Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Cuide-se bem, sessentão Guilherme Arantes!

Por Fabian Chacur

A música de Guilherme Arantes me acompanha desde meus 15 anos, quando Meu Mundo e Nada Mais estourou em todo o país, em 1976. Meu primeiro contato pessoal com esse cara ocorreu em dezembro de 1980, quando ele fez um inesquecível show gratuito na estação São Bento do metrô paulistano, no melhor estilo teclado e voz. Ali, tive meu primeira experiência com sua generosidade e gentileza.

Aquela apresentação foi realizada poucos dias após a lamentável morte de John Lennon. Em determinado momento, alguns fãs pediram a ele que cantasse uma música do ex-Beatle. De forma improvisada e se valendo da revista de cifras de um deles, o músico nos proporcionou uma bela versão de Imagine, que emocionou todos os presentes. Pura gentileza.

Em 1987, tive a oportunidade de entrevista-lo pela primeira do que seria uma longa sequência de vezes. Sempre um bom papo, não demorou para que nos tornássemos amigos, com direito a almoços, papos animados e francos. Em 1992, quando ele lançou Crescente, para mim um de seus melhores trabalhos, pedi para que ele o autografasse para mim, e não esquecerei sua felicidade por eu ter gostado tanto daquele álbum. Coisa de gente humilde.

Nesses mais de 25 anos de carreira como jornalista, já tive a oportunidade de manter contato com centenas, provavelmente milhares de artistas, e Guilherme continua no topo dessa turma. E é ótimo quando o artista e o ser humano possuem grandes qualidades de forma simultânea. Ou quando o ser humano não nos decepciona, o que infelizmente ocorre no caso de alguns grandes artistas que prefiro não citar por uma questão de…gentileza.

Guilherme Arantes é o que suas músicas nos indicam. Doce, simpático, verborrágico (no melhor sentido da palavra), bem-humorado, idealista, romântico, inconformista, sonhador e um artista extremamente talentoso. Bom de letras, bom de melodias, bom de vocais, bom de arranjos, bom como músico, bom de palco… É qualidade pra mais de metro. E não sou suspeito por ter virado amigo. Sou culpado, mesmo!

Além disso, ele sempre teve como marca aquela gentileza ressaltada há alguns parágrafos, participando de trabalhos de outros artistas e sendo gravado por nomes do alto gabarito de Elis Regina,Caetano Veloso, Maria Bethânia, MPB-4, Leila Pinheiro, Roberto Carlos e tantos outros das mais diversas gerações. Aliás, a garotada o está redescobrindo neste exato momento.

Pois ele completou 60 anos neste domingão (28). O que poderia desejar a ele, além de muita saúde, paz, alegria e pessoas legais para curtirem os bons momentos ao seu lado? Que ele leve a sério a letra de Cuide-se Bem, de todas as maravilhas compostas por ele a que mais me toca, me emociona e me faz refletir. Que venham os 70, 80… Grande abraço, e que em um futuro não muito distante eu possa realizar meu sonho de escrever um livro sobre sua vida e obra!

Ouça Cuide-se Bem, com Guilherme Arantes:

4 Comments

  1. Beja e justa homenagem, Chacur. Acho Guilherme Arantes um dos melhores compositores da música popular brasileira (já ouvi grosserias por causa desta opinião, mas me mantenho firme nela).

    Outro dia estava ouvindo alguns de seus discos e pensei que o Guilherme Arante podia regravar várias de suas músicas lançadas nos anos 80. Fico lamentando a beleza daquelas composições mal adornadas por baterias e teclados pasteurizados. Aquele som oitentista “meio” eletrônico soa muito datado hoje. Li uma entrevista onde o músico definia (e criticava também) a tal bateria da época, mas não me lembro o modelo agora.

    Essa minha viagem sonhadora já foi atendida em dois discos: na quase desconhecida coletânea da série “Millennium”, onde as músicas foram executadas praticamente em arranjos minimalistas, sem camadas de tecladeira e percurssão artificiais, e no disco “Ao Vivo”, onde seu repertório de ouro foi magnificamente executado por uma banda do c***.

    Mas como este repertório é muito extenso em temos de qualidade, Guilherme Arantes bem que podia regravar parte dele no modo “clássico”, setentista, analógico e valvulado…rs. Seria um projeto paralelo, apenas.

  2. admin

    August 13, 2013 at 4:31 pm

    Concordo contigo, Neder. Nos anos 80, pressionado pelos dirigentes da CBS (depois Sony Music), Guilherme certamente se cercou demais de teclados eletrônicos e arranjos estilo Lincoln Olivetti que predominavam na época, certamente dando em alguns momentos arranjos modernosos e datados demais para músicas muito legais. O resgate de algumas dessas músicas, repaginadas para uma sonoridade mais próxima do que o Guilherme fez de melhor, seria mesmo bem legal. Mas creio que, no momento, ele esteja mais animado com projetos em cima de canções inéditas. Ele fez algo assim na última década, no CD/DVD Intimidade, lançado pela Som Livre. Olha o link para mais informações: http://www.planetaguilhermearantes.com/CD2007intimidade.htm

    Grande abraço e obrigado pela visita qualificada de sempre!!!!

  3. Eu li mesmo que o Guilherme Arantes está cheio de atividades, graças a Deus. Por isso falei que seria um projeto paralelo. Mas temos essa repaginada nos discos que citamos. Não esgotam (até repetem temas) mas são abrangentes.
    Obrigado pela dica. Vou procurar este CD/DVD que você indicou. E se você ainda não tem a coletânea da série Millennium corra para pegar a sua. Tem até versões de Classics IV, Carole King, Roberta Flack, Stevie Wonder e Gilbert O’ Sullivan.

  4. Caro Neder: a coletânea do Guilherme da série Millenium inclui faixas lançadas durante sua curta passagem pela Polygram (hoje Universal Music) nos anos 90. São eles um disco de inéditas (o bem recomedável Outras Cores, eis o link com o repertóriohttp://www.planetaguilhermearantes.com/1996CDoutrascores.htm ) e dois com releituras de músicas deles e versões de músicas alheias. Esse de versões chama-se Clássicos. Veja o repertório no link http://www.planetaguilhermearantes.com/1994LPclassicos.htm
    O outro de releituras de canções próprias é este aqui: http://www.planetaguilhermearantes.com/1997CDmaioridade.htm

    Aliás, recomendo com entusiasmo esse site no caso de você desejar fazer pesquisas sobre o repertório do Guilherme, pois é completíssimo. Grande abraço e tuuuuudo de bom procê!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑