Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: elifas andreato

Prêmio Grão de Música terá a sua cerimônia 2020 pela via virtual

_ CAPA disco Prêmio Grão de Música 2020 (1)

Por Fabian Chacur

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a cena cultural brasileira vive momentos bastante delicados e difíceis. Por isso, é de se comemorar quando um evento importante como o Prêmio Grão de Música consiga seguir adiante, apesar dos pesares. A 7ª edição desta premiação, a primeira realizada pela via virtual, ocorrerá nesta quinta (3) a partir das 19h, com transmissão a partir do Teatro Oficina (SP) feita a partir deste link aqui.

Como de praxe, são condecorados 15 artistas de várias partes do Brasil, escolhidos por uma curadoria que não segue parâmetros competitivos do tipo festival. Os vencedores recebem uma estatueta em bronze concebida pelo premiadíssimo Elifas Andreato, além de participarem de uma coletânea lançada em CD (com distribuição gratuita) e pela via digital (ouça aqui).

Os premiados são artistas de diversas gerações, e entre eles merecem destaque Osvaldinho da Cuíca, Nilze Carvalho e Valéria Oliveira. A cerimônia será apresentada pela adorável Claudinha Alexandre, com participação especial do ator, bailarino e diretor Ciro Barcelos, conhecido por seu trabalho com o grupo Dzi Croquettes. Os vencedores irão interagir a partir de suas casas, e teremos apresentações ao vivo de Aparecido Silvino, Euterpe e Jonathan Silva.

Leia mais sobre o Prêmio Grâo de Música aqui.

Eis os vencedores e e as faixas da Coletânea GRÃO DE MÚSICA 2020:

01. Chiquinha Chorona – Patrícia Quinteiro-RJ (Patrícia Quinteiro e Paulo Cezar Desi)

02. Essa Mulher – Valéria Oliveira-RN (Simona Talma e Valéria Oliveira)

03. Não Estamos Sós – Aparecida Silvino-CE (Aparecida Silvino)

04. Malabarismo Íntimo – Adriana Deffenti- RS (Adriana Deffenti)

05. Divino Baião – Jonathan Silva-ES (Jonathan Silva e Adriane Rivero)

06. Viola – Nilze Carvalho-RJ (Nilze Carvalho e Zeca Leal)

07. Salada Tupiniquim – Sergival Silva-SE (Ismar Barreto)

08. Lugar do Amor – Joana Terra-BA (Joana Terra e Priscila de Freitas)

09. Não Tenho Pressa – Marfiza-RO (Guilherme Rondon, Tony Pelosi e Marfiza)

10. Cem Planos – Graça Gomes-AC (Zezinho Maranhão)

11. Outros Brasis – Euterpe-RR (Roberto Dibo e Eliakin Rufino)

12. 500 Anos Nada a Comemorar – Fuba-PB (Fuba)

13. Ayabá Rainha – Célia Sampaio-MA (Paulinho Akoambu)

14. O Velho Batuqueiro – Osvaldinho da Cuíca-SP (Osvaldinho da Cuíca)

15. A Barca (Canção de Partida) – Darwinson-GO (Darwinson)

Viola (ao vivo)- Nilze Carvalho:

5º Prêmio Grão de Música vai ser entregue em São Paulo

premio grao de musica 2018-400x

Por Fabian Chacur

Apesar de crises financeiras e sobressaltos políticos, o Brasil felizmente segue firme e forte em termos culturais. Superando dificuldades, premiações bacanas continuam resistindo e celebrando o melhor da nossa música. Um bom exemplo é o Prêmio Grão de Música, cuja 5ª edição terá sua cerimônia de entrega de troféus no próximo sábado (20) às 19h no Centro Cultural Olido-Sala Olido (avenida São João, nº 473- Centro- fone 0xx11-3331-8399), com entrada gratuita.

Esta edição do projeto criado em 2014 pela cantora e compositora paraibana Socorro Lira premiará artistas oriundos de 12 estados brasileiros, sempre buscando uma abrangência nacional e homenageando artistas escolhidos pela curadoria levando-se em conta o conjunto de suas obras e a trajetória artística dos mesmos. Na cerimônia, teremos apresentações de três desses vencedores: Arraial do Pavulagem (Pará), Celia e Celma (MG) e Maria Juliana (PB).

“O Grão é um espaço dedicado a destacar e revelar obras e trajetórias artísticas relevantes para o país e para a humanidade como um todo; sendo que boa parte não tem divulgação e nem sempre é vista pela crítica especializada, em muitos casos estão ainda fora dos circuitos culturais mais influentes. Penso que o Grão pode ajudar a dar luz a isto e dizer a estes e estas artistas: sua música pode ser para o país inteiro, para o mundo”, explica Socorro Lira.

Se não bastassem as ótimas intenções envolvidas, o troféu é uma estátua de bronze com design feito pelo genial Elifas Andreato, responsável por capa de discos de ícones da nossa música como Chico Buarque, Elis Regina, Martinho da Vila e Clementina de Jesus, entre outros. Ele também criou toda a a identidade visual da premiação.

Além dos troféus, os artistas tem, uma música cada, incluída em uma coletânea promovida pelo Prêmio Grão de Música e disponível em luxuosa versão em CD no formato digipack (com direito a encarte informativo) e também digital (ouça a atual e as anteriores aqui)

Eis os vencedores do 5º Prêmio Grão de Música:

Arraial do Pavulagem (PA)
Caio Padilha (RN)
Carlos Badia (RS)
Carlos Zens (RN)
Celia e Celma (MG)
Chico Aafa (GO)
Clarisse Grova (RJ)
Karynna Spinelli (PE)
Lysia Condé (MG)
Maria Juliana (PB)
Oneide Bastos (AP)
Patricia Polayne (SE)
Sérgio Pererê (MG)
Solange Leal (PI)
Verônica Ferriani (SP)

Patrocínio: Metanoia e Palavra Acesa Editora
Apoio Cultural: Sala Olido, Prefeitura de São Paulo e Ritmiza Produções
Realização: Liraprocult

Dança a Menina– Verônica Ferriani:

© 2021 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑