Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: as mercenárias

As Mercenárias são destaque no The Art Of Heineken (SP)

as mercenárias 2017 2-400x

Por Fabian Chacur

As Mercenárias (foto), um dos grupos mais importantes da história do punk rock brasileiro, será uma das atrações neste fim de semana no The Art Of Heineken, espaço descolado montado de forma provisória em São Paulo no 8º andar do MAC- Museu de Arte Contemporânea da USP (avenida Pedro Álvares Cabral, nº 1.301- Ibirapuera). Elas tocam neste sábado (4/3) junto com a banda Metá Metá, sendo que no domingo (5/3) teremos os grupos Far From Alaska e Baleia, sempre a partir das 19h. Os ingressos custam a partir de R$ 70,00 (saiba mais aqui).

Criada em 1982, a banda As Mercenárias conseguiu grande repercussão no cenário independente paulistano graças a seu rock virulento e consistente. Elas lançaram dois ótimos álbuns, Cadê As Armas? (1986- Baratos Afins) e Trashland (1988- EMI), com direito a clássicos como Me Perco Nesse Tempo, Polícia, Lembranças e Mesma Lei.

Após um longo hiato, a banda voltou há alguns anos, e atualmente mantém de sua formação original apenas a antes apenas baixista e hoje também vocalista Sandra Coutinho, que tem a seu lado Silvia Tape (guitarra e vocais) e Michelle Abu (bateria e vocais). No show deste sábado, o atualmente trio terá um convidado especial: Edgard Scandurra, que nos anos iniciais das Mercenárias era o baterista do time.

Na mesma noitada, também teremos o trio paulistano de jazz Metá Metá, criado em 2008 por três figuras de destaque da atual cena paulistana: Juçara Marçal (vocal), Kiko Dinucci (guitarra) e Thiago França (sax). Eles tem três álbuns e dois EPs no currículo, sendo o mais recente MM3 (2016). Embora partindo de uma base jazzística, o som deles também apresenta elementos de MPB, black music, folk e pop, sem limitações estilísticas auto impostas.

No domingo (5/3), será a vez da Far From Alaska, banda criada em 2012 em Natal, no Rio Grande do Norte, e radicada desde 2015 em São Paulo. Liderado pela vocalista Emmily Barreto, o quinteto de som ardido e poderoso mostrará músicas de Unlikely, seu segundo álbum, que sairá em um futuro próximo. Por sua vez, a banda carioca Baleia dará uma geral no repertório de Quebra Azul, seu trabalho de estreia.

Cadê As Armas?- As Mercenárias (CD em streaming):

Edgard Scandurra lança disco em parceria com a Silvia Tape

foto Edgard Scandurra e Silvia Tape - credito Juliana R_ 2 w-400x

Por Fabian Chacur

Desde sempre, Edgard Scandurra é conhecido por sua inquietude e capacidade de encarar os mais diversos projetos musicais possíveis. O cantor, compositor e guitarrista do Ira! incorpora um novo item à extensa lista de colaborações realizadas em seus mais de 30 anos de carreira. Trata-se de um álbum em dupla com a cantora e compositora Silvia Tape, intitulado Est, e que está chegando ao mercado nesta terça (24).

O trabalho de Scandurra e Tape sai primeiro pela via digital, podendo ser encontrado nas plataformas digitais. Está previsto o lançamento nos formatos CD e LP de vinil no início de 2016, sempre pelo Selo180. O álbum foi gravado no Wah Wah Studio, em São Paulo, e reúne dez faixas inéditas, entre elas Asas Irreais, que tem já um belo clipe disponível e cuja letra faz menção ao poema Ismália, do célebre poeta simbolista mineiro Alphonsus de Guimarães (1870-1921).

O embrião desse trabalho surgiu em 2009, quando Edgard Scandurra fez algumas gravações caseiras pensando no que seria um disco instrumental solo. Ao conhecer Silvia Tape em um show de Fausto Fawcett da qual ela participou, encantou-se por sua voz, e resolveu partir para uma parceria com a moça em cima daquele material, que ganhou letras feitas basicamente pela artista.

Silvia Tape foi baixista da banda de garage rock Happy Cow em Piracicaba (SP) nos anos 1990, e atualmente é a guitarrista da nova formação da seminal banda As Mercenárias, da qual, por sinal, Scandurra fez parte na década de 1980. Ela também investe em carreira solo, e lançou um EP com produção de Pipo Pecoraro e participação do veterano artista indie Júpiter Maçã.

Asas Irreais– Edgard Scandurra e Silvia Tape:

Meu Lamento (ao vivo)- Edgard Scandurra e Silvia Tape:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑