Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: pop latino

Bryan Adams grava com Jennifer Lopez e Ed Sheeran em novo CD

bryan adams-400x

Por Fabian Chacur

Boas novidades paras os inúmeros fãs de Bryan Adams. O cantor, compositor e músico canadense anunciou para o dia 1º de março o lançamento de Shine a Light, o seu novo álbum de inéditas. Para dar uma aquecida na expectativa de todos, o artista já disponibilizou duas faixas, ambas muito boas. Uma, o rock com violão em destaque Shine a Light, já tem até um clipe, por sinal dos mais legais, e é uma canção escrita por ele com o astro do momento, Ed Sheeran.

A outra chegou às plataformas digitais tipo hoje, That’s How Strong Our Love Is (ouça aqui), e é um dueto de Adams com a estrela Jennifer Lopez, a primeira gravação reunindo os dois. Trata-se de uma canção com uma levada estilizada de reggae, boa melodia e um encaixe bacana das vozes dos dois. “Trabalhar com Jennifer foi um sonho! Nossas vozes soam maravilhosas juntas”, afirmou ele, em press release enviado à imprensa pela gravadora Universal Music.

Shine a Light é o primeiro trabalho de inéditas de Bryan Adams desde 2015, quando lançou o excelente Get Up, produzido por Jeff Lynne (Electric Light Orchestra, Travelling Wylburys, George Harrison, Tom Petty etc). Vale lembrar que tanto este como o anterior, o álbum de covers Tracks Of My Years (2014), não foram lançados no Brasil em formato físico, fato surrealista se levarmos em conta que ele já fez shows lotados por aqui e sempre teve seus álbuns lançados em nosso mercado desde o início de sua carreira, em 1979. Cruzemos os dedos para tenhamos versão nacional em CD de Shine a Light.

Shine a Light (clipe)- Bryan Adams:

Alejandro Sanz divulga novo CD em São Paulo

Por Fabian Chacur

O cantor espanhol Alejandro Sanz está no Brasil para divulgar La Musica No Se Toca, seu nono álbum de estúdio e primeiro pela Universal Music. Para falar sobre o disco, ele concedeu na tarde desta quarta-feira (21) em um hotel em São Paulo uma entrevista coletiva na qual esbanjou simpatia com os jornalistas presentes.

A faixa que dá título ao disco é uma espécie de profissão de fé do cantor, compositor e músico espanhol no poder da música em permanecer sempre forte, apesar das intempéries que atingem a tudo e a todos no mundo.

“Não importa tudo o que mude na indústria musical e no mundo, a música sempre permanece, é intocável. E o artista sempre deseja escrever a sua música mais bonita, é o que tentei fazer nessa canção”.

Sanz explica que não gosta de determinar previamente como serão os seus discos.

“Quando eu e o Julio Reyes Copello (produtor) iniciamos nosso trabalho, passamos os primeiros oito dias só falando, sem tocar nenhum instrumento. Não gosto de rotular meus discos, as canções devem estar a serviço da emoção, soltas, sem cair em modismos”.

Ele sente esse trabalho como mais eclético do que os anteriores, com direito a um tempero um pouco mais roqueiro em sua sonoridade romântica e homenagens a ídolos como os Beatles e o Queen. Ele também cita AC/DC, Led Zeppelin, Ronnie James Dio, Eddie Van Halen e Judas Priest como nomes do rock que o agradam.

“Minha banda atual é integrada por várias mulheres, e uma delas, a guitarrista, trouxe elementos de heavy metal para os meus shows, com sua sensibilidade feminina dosando tudo”.

O CD La Música No Se Toca inclui as participações especiais das brasileiras Ivete Sangalo (Não Me Compares, que aparece no disco em duas versões), Ana Carolina (Irrepetível-Me Sumerjo) e Roberta Sá (Bailo Com Vos). Ele fala sobre elas.

“Roberta Sá tem essa delicadeza da bossa nova, eu conheci seu trabalho ao ganhar CDs dela de uma fã. A Ivete Sangalo é uma artista muito forte, apaixonada, conheci ela no Rock In Rio Lisboa, é muito querida, fácil de se lidar, já gravamos juntos outra vez e foi ótimo. E a Ana Carolina tem uma voz poderosa, que eu conheci ao ouvi-la cantar É Isso Aí quando passeava pelo Youtube, fiquei apaixonado por seu talento”.

Ser um dos raros cantores espanhóis que fazem sucesso no Brasil é algo que agrada Alejandro Sanz, mas ele gostaria que esse intercâmbio entre Brasil e Espanha fosse maior.

“Falta um maior contato entre as músicas hispânica e brasileira. Seria um encontro de muitas cores, músicas como Sozinho (sucesso com Caetano Veloso) e É Isso Aí (sucesso com Ana Carolina e Seu Jorge) fariam sucesso se também fossem gravadas em castelhano. Seria preciso um esforço maior dos dois públicos para que esse intercâmbio cresça”.

Está nos planos do consagrado cantor espanhol voltar ao Brasil em março para fazer shows. Com mais de 22 milhões de discos vendidos em mais de 20 anos de carreira, Alejandro Sanz é o artista de origem latina com o maior número de troféus Grammy em seu currículo, sendo 18 latinos e 3 americanos. E ele se diz feliz com o que já realizou nesses anos todos.

“Para mim, não falta nada em termos profissionais, mas é preciso seguir em frente, continuar fazendo o que mais gosto. Adoro os contatos pessoais e virtuais com meus fãs. O momento mais importante da minha carreira foi quando decidi me dedicar à carreira artística, e cada vez que subo em um palco é o momento mais importante, sempre”.

Ouça No Me Compares, com Alejandro Sanz:

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑