais, Estrada do Sol e Esquecendo Você. Menescal faz dueto com ela em Ai Quem Me Dera, enquanto Valle exerce esse papel em Discussão, Fotografia e Samba de Verão.

Uma boa sacada foi ter colocado Fernanda e Menescal sentados em um sofá repleto de almofadas, com os outros músicos próximos e bem distribuídos pelo cenário. Temos também uma pequena plateia, em meio à qual se destaca Zélia Duncan, mas que só se manifesta com palmas em raros momentos, como forma de ressaltar a atmosfera delicada do evento.

Houve quem questionasse o fato de Fernanda Takai ter relido músicas de Tom Jobim, um autor já tão abordado por outros artistas, mas seria um pecado que alguém tão talhada para essa missão como ela deixasse uma oportunidade como essa passar batida. Ainda mais ao lado de dois dos grandes estilistas do gênero. Tom certamente deve estar sorrindo feliz, onde estiver, ao ver e ouvir suas obras tão bem abordadas por esse septeto afiado e inspirado.

Olha Pro Céu (ao vivo)- Fernanda Takai:

Vem aí coleção em homenagem a Tom Jobim

Por Fabian Chacur

Chegará às bancas de jornal e outros postos de venda no próximo dia 14/4 uma coleção que certamente irá chamar a atenção dos fãs da melhor música brasileira, e especialmente da bossa nova. Trata-se da Coleção Folha Tributo a Tom Jobim, com 20 volumes que trazem CDs dedicados ao repertório do eterno Antonio Brasileiro, em interpretações dele e de outros nomes importantes da música.

A coleção traz títulos da carreira solo do autor de Águas de Março e também outros gravados em parceria com um ou mais parceiros, trabalhos coletivos e mesmo compilações com grandes nomes da música relendo suas composições. Também foram incluídos alguns títulos de outros artistas que tiveram participação fundamental de Tom como arranjador, músico ou autor, e alguns lançamentos póstumos.

Os dois primeiros volumes (que serão vendidos juntos a R$ 16,90; os outros volumes custarão esse mesmo valor, mas individualmente) são o póstumo Tom Canta Vinícius Ao Vivo (2000) e The Composer Of ‘Desafinado’ Plays (1963), gravado visando o mercado internacional na época, com ótima repercussão. A seleção de álbuns é bem representativa e abrangente, dando uma geral certeira na carreira do saudoso Maestro Soberano.

Os próximos volumes, em ordem numérica e com previsão de lançamento semanal, serão os abaixo discriminados:

3- Elis & Tom (1974- com Elis Regina)

4- Passarim (1987)

5- Wave (1967)

6- Getz/Gilberto (1963- com Stan Getz e João Gilberto)

7- O Tempo e o Vento (1985- trilha da minissérie global)

8- Tide (1970)

9- Matita Perê (1973)

10- Rio Revisited (1989- com Gal Costa)

11- Edu & Tom (1981- com Edu Lobo)

12- Tom Jobim Ao Vivo Em Montreal (2007-ao vivo-póstumo)

13- Antonio Carlos Jobim and Friends (1996-ao vivo-póstumo)

14- The Astrud Gilberto Album (1965- da cantora Astrud Gilberto; Tom participa como músico e compositor)

15- Caymmi Visita Tom (1965- com Dorival Caymmi e os filhos)

16- Tom, Vinícius, Toquinho, Miúcha (1977 – com Vinícius de Moraes, Toquinho e Miúcha)

17- Canção do Amor Demais (1958- de Elizeth Cardoso- Tom participa como músico e arranjador)

18- Antonio Brasileiro (1994)

19- Tom no Feminino (2008- coletânea com várias intérpretes)

20- Tom Masculino (2008- coletânea com vários intérpretes)

Ouça Águas de Março, com Tom Jobim e Elis Regina:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑