Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: acordeon

Mirco Patarini faz show único e com entrada franca em SP

mirco patarini 2-400x

Por Fabian Chacur

O acordeon costuma ser imediatamente associado à música sertaneja/caipira no Brasil. No entanto, trata-se de um instrumento musical versátil e utilizado em diversos contextos musicais, inclusive na música erudita. E um dos grandes nomes do acordeon erudito mundial, o italiano Mirco Patarini, fará em São Paulo neste domingo (19) às 11h uma apresentação no Circolo Italiano San Paolo (avenida Ipiranga, nº 344- República- fone 0xx11-3154-2908), com entrada gratuita. Boa chance de se ver um mestre em ação.

Nascido na cidade italiana de Spoleto, Patarini começou a estudar o acordeon aos 12 anos de idade. Com o tempo, tornou-se um dos craques em seu país. Ele foi o mais jovem músico a vencer a Copa Mundial do Acordeon, maior competição mundial dedicada a esse instrumento e promovida pela CIA- Confederação Internacional do Acordeon. Com o tempo, amealhou mais de 50 vitórias em certames desse tipo.

O repertório desse músico de 52 anos é essencialmente composto por composições de autores eruditos, mas também possui espaço para outros de viés popular. Entre outros, ele interpreta obras de nomes como Johannes Brahms, Niccolò Paganini, Viacheslav Semjonov, Astor Piazzola e até mesmo dos brasileiros Oswaldinho do Acordeon e Sivuca.

Mirco Patarini já tocou em países como França, Suíça, Portugal, Venezuela, EUA, Rússia, China, Alemanha, Reino Unido, Egito, Japão, Austrália e Brasil. Hoje, além de suas apresentações pelo mundo, algumas delas acompanhado por orquestras, ele também é o presidente da Confederação Internacional do Acordeon e da Scandalli, esta última a maior e mais prestigiada fábrica de acordeons do mundo, além de ser o diretor artístico do Strumenti & Musica Festival.

Programa do espetáculo de Mirco Patarini em SP:

1. Corale in Strofe Variate (Guido Farina)

2. Balletomania (Vittorio Melocchi)

3. Finale della Sonata 1 (Nikolaj Tschaikin)

4. Danza Espanola n°2 Oriental (Enrique Granados)

5. Capriccio °24 in La minore (Niccolò Paganini)

6. La Cumparsita (Geraldo Matos Rodriguez) – arranjo de Luciano Fancelli

7. Um Tom Para Jobim – (Oswaldinho do Acordeon/ Sivuca)

8. Don Rhapsody – (Viachelsav Semjonov)

Um Tom Para Jobim (ao vivo)- Mirco Patarini:

Thadeu Romano dá um show de estilo em Da Reza à Festa

DIGIPACK

Por Fabian Chacur

Thadeu Romano é um daqueles músicos com currículo de dar inveja. Entre outros, ele já atuou ao lado de nomes do alto gabarito de Bibi Ferreira, Antônio Nóbrega, Danilo Caymmi, Marina de La Riva, Roberta Miranda, Zizi Possi, Geraldo Azevedo, Fábio Jr., Dominguinhos e Fernanda Porto. A amostra dá uma dica do que surge em seu disco solo Da Reza à Festa: versatilidade, estilo próprio e muita categoria. Coisa de quem de fato sabe o que está fazendo.

Com coprodução musical a cargo do experiente e consagrado Swami Jr., que o incentivou a gravar este álbum, Thadeu Romano se cercou de ótimos músicos para realizar o que pretendia em termos musicais. Gente do porte de Toninho Ferragutti, François de Lima, Luiz Guello, Laércio de Freitas, Carlos Malta, Marcelo Modesto, Rodrigo Sater e Paulo Ribeiro. O time vestiu a camisa do trabalho, e se sai bem no acompanhamento, solos e texturas apresentadas.

As onze faixas contidas no CD provam que o título não está aí por acaso, pois os climas sonoros variam das batidas mais festeiras a alguns momentos reflexivos com ambiência espiritual e introspectiva. Ritmos como o forró, o chamamé, o samba, o tango e até mesmo uma eventual pitada roqueira geram uma sonoridade rica, boa de se ouvir e que nos leva a uma viagem deliciosa rumo a um mundo no qual a gente é obrigado a ser feliz. E feliz seremos!

Romano, que recentemente fez turnê de um mês pela Europa, nos oferece de bom grado as várias possibilidades de seu instrumento, além de se mostrar um ótimo compositor, com um fornada de temas instrumentais requintados e bons de se ouvir. Da Reza à Festa equivale a uma profissão de fé no instrumento divulgado por virtuoses como Sivuca, de quem, por sinal, o músico admite ter boas influências, especialmente nesse lado versátil e sem fronteiras.

Lua Cheia (ao vivo)- Thadeu Romano:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑