Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: rock americano anos 1980

Pixies divulgam single e clipe e lançam um álbum em setembro

the pixies 400x

Por Fabian Chacur

Os Pixies voltarão ao Brasil em outubro para shows em São Paulo (no Popload Festival) e no Rio de Janeiro. Enquanto não chegam por aqui, o quarteto americano, um dos mais influentes do indie rock americano, traz novidades para os fãs. Depois de divulgar o rockão There’s a Moon On (veja o clipe aqui), agora é a vez de Vault Of Heaven, com direito a clipe e tudo.

Ennio Morricone (1928-2020), um dos mais influentes compositores de trilhas de filmes de todos os tempos, foi a assumida inspiração da banda para criar Vault Of Heaven, que gerou um clipe divertido com tipos bizarros e cenas em uma filial de uma célebre rede de lojas de conveniência americana. As duas faixas integrarão Doggerel, 8º álbum de estúdio deles, que sairá em diversos formatos no exterior no dia 30 de setembro pela BMG.

A produção do novo trabalho foi dividida entre Tom Dalgety (conhecido por seus trabalhos com Royal Blood e Ghost) e o vocalista, guitarrista e líder dos Pixies, Black Francis. A atual formação da banda americana, que surgiu em Boston em 1986, também traz Joey Santiago (guitarra), David Lovering (bateria) e Paz Lenchantin (baixo).

Vault Of Heaven (clipe)- Pixies:

ZZ Top divulga Brown Sugar e lançará álbum ao vivo em julho

zz top brown sugar 400x

Por Fabian Chacur

O ZZ Top acaba de divulgar seu novo single. Trata-se de uma versão ao vivo de Brown Sugar, composição do cantor e guitarrista Billy Gibbons que foi lançada originalmente por eles em 1971 no álbum ZZ Top’s First Album. A faixa faz parte do álbum RAW, que a BMG lançará em 22 de julho, seis dias antes do aniversário de um ano da morte do baixista da banda, o saudoso Dusty Hill. Gibbons e o baterista Frank Beard seguirão em frente com Elwood Francis no baixo, que trabalhava com Hill.

Brown Sugar (que, curiosamente, foi lançada na mesma época do célebre hit homônimo dos Rolling Stones) é um blues rock poderoso, que o trio releu com a categoria que sempre os marcou. O álbum foi gravado ao vivo em 2018 no Gruene Hall, no Texas, e equivale à trilha sonora do documentário That Little Ol’ Band From Texas (2019), que mostra os músicos contando sua história e tocando seus clássicos em um ambiente intimista.

Billy Gibbons explica o porque essa música em especial foi escolhida como a primeira faixa a ser divulgada do álbum RAW: “Brown Sugar é uma parte especial dos nossos shows há muitas décadas e acho que é maneira certa de começar o RAW. Essas gravações no Gruene Hall foram um satisfatório retorno às raízes e estamos felizes de dividir com todos que nos acompanham há tanto tempo”.

Brown Sugar (live from Gruene Hall)- ZZ Top:

Red Hot Chili Peppers apresenta 2ª faixa do álbum Unlimited Love

red hot chili peppers 400x

Por Fabian Chacur

Seis anos após The Getaway (2016), o Red Hot Chili Peppers se prepara para lançar um álbum de inéditas. Unlimited Love chegará ao mercado musical no dia 1º de abril, e será oferecido aos brasileiros não só nas gloriosas plataformas digitais, mas também em CD físico. A 1ª faixa a ser apresentada aos fãs foi a simpática e quase balada Black Summer (veja o clipe aqui). E outra acaba de sair nesta sexta (4).

Trata-se da funkeada e no melhor estilo hip hop old school temperada por rock Poster Child. A letra insere vários nomes do universo pop, como Robert Plant, Yoko Ono, The Ramones e até Ronald Reagan. Muito interessante mesmo. Ambas marcam o retorno à banda do guitarrista John Frusciante, que estava há mais de 15 anos fora do time e se mostra com fome de bola, como podemos ver em seus eficientes solos nestas duas faixas, do álbum que tem um total de 17.

Em press release enviado à imprensa, a banda definiu assim o processo de gravação de Unlimited Love:

“Nosso objetivo é se perder na música. Nós passamos milhares de horas, juntos e individualmente, nos aprimorando e compartilhando para fazer o melhor álbum que pudéssemos. Nosso radar apontou para o divino, o cosmos, e estamos tão gratos por essa chance de estar juntos novamente na mesma sala, mais uma vez, tentando nosso melhor. Passamos dias, semanas, meses ouvindo um ao outro, compondo, tocando e fazendo arranjos para que tudo tivesse um propósito”.

Poster Child– Red Hot Chili Peppers:

Billy F Gibbons libera clipe e irá lançar um novo álbum em junho

billy f gibbons capa album

Por Fabian Chacur

Em 2015, após décadas liderando o ZZ Top, Billy F Gibbons lançou o seu 1º CD solo, Perfectamundo. Em 2018, foi a vez de The Big Bad Blues. E já temos data marcada para um novo álbum desse marcante cantor, compositor e guitarrista americano. Será no dia 4 de junho o lançamento de Hardware, que o selo Concord (distribuído pela Universal Music) colocará no mercado internacional nos formatos CD e LP de vinil, além das gloriosas plataformas digitais.

Como forma de dar uma amostra aos fãs do que está por vir, Gibbons acaba de disponibilizar o 1º single a ser extraído desse novo trabalho. Trata-se de West Coast Junkie, um delicioso rockabilly com tempero de surf music e ecos de Dick Dale. Dirigido por Harry Reese, o clipe tem como pano de fundo o deserto californiano e garotas de biquini, com os músicos tocando com energia.

Gravado no Escape Studio, situado perto de Palm Springs, no alto deserto da Califórnia e na região da mitológica Joshua Tree, o álbum conta com o célebre Matt Sorum (Guns N’ Roses, The Cult, Velvet Revolver) na bateria, engenharia de som a cargo de Chad Shlosser e os músicos Mike Fiorentino e Austin Hanks. 11 das 12 faixas incluídas neste trabalho são assinadas coletivamente por Gibbons, Fiorentino, Shlosser e Sorum.

Gibbons, que continua firme com o ZZ Top segundo consta, definiu o seu novo disco solo em comunicado enviado à imprensa para divulgar esse trabalho: “Nós ficamos escondidos no deserto por algumas semanas, no calor do verão, e isso por si só foi bastante intenso. Para desabafar, simplesmente ‘deixamos agitar’. E é disso que se trata Hardware. Na maior parte, é um roqueiro furioso, mas sempre atento ao mistério implícito do deserto”.

Eis as faixas de Hardware:

1. My Lucky Card

2. She’s On Fire

3. More-More-More

4. Shuffle, Step & Slide

5. Vagabond Man

6. Spanish Fly

7. West Coast Junkie

8. Stackin’ Bones (featuring Larkin Poe)

9. I Was A Highway

10. S-G-L-M-B-B-R

11. Hey Baby, Que Paso

12. Desert High

*Obs.: todas as músicas foram escritas por Billy F Gibbons-Matt Sorum-Mike Fiorentino-Chad Shlosser, exceto Hey Baby Que Paso, escrita por Augie Meyers e Bill Sheffield).

West Coast Junkie (clipe)- Billy F Gibbons:

The Smithereens releem 1º single dos Beatles com o Andy White

love me do the smithereens single 2020-400x

Por Fabian Chacur

Com a morte em 12 de dezembro de 2017 de Pat DiNizio, cantor e guitarrista-base, o excelente grupo americano The Smithereens parecia chegar ao fim. No entanto, seus outros integrantes- Jim Babjak (guitarra e vocais), Dennis Dikens (bateria e vocais) e Mike Mesaros (baixo e vocais), após um show em homenagem ao saudoso colega em 13 de janeiro de 2018, resolveram seguir em frente. E surpreendem com o lançamento neste mês do single Love Me DoP.S. I Love You, no formato vinil de 45 rpm (pode ser adquirido aqui).

Neste show em 2018, Babjak, Dikens e Mesaros contaram com as participações especiais de Steven Van Zandt (que integrou a E Street Band de Bruce Springsteen), Dave Davies (ex-The Kinks), Marshall Creenshaw, Graham Maby (da banda do cantor, compositor e músico britânico Joe Jackson) e Lenny Kaye (guitarrista e fiel escudeiro de Patti Smith), e ali surgiu a ideia de fazerem shows com vocalistas convidados. Até o momento, assumiram o posto de DiNizio o roqueiro Marshall Creenshaw e Robin Wilson (do grupo Gin Blossoms).

A história em torno deste novo single é bem interessante, e tem início em 2007, quando os Smithereens lançam Meet The Smithereens!, álbum no qual releem na íntegra o primeiro álbum dos Beatles lançado pela Capitol Records nos EUA, Meet The Beatles! (1964). Na mesma época, resolvem gravar lados B e outras canções dos Fab Four lançadas em 1963 e 1964, material que acabaria gerando mais um álbum da banda, B-Sides The Beatles (2008).

O quarteto americano pensava em convidar alguém ligado ao grupo de Liverpool para marcar presença neste seu álbum, e então ficaram sabendo que o baterista de estúdio britânico Andy White, que em setembro de 1962 participou das gravações daquele histórico primeiro single dos Beatles, estava morando na região de Nova York. Eles o contataram, fizeram o convite para ele participar da gravação de P.S.I Love You, e a faixa foi incluída em B-Sides The Beatles. Andy também gravou com artistas como Tom Jones, Herman Hermits e Del Shannon.

Em um intervalo no estúdio, White e o grupo fizeram de forma descontraída uma gravação de Love Me Do, mas naquela época não a acharam digna de entrar em B-Sides The Beatles. Algum tempo após as mortes de Andy (que nos deixou em 2015) e DiNizio, o trio remanescente encontrou e reavaliou essa gravação, e viu que ela poderia ser usada sem grandes problemas, especialmente devido à ótima e segura performance de seu ex-vocalista.

Acrescentando alguns elementos e contando com a participação de Kristin Pinell tocando melódica, a gravação de Love Me Do foi completada, com a versão já lançada anteriormente de P.S. I Love You incluída no lado B deste compacto de vinil. Vale lembrar que o grupo celebra 40 anos de carreira neste ano, e que Mike Mesaros voltou ao time em 2017, após ter saído em 2005 para dar lugar ao baixista Severo “The Thrilla” Jornacion.

P.S. I Love You– The Smithereens:

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑